Abrir menu principal
Ivan Kharitonov
Nascimento 2 de junho de 1870
Morte 17 de julho de 1918 (48 anos)
Ecaterimburgo
Sepultamento Catedral de Pedro e Paulo
Cidadania Império Russo
Ocupação chef
Religião Igreja Ortodoxa
Causa da morte fuzilamento

Ivan Mikhailovich Kharitonov (187217 de julho de 1918), foi o cozinheiro da corte do czar Nicolau II. Ele seguiu a família Romanov no exílio a seguir a Revolução Russa de 1917 e foi executado pelos Bolcheviques em 17 de julho de 1918, em Ekaterimburgo.

Como os Romanov, Kharitonov foi canonizado como neomártir pela Igreja Ortodoxa Russa no Exterior em 1981, como vítima de repressão Soviética.[1]

A mulher e a filha de Kharitonov o acompanharam no exílio em Tobolsk, mas não o seguiram quando os Bolcheviques mudaram os prisioneiros para Ekaterimburgo, na primavera de 1918.[2]

O neto de Kharitonov compareceu ao seu funeral, que aconteceu em 17 de julho de 1998 na Catedral de São Pedro e São Paulo em São Petersburgo. Esse funeral foi realizado para Kharitonov, para a família Romanov, seus criados (Demidova, Alexei Trupp) e outras vítimas mortas pelos Bolcheviques oitenta anos antes.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. King, Greg, and Wilson, Penny, The Fate of the Romanovs, John Wiley and Sons, Inc., 2003, pp. 65, 495
  2. King and Wilson, p. 65
  3. «O funeral do czar Nicolau II» (em inglês). Romanovfundforrussia.org. 17 de julho de 1998. Consultado em 28 de fevereiro de 2007. Arquivado do original em 29 de dezembro de 2006