Candomblé

Religiões afro-brasileiras


Princípios básicos

Deus
Ketu | Olorum | Orixás
Jeje | Mawu | Vodun
Bantu | Zambi | Nkisi


Religiões
Babaçuê | Batuque | Cabula
Candomblé | Culto de Ifá
Culto aos Egungun | Quimbanda
Macumba | Omoloko
Tambor-de-Mina | Terecô
Xambá | Xangô de Pernambuco


Temáticas
Confraria | Hierarquia
Sacerdotes | Sincretismo
Templos afro-brasileiros


Religiões semelhantes
Religiões Africanas | Abakuá
Arará | Lukumí | Obeah
Palo | Regla de Ocha | Santeria



Iyagbas[1], Iabá, Yabá ou Iyabá, cujo significado é Mãe Rainha, é o termo dado aos orixás femininos Yemanjá e Oxum, mas no Brasil esse termo é utilizado para definir todos os orixás femininos em geral em vez do termo Obirinxá (Orixá feminino), que seria o termo mais correto. O termo Iabá é dado a Yemanjá e Oxum, porque ambas estão intimamente ligadas da gestação ao parto e aos cuidados da mãe com o seu filho e também por terem sido rainhas e apenas essas duas divindades usam o filá de contas presas aos seus adês que servem para cobrirem os seus rostos nas festas.

Iyabá ou Aiabá é o termo usado no Candomblé para definir os Orixás femininos como: Oxum, Oyá, Obá, Yewá, Iemanjá, Nanã e outras.

Referências

BibliografiaEditar

  • Edison Carneiro, 1961, "O domingo das aiabás é a festa consagrada nos terreiros a todos os orixás femininos; o termo aiabá tem sido confundido frequentemente por etnólogos e pesquisadores, com a palavra iabá: "Iyabá, orixá feminino". Nos candomblés usa-se também a palavra aiabá. A palavra em iorubá significa raínha".
  • S. Crowther, dicionário da língua yorubá: "Ayabba (Aya-obba), a queen, a king's wife". A Vocabulary of the Yoruba Language, Londres, Seeleys, 1852, expressão arcaica.

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.