Festival Eurovisão da Canção 1979

Festival Eurovisão da Canção 1979
 Israel
Binyanei-HaUmah.JPG
Logo do Festival Eurovisão da Canção 1979
Datas
Final 31 de março de 1979
Anfitrião
Local Centro Internacional de Convenções (Jerusalém), Jerusalém
Apresentador(es) Israel Daniel Pe'er
Israel Yardena Arazi
Diretor Israel Yossi Zemach
Maestro Israel Izhak Graziani
Supervisor executivo Suíça Frank Naef
Produtor executivo Israel Alex Gilady
Estação anfitriã IBA Channel 1.svg Israel Broadcasting Authority
Website Website oficial
Atuações
Atuações nos intervalos Shalom '79 (Paz '79)
Participantes
Número de entradas 19 países
Países estreantes Nenhum
Países de regresso Nenhum
Países de saída  Turquia
Mapa dos países participantes
Portugal no Festival Eurovisão da CançãoEspanha no Festival Eurovisão da CançãoSan Marino no Festival Eurovisão da CançãoFrança no Festival Eurovisão da CançãoReino Unido no Festival Eurovisão da CançãoIrlanda no Festival Eurovisão da CançãoIslândia no Festival Eurovisão da CançãoBélgica no Festival Eurovisão da CançãoPaíses Baixos no Festival Eurovisão da CançãoSuíça no Festival Eurovisão da CançãoAlemanha no Festival Eurovisão da CançãoDinamarca no Festival Eurovisão da CançãoMalta no Festival Eurovisão da CançãoItália no Festival Eurovisão da CançãoNoruega no Festival Eurovisão da CançãoSuécia no Festival Eurovisão da CançãoFinlândia no Festival Eurovisão da CançãoEstónia no Festival Eurovisão da CançãoLetónia no Festival Eurovisão da CançãoLituânia no Festival Eurovisão da CançãoEslováquia no Festival Eurovisão da CançãoÁustria no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoHungria no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoAlbânia no Festival Eurovisão da CançãoJugoslávia no Festival Eurovisão da CançãoGrécia no Festival Eurovisão da CançãoBulgária no Festival Eurovisão da CançãoRoménia no Festival Eurovisão da CançãoMoldávia no Festival Eurovisão da CançãoUcrânia no Festival Eurovisão da CançãoBielorrússia no Festival Eurovisão da CançãoRússia no Festival Eurovisão da CançãoGeórgia no Festival Eurovisão da CançãoAzerbaijão no Festival Eurovisão da CançãoTurquia no Festival Eurovisão da CançãoChipre no Festival Eurovisão da CançãoIsrael no Festival Eurovisão da CançãoArménia no Festival Eurovisão da CançãoMarrocos no Festival Eurovisão da CançãoLiechtenstein no Festival Eurovisão da CançãoAndorra no Festival Eurovisão da CançãoMónaco no Festival Eurovisão da CançãoPolónia no Festival Eurovisão da CançãoRepública Checa no Festival Eurovisão da CançãoLuxemburgo no Festival Eurovisão da CançãoLíbano no Festival Eurovisão da CançãoTunísia no Festival Eurovisão da CançãoArgélia no Festival Eurovisão da CançãoUm mapa colorido dos países da Europa
Sobre esta imagem

     Países confirmados que já escolheram o seu artista e/ou canção     Países que não se classificaram para a final     Países que participaram no passado mas não em 1979

Votação
Sistema de
voto
A votação baseou-se num júri por país que atribuiu 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto às suas 10 canções favoritas, por ordem de preferência.
Vencedor(a)  Israel
[[Gali Atari e Milk and Honey]]
"Hallelujah"
Cronologia
← 1978 Wiki Eurovision Heart (Infobox).svg 1980 →

O Festival Eurovisão da Canção 1979 (em inglês: Eurovision Song Contest 1979, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1979 e em hebraico: אירוויזיון 1979) foi o 24º Festival Eurovisão da Canção, que se realizou em 31 de março de 1979 em Jerusalém, a última vez que o certame se realizou em março. Os apresentadores foram Daniel Pe'er e Yardena Arazi. Representando Israel, Gali Atari e Milk and Honey foram os vencedores desse ano ao cantarem o tema "Hallelujah".

A apresentação do festival deste ano foi original, pois os países foram apresentados com um sketch mostrando as características de cada país. Portugal por exemplo surgiu com barcos com pescadores, e claro o célebre vinho do Porto, não podia faltar.

A Turquia, por razões políticas desistiu de participar, outros países muçulmanos pressionaram a Turquia para não participar, pois o festival realizava-se em Israel. O tema que seria o 11º a subir ao palco, intitulava-se "Seviyorum" e era interpretada por Maria Rita Epik & 21.Peron.

LocalEditar

 Mais sobre a cidade anfitriã: Jerusalém

O Festival Eurovisão da Canção 1979 ocorreu em Jerusalém, em Israel. Jerusalém (em hebraico: ירושלים, Yerushaláyim; em árabe: القدس, al-Quds; em grego: Ιεροσόλυμα, Ierossólyma), localizada em um planalto nas montanhas da Judeia entre o Mediterrâneo e o mar Morto, é uma das cidades mais antigas do mundo. É considerada sagrada pelas três principais religiões abraâmicasjudaísmo, cristianismo e islamismo. Israelenses e palestinos reivindicam a cidade como sua capital, mas Israel mantém suas principais instituições governamentais em Jerusalém, enquanto o Estado da Palestina, em última instância, apenas a prevê como a sua futura sede política; nenhuma das reivindicações, no entanto, é amplamente reconhecida pela comunidade internacional.

O festival em si realizou-se no Centro Internacional de Convenções, uma sala de concerto e centro de convenções, que é o maior do Médio Oriente.[1]

FormatoEditar

Israel, tendo vencido a edição de 1978, assumiu a organização da edição de 1979. Esta foi a primeira vez que a competição foi realizada geograficamente fora do continente europeu e também foi a última vez que a final aconteceu em março. Outra grande novidade é que esta foi a primeira produção de televisão a cores a ser produzida e exibida no país.[2]

Grupos religiosos ortodoxos repetidamente protestaram contra a organização do concurso, pois o contrato assinado entre a IBA e a EBU determinava a realização do certame em um sábado, que é o dia dia do Shabat, dia de descanso consagrado na religião judaica.[2] Fora isto, o contexto internacional não ajudava e eram recorrente as ameaças da Organização para a Libertação da Palestina, que se seguiram à assinatura do Tratado de paz israelo-egípcio, resultaram num fortalecimento drástico das medidas de segurança.[3]

Por ser um país mulçumano, a Turquia recebeu muita pressão dos países integrantes da Liga Árabe para não enviar sua delegação para um evento que estava sendo em Israel.A pressão deu resultado e faltando algumas semanas para o começo dos ensaios a participação turca foi cancelada.A música que se chama "Seviyorum" e é interpretada por Maria Rita Epik & 21.Peron,havia sido sorteada para se apresentar na posição de número 11.A desistência do país consequentemente reduziu o número de países participantes de 20 para 19. [4]

As novas tecnologias presentes a época, se fizeram presentes em dois momentos, até então inéditos na história do concurso. O primeiro foi quando tanto IBA e EBU decidiram fazer a sua transmissão por via satélite, algo extremamente avançado a época (ressaltando que este foi o primeiro concurso a usar essa tecnologia) e o segundo foi quando o grupo italiano Matia Bazar foi o primeiro ato que abriu mão da orquestra e optou por usar uma base musical pré-gravada para se apresentar (algo que se tornaria recorrente a partir dali).[5] e [6]

VisualEditar

O vídeo introdutório mostrou pontos turísticos de Jerusalém, seguidos por cenas da vida espiritual e religiosa das comunidades judaica, muçulmana e cristã da cidade.Ele se concluiu com imagens de diversos rostos dos habitantes da cidade.

A orquestra, dirigida pelo experiente maestro Izhak Graziani, estava localizada num fosso localizado ao pé do palco que teve decorações desenhadas por Dov Ben David. Este último tinha a forma de uma meia esfera aberta. O espaço dentro da meia esfera foi ocupado por uma gigantesca escultura móvel colocada num pódio de quatro degraus. Esta escultura era composta por três círculos concêntricos e duas bases circulares, feitas de metal cromado e que reproduziam o logotipo da emissora e desta edição. Finalmente, dois grupos de três contrafortes foram localizados em ambos os lados da parede do hemisfério. O fundo tomou cinco tons diferentes, dependendo da atuação: azul, amarelo, laranja, rosa e vermelho. O espaço dos apresentadores, decorado com plantas, ficava à esquerda do palco; enquanto que à direita estavam localizadas a mesa do escrutinador geral, do supervisor do evento e o placar que neste ano estava em uma escala menor do que o dos anos anteriores.

Os apresentadores foram Daniel Pe'er e cantora Yardena Arazi.[7], que falaram aos espectadores em hebraico, inglês e francês.

Os cartões postais mostraram os países apresentados com um sketch sobre os clichês de cada país. Portugal, por exemplo surgiu com barcos com pescadores, e o célebre vinho do Porto.

O intervalo foi ocupado por um número de dança ,que foi produzido e executado por um grupo cultural especialmente formato para o evento que ganhou o nome de Shalom '79, e que teve a responsabilidade de apresentar um medley de 5 músicas tradicionais da cultura judaica,acompanhados por um grupo de dança.Em mais uma quebra de tradições vigentes,esta foi a primeira vez na história do festival em que o país organizador decidiu apresentar a sua cultura no ato de intervalo da grande final. Propositalmente,foi escolhida para terminar o ato, a tradicional Hevenu Shalom Alekhem ( ייבנו שלום עליכם ) e acompanhados pelo espírito acolhedor desta música, pela primeira vez desde a edição de 1961 todos os envolvidos no evento retornaram ao palco.[8]

VotaçãoEditar

Cada país tinha um júri composto por 11 elementos, que atribuiu 12, 10, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1 pontos às dez canções mais votadas.

O supervisor executivo da EBU foi Frank Naef. Ao contrário dos anos anteriores,a votação deste ano foi marcada pela tensão e pela emoção,já que ao contrário dos anos anteriores,o vencedor não era claro até o último jurado. Nas três primeiras rodadas,foram registradas a liderança de três países diferentes (França,Israel e Reino Unido) e parecia que a vitória fosse se encaminhar novamente para o Reino Unido.Mas, Israel conseguiu disparar em um certo momento e parecia ter a sua segunda vitória consecutiva consolidada. No entanto, esta vitória começou a ficar ameaçada após a divulgação dos resultados do sétimo júri nacional (Grécia) em que o país começou a receber uma sequência de notas extremamente baixas, enquanto que a Espanha que discretamente se posicionava em nono lugar e começava a receber uma sequência de notas altas vindas majoritariamente da Grécia,do Benelux,da Europa Central e de alguns países da Escandinávia e progressivamente foi subindo de forma vertiginosa para os primeiros lugares, assumindo a liderança no décimo primeiro júri (França),chegando em alguns momentos a liderar com folga,dando sinais de que a terceira vitória espanhola no certame seria evidente.[9] No décimo quarto júri (Países Baixos),Israel perdeu o segundo lugar para a França e ambos países ficaram nestas posições nos dois juris seguintes (Suécia e Noruega).Em uma reviravolta do destino, ao chegar ao décimo quinto jurado (Suécia),Israel começou uma incrível sequência de 3 notas 12 (além de Suécia e Noruega,houve o Reino Unido),enquanto seus rivais mais próximos (França e Espanha) ganharavam notas muito baixas. E ao chegar ao final desta sequência, Israel havia retomado a liderança, mas novamente com um ponto de diferença em relação a Espanha. No penúltimo júri (Áustria),a situação ainda se acirraria mais, pois a situação se inverteria novamente com a Espanha novamente liderando por apenas um ponto. Com um clima extremamente tenso e para azar dos espanhóis, eles seriam o último júri a votar e caso Israel recebesse uma pontuação superior a um ponto, o país ganharia o certame pela segunda vez e de forma seguida,conseguindo terceiro "back-to-back" (quando alguém ganha algum evento por dois anos consecutivos) da história (o primeiro havia sido a própria Espanha em 1968 e em 1969 e o segundo havia sido o Luxemburgo em 1972 e em 1973).O ar de mistério e de incerteza tomou conta do Centro Internacional de Convenções de Jerusalém pelos próximos minutos. A situação estava tão imprevisível que durante a divulgação dos resultados deste júri ,a apresentadora Yardena Arazi se confundiu de tal forma que anunciou que Portugal havia ganhado os 10 pontos do júri espanhol e erroneamente eles foram adicionados no placar, motivando a revisão e a correção dos resultados em seguida (Ao invés dos 10 pontos, o júri espanhol tinha-lhe dado os 6 pontos, reduzido a sua pontuação para 64,mas deixando a nona posição intocada). Assim, o silêncio permaneceu no local até que o nome Israel foi lido pelo porta-voz espanhol e em seguida "10 points". Naquele exato momento,Israel havia ganho o Festival Eurovisão da Canção pela segunda vez e desta vez em seu próprio solo, o que dava a condição da Eurovisão permanecer por mais um ano no país, o que acabou não acontecendo.Alguns dias mais tarde, surgiram rumores junto a imprensa espanhola de que a votação do júri espanhol foi realizada de forma estratégica para que Betty Missiego não ganhasse, já que a TVE havia divulgado que se em caso de uma eventual vitória espanhola ,a emissora não teria condições financeiras para organizar a próxima edição.[10]

Os pontos foram repetidos em inglês, francês e hebraico.

Durante a votação, a câmera fez vários close-ups dos artistas. Em particular, Gali Atari e Milk and Honey, Betty Missiego e Anne-Marie David apareceram.

Participações individuaisEditar


ParticipaçõesEditar

 
  Países participantes
País Título original da Canção Artista Processo Data da Selecção
Tradução em Português Idiomas de Interpretação
  Alemanha "Dschinghis Khan" Dschinghis Khan Ein lied für Jerusalem 1979 17 de março de 1979
Gengis-Khan Alemão
  Áustria "Heute in Jerusalem" Christina Simon Seleção Interna -
Hoje em Jerusalém Alemão
  Bélgica "Hey Nana" Micha Marah Eurosong 1979 3 de março de 1979
Hey Nana Holandês
  Dinamarca "Disco Tango" Tommy Seebach Dansk Melodi Grand-Prix 1979 3 de fevereiro de 1979
Disco Tango Dinamarquês
  Espanha "Su canción" Betty Missiego Seleção Interna -
A sua canção Castelhano
  Finlândia "Katson sineen taivaan" Katri Helena Euroviisut 1979 10 de fevereiro de 1979
Vejo o céu azul Finlandês
  França "Je suis l'enfant soleil" Anne-Marie David Concours de la Chanson Française pour l'Eurovision 1979 -
Eu sou a criança-sol Francês
  Grécia "Sokrati" (Σωκράτη) Elpida Ellinikoú Telikoú tis Diagonismós Tragoudioú Eurovision 1979 5 de fevereiro de 1979
Sócrates Grego
  Irlanda "Happy Man" Cathal Dunne Irish Final 1979 4 de fevereiro de 1979
Homem feliz Inglês
  Israel "Hallelujah" (הללויה) Gali Atari e Milk and Honey Festival Ha'zemer Ve Ha'pizmon 1979 27 de janeiro de 1979
Aleluia Hebreu
  Itália "Raggio di luna" Matia Bazar Seleção interna -
Raio de lua Italiano
  Luxemburgo "J'ai déjà vu ça dans tes yeux" Jeane Manson Seleção interna -
Eu já vi aquilo nos teus olhos Francês
  Mônaco "Notre vie c'est la musique" Laurent Vaguener Seleção interna -
A nossa vida é a música Francês
  Noruega "Oliver" Anita Skorgan Melodi Grand Prix 1979 10 de fevereiro de 1979
Oliver Norueguês
  Países Baixos "Colorado" Xandra Nationaal Songfestival 1979 7 de fevereiro de 1979
Colorado Holandês
  Portugal "Sobe, sobe, balão sobe" Manuela Bravo Festival RTP da Canção 1979 23 de fevereiro de 1979
Sobe, sobe, balão sobe Português
  Reino Unido "Mary Ann" Black Lace A song for Europe 1979 8 de março de 1979
Maria Ana Inglês
  Suécia "Satellit" Ted Gärdestad Melodifestivalen 1979 17 de fevereiro de 1979
Satélite Sueco
  Suíça "Trödler und Co" Peter, Sue, Marc, Pfuri Gorps & Kniri Schweizer Vorentscheid 1979 27 de janeiro de 1979
Folgazão e Cia Alemão
  Turquia "Seviyorum" Maria Rita Epik & 21. Peron Eurovision Şarkı Yarışması Türkiye Finali 1979 24 de fevereiro de 1978
Estou a amar Turco

FestivalEditar

# País Idioma[11] Artista Canção Tradução para Português Lugar Pontuação
  Portugal Português Manuela Bravo "Sobe, sobe, balão sobe" Sobe, sobe, balão sobe 64
  Itália Italiano Matia Bazar "Raggio di luna" Raio de lua 15º 27
  Dinamarca Dinamarquês Tommy Seebach "Disco Tango" Disco Tango 76
  Irlanda Inglês Cathal Dunne "Happy Man" Homem feliz 80
  Finlândia Finlandês Katri Helena "Katson sineen taivaan" Vejo o céu azul 14º 38
  Mônaco Francês Laurent Vaguener "Notre vie c'est la musique" A nossa vida é a música 16º 12
  Grécia Grego Elpida "Sokrati" (Σωκράτη) Sócrates 69
  Suíça Alemão Peter, Sue, Marc, Pfuri Gorps & Kniri "Trödler und Co" Folgazão e Cia 10º 60
  Alemanha Alemão Dschinghis Khan "Dschinghis Khan" Gengis-Khan 86
10º   Israel Hebraico Gali Atari e Milk and Honey "Hallelujah" (הללויה) Aleluia 125
11º   França Francês Anne-Marie David "Je suis l'enfant soleil" Eu sou a criança-sol 106
12º   Bélgica Holandês Micha Marah "Hey Nana" Hey Nana 18º 5
13º   Luxemburgo Francês Jeane Manson "J'ai déjà vu ça dans tes yeux" Eu já vi aquilo nos teus olhos 13º 44
14º   Países Baixos Holandês Xandra "Colorado" Colorado 12º 51
15º   Suécia Sueco Ted Gärdestad "Satellit" Satélite 17º 8
16º   Noruega Norueguês Anita Skorgan "Oliver" Oliver 11º 57
17º   Reino Unido Inglês Black Lace "Mary Ann" Maria Ana 73
18º   Áustria Alemão Christina Simon "Heute in Jerusalem" Hoje em Jerusalém 18º 5
19º   Espanha Castelhano Betty Missiego "Su canción" A sua canção 116

ResultadosEditar

A ordem de votação no Festival Eurovisão da Canção 1979, foi a seguinte:[12]

 
  Vencedor
  2º classificado
  3º classificado
Países Votantes Países Pontuados
                                     
  Portugal 8 5 1 10 2 12 6 7 3 4
  Itália 6 5 7 2 1 10 3 8 4 12
  Dinamarca 5 4 1 7 12 6 2 8 10 3
  Irlanda 2 4 1 5 12 3 10 6 8 7
  Finlândia 2 8 6 10 3 12 1 4 5 7
  Mônaco 5 3 7 2 12 8 10 4 6 1
  Grécia 12 10 7 2 4 8 5 3 1 6
  Suíça 4 1 6 8 7 5 10 3 2 12
  Alemanha 4 10 6 5 2 7 1 3 8 12
  Israel 12 3 10 4 6 5 7 1 2 8
  França 10 6 5 3 4 7 12 1 2 8
  Bélgica 5 7 10 1 4 2 6 3 8 12
  Luxemburgo 3 4 7 6 5 1 8 12 2 10
  Países Baixos 3 8 7 2 1 12 4 6 5 10
  Suécia 3 1 8 2 6 12 5 4 10 7
  Noruega 6 3 5 8 12 7 2 4 10 1
  Reino Unido 3 4 8 12 6 2 10 7 1 5
  Áustria 7 3 2 12 8 5 4 1 6 10
  Espanha 6 8 4 2 7 12 10 3 1 5
Total 64 27 76 80 38 12 69 60 86 125 106 5 44 51 8 57 73 5 116
Lugar 15º 14º 16º 10º 18º 13º 12º 17º 11º 18º
Países Votantes                                      
Países Pontuados
Resultados acumulados
Países Votantes Países Pontuados
                                     
  Portugal 0 8 0 5 0 1 10 0 2 12 6 0 7 0 0 3 4 0 0
  Itália 6 8 0 10 7 3 10 0 3 12 16 0 7 0 0 6 12 4 12
  Dinamarca 6 8 0 15 7 7 11 7 15 18 16 2 7 8 0 6 22 4 15
  Irlanda 6 8 2 15 7 7 15 8 20 30 16 2 10 18 6 14 29 4 15
  Finlândia 8 16 2 21 7 7 15 18 23 42 17 2 14 23 6 14 36 4 15
  Mônaco 13 16 5 21 7 7 22 20 35 50 27 2 18 23 6 20 37 4 15
  Grécia 13 16 17 31 14 7 22 22 35 54 35 2 23 26 7 20 37 4 21
  Suíça 17 16 18 37 22 7 29 35 59 45 2 26 26 7 20 39 4 33
  Alemanha 21 16 28 43 27 7 31 29 35 59 45 3 26 29 7 20 47 4 45
  Israel 21 16 40 46 27 7 41 33 41 59 50 3 26 36 8 22 47 4 53
  França 31 16 46 46 32 10 45 40 53 60 50 3 28 36 8 22 47 4 61
  Bélgica 36 16 53 56 32 10 46 40 57 62 56 3 28 39 8 30 47 4 73
  Luxemburgo 39 16 57 63 38 10 51 40 58 70 68 3 28 39 8 32 47 4 83
  Países Baixos 42 16 65 63 38 10 58 40 60 71 80 3 32 39 8 38 52 4 93
  Suécia 45 16 66 71 38 10 60 40 66 83 85 3 32 43 8 48 52 4 100
  Noruega 51 19 66 76 38 10 60 48 66 95 92 3 34 47 8 48 62 4 101
  Reino Unido 51 19 69 80 38 10 60 48 74 107 98 5 44 47 8 55 62 5 106
  Áustria 58 19 72 80 38 10 62 60 74 115 103 5 44 51 8 56 68 5 116
  Espanha 64 27 76 80 38 12 69 60 86 125 106 5 44 51 8 57 73 5 116
Lugar 15º 14º 16º 10º 18º 13º 12º 17º 11º 18º
Países Votantes                                      
Países Pontuados

12 pontosEditar

Os países que receberam 12 pontos foram os seguintes:

# Países Pontuados Países Votantes
6   Israel Finlândia, Irlanda, Noruega, Portugal, Reino Unido, Suécia
4   Alemanha Dinamarca, Espanha, França, Mónaco
  Espanha Alemanha, Bélgica, Itália, Suíça
2   Dinamarca Grécia, Israel
  França Luxemburgo, Países Baixos
1   Suíça Áustria

MaestrosEditar

Em baixo encontra-se a lista de maestros que conduziram a orquestra, na respectiva actuação de cada país concorrente.

País Maestro
  Portugal Thilo Krasmann
  Itália Nenhum
  Dinamarca Allan Botschinsky
  Irlanda Proinnsías Ó Duinn
  Finlândia Ossi Runne
  Mônaco Gérard Salesse
  Grécia Lefteris Halkiadakis
  Suíça Rolf Zuckowski
  Alemanha Norbert Daum
  Israel Kobi Oshrat
  França Guy Mattéoni
  Bélgica Francis Bay
  Luxemburgo Hervé Roy
  Países Baixos Harry van Hoof
  Suécia Lars Samuelson
  Noruega Sigurd Jansen
  Reino Unido Ken Jones
  Áustria Richard Österreicher
  Espanha José Luis Navarro
Maestro anfitrião Izhak Graziani

Artistas repetentesEditar

Em 1979, os repetentes foram:

País (1979) Foto Artista Ano Anterior País Representado Canção Tradução Pontuação Classificação
  Suíça   Peter, Sue & Marc ESC 1971 Suíça "Les illusions de nos vingt ans" As ilusões dos nossos vinte anos 78 12º
ESC 1976 Suíça "Djambo, Djambo" Djambo, Djambo 91
  Países Baixos   Xandra ESC 1972 (com Dries Holten) Países Baixos "Als het om de liefde gaat" Quando tudo sobre amor 106
ESC 1976 Países Baixos "The Party's Over" A Festa acabou 56
  França   Anne-Marie David ESC 1973 Luxemburgo "Tu te reconnaîtras" Tu te reconhecerás 129
  Noruega   Anita Skorgan ESC 1977 Noruega "Casanova" Casanova 18 15º

Referências

  1. International Convention Centre -- Binyanei Ha'Ooma WCities Destination Guide
  2. a b KENNEDY O’CONNOR John, The Eurovision Song Contest. 50 Years. The Official History, Londres, Carlton Books Limited, 2005, p.76.
  3. http://www.eurovision.tv/page/history/by-year/contest?event=295#About%20the%20show
  4. http://www.eurovision.tv/page/history/by-year/contest?event=295#About%20the%20show
  5. KENNEDY O’CONNOR John, op.cit., p.77.
  6. http://www.eurovision.tv/page/history/by-year/contest?event=295#About%20the%20show
  7. http://www.eurovision.tv/page/history/by-year/contest?event=295#About%20the%20show
  8. http://www.eurovision.tv/page/history/by-year/contest?event=295#About%20the%20show
  9. https://www.youtube.com/watch?v=ZoM_LgIiDvs
  10. https://eurovision.tv/event/jerusalem-1979#About%20the%20show
  11. «Eurovision Song Contest 1979». The Diggiloo Thrush. Consultado em 4 de março de 2012 
  12. A ordem de votação foi efectuada através da visualização de vídeos da edição do festival, à semelhança de outras secções deste artigo

NotasEditar

  • Os mapas presentes neste artigo, respeitam as fronteiras geográficas estabelecidas na altura em que o festival ocorreu.

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Festival Eurovisão da Canção 1979