Abrir menu principal

Jésus de Montréal

filme de 1989 dirigido por Denys Arcand
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde Outubro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde Outubro de 2013.
Jésus de Montréal
País Canadá, França
Lançamento 1989, 25 de janeiro de 1990
Diretor(a) Denys Arcand
Gênero filme dramático
Duração 119 minutos

Jésus de Montréal (br: Jesus de Montreal) é um filme do diretor canadense Denys Arcand produzido em 1989.

Índice

Trama e alegoriaEditar

O filme trata de um grupo de atores de Montreal contratados para encenar a paixão de Cristo, com um ator chamado Daniel no papel de Jesus. Entretanto, a interpretação do grupo sobre a vida de Cristo é pouco convencional e, apesar da produção se tornar a sensação da cidade, a Igreja Católica se opõe firmemente a sua interpretação bíblica e tenta impedir os atores.

O filme é estruturado de forma que a vida de Daniel corre em paralelo com aquela de Cristo. Na cena de abertura, um ator aponta Daniel e diz que ele é "muito melhor ator", o que ecoa a previsão de João Batista sobre a chegada do messias. A cabeça do primeiro ator é mais tarde usada em uma propaganda, um paralelo com a decapitação de João Batista. Os atores então se reunem para a peça, alguns deles abandonand trabalhos seguros para tal, remetendo a Jesus reunindo seus discípulos. Daniel estraga uma sessão para seleção de elenco de um comercial, assim como Jesus expulsou os agiotas do Templo. Sua prisão e aparição diante da côrte se assemelha a Jesus diante de Pôncio Pilatos. O ambicioso advogado que arranja uma grande carreira comercial para Daniel, olhando de cima de um arranha-céus na cidade, refere-se à tentação de Cristo pelo diabo de cima de um alto cume. Milagres atribuidos a Jesus, assim como a encarnação, fazem um paralelo com Daniel a se tornar doador de órgãos, e a fundação da igreja se torna os planos para uma companhia experimental de teatro.

PremiaçõesEditar

Jésus de Montreal ganhou o Genie Award por melhor filme canadense de 1989. Esteve duas vezes no segundo lugar na lista TIFF List of Canada's Top Ten Films of All Time, e foi indicado para melhor filme estrangeiro no Academy Award de 1989.

ElencoEditar

  • Lothaire Bluteau — Daniel
  • Catherine Wilkening — Mireille
  • Johanne-Marie Tremblay — Constance
  • Rémy Girard — Martin
  • Robert Lepage — René
  • Gilles Pelletier — Fr. Leclerc
  • Roy Dupuis — Marcel Brochu

Ligações externasEditar

Referências

  Este artigo sobre um filme canadense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


 
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.