Abrir menu principal

Julio Soares de Lima da Silva (Curitiba, 13 de Maio de 1999) conhecido como Júlio Soares, é um professor, escritor e político parananense. Em 2018, foi um dos candidatos mais jovens do país e o mais jovem do Paraná a disputar a cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) a Deputado Estadual com 19 anos.[1]


Júlio Soares
Estagiário na Secretaria de Administração e Previdência do Paraná (SEAP)
Período 21 de Janeiro de 2016 a 21 de Dezembro de 2016
Dados pessoais
Nome completo Julio Soares de Lima da Silva
Nascimento 13 de maio de 1999
Alma mater Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Partido Rede Sustentabilidade
Ocupação Professor
Website https://www.facebook.com/juliosoarespr/

VidaEditar

Curitibano, filho de um soldador e uma dona de casa, teve uma origem e infância humilde passando por longas e frequentes crises financeiras, morador do bairro Uberaba, um dos mais carentes da região de Curitiba.

Aos 5 anos de idade, ainda pequeno foi quando começou sua trajetória de diplomacia. Foi convidado a ser orador da turma na formatura da extinta pré-escola Anjinho Sapeca, na Rua Harold Drummond de Carvalho no bairro Cajuru, desde então não parou.

Aos 14 anos de idade, obteve seu primeiro emprego no comércio do ramo de calçados, pouco depois de ter se auto-presenteado com sua carteira de trabalho.

Ficou conhecido em sua região pela luta em fundar um grêmio estudantil no Colégio Estadual Aníbal Khury Neto, no qual se formou, através de grupos online, do qual fomentou a origem anos mais tarde, tendo inclusive sido candidato a vice-presidente de sua chapa.

Em 2016, foi selecionado para ser estagiário no Departamento de Recursos Humanos (DRH) da Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SEAP) do Governo do Paraná, tendo ocupado o posto por um ano, até a conclusão do Ensino Médio, com excelentes avaliações. Participou também de diversos vídeos promocionais da Central de Estágio (CE).

Em 2017, foi aprovado em 1º lugar no curso de Filosofia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) onde foi eleito membro do Centro Acadêmico de Filosofia (CAFIL) e participou ativamente da eleição do Diretório Central dos Estudantes. Também neste ano, foi selecionado para ser bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID) da CAPES do qual permaneceu até o término do Edital, que foi descontinuado pelo governo Michel Temer.

Eleições Gerais de 2018Editar

Em meados de 2018, lançou sua pré-candidatura a Deputado Estadual ainda com 19 anos. De acordo com a legislação, somente é autorizada a candidatura por aqueles que dentre outros requisitos, possuam 21 anos completo até a data da posse.[2]

Sabendo deste impedimento, obteve apoio interno do partido e foi aprovado nas convenções e em agosto oficialmente se tornou candidato a Deputado Estadual com ampla divulgação na mídia local em sites como o Bem Paraná e Gazeta do Povo. [3][4][5][6]

Dentre suas bandeiras, a defesa da juventude e o fim do privilégio político foram suas principais propostas. É contra o pedágio e a favor da revisão dos aumentos de impostos[7], além da contratação de assessores por meio de processo seletivo, que foi inspiração para diversos eleitos.[8]

Porém, mais tarde teve sua candidatura indeferida[9] e contribuiu internamente com outros candidatos.


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.