Júnior Baiano

futebolista brasileiro

Raimundo Ferreira Ramos Júnior,[1] mais conhecido como Júnior Baiano (Feira de Santana, 14 de março de 1970[2]), é um técnico e ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro.

Júnior Baiano
Júnior Baiano
Júnior Baiano em 2008
Informações pessoais
Nome completo Raimundo Ferreira Ramos Júnior
Data de nasc. 14 de março de 1970 (53 anos)
Local de nasc. Feira de Santana, Bahia, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,93 m
destro
Apelido Júnior Baiano, Rei da Categoria
Informações profissionais
Clube atual Central
Posição ex-zagueiro
Função técnico
Clubes de juventude
Flamengo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos)
1989–1993
1994–1995
1995–1996
1996–1998
1998–1999
1999–2001
2001–2003
2002
2004–2005
2007
2007–2008
2009
2009
2009
Flamengo
São Paulo
Werder Bremen
Flamengo
Palmeiras
Vasco da Gama
Shanghai Shenhua
Internacional
Flamengo
America-RJ
Brasiliense
Volta Redonda
Macapá
Miami FC
0170 000(11)
0078 000(11)
0102 000(21)
0066 000(22)
0072 000(16)
0048 0000(3)
0045 0000(2)
0016 0000(0)
0028 0000(0)
0012 0000(1)
0019 0000(0)
0006 0000(0)
0012 0000(0)
0005 0000(0)
Seleção nacional3
1992–1998 Brasil 0025 0000(2)
Times/clubes que treinou3
2012
2018–2019
2021
Santa Helena
Itumbiara
Central
Medalhas
Competidor do Brasil
Copa do Mundo FIFA
Prata 1998 Jogador
Copa das Confederações
Ouro 1997 Jogador
Copa Ouro da CONCACAF
Bronze 1998 Jogador

Com 33 gols marcados com a camisa do Flamengo, Junior Baiano e Juan são os maiores zagueiros artilheiros da história do clube.[3] É o 8º defensor com mais golos no Campeonato Brasileiro e 3º zagueiro, com 29 tentos em 177 partidas.[4][5]

Carreira como jogador editar

Flamengo editar

Júnior Baiano começou sua carreira em 1989, nas divisões de base do Flamengo.[6] Foi titular da equipe que foi campeã da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 1990, fazendo o único gol da Final deste certame.[7]

Júnior Baiano teve, ao todo, quatro passagens pelo Flamengo, onde conquistou uma Copa do Brasil, dois Campeonatos Cariocas, e uma Copa dos Campeões Mundiais além do Campeonato Brasileiro de 1992. Com 288 jogos no total e 32 gols marcados com o Manto Rubro-Negro, o zagueiro é, ao lado de Juan, um dos defensores com mais gols anotados pelo Flamengo na história.[8]

São Paulo editar

No início de 1994, foi contratado pelo São Paulo, do técnico Telê Santana. E foi o comandante quem ajudou Júnior a deixar a fama de zagueiro estabanado e violento para se tornar um grande marcador e líder dentro de campo.[9] O Junior defendeu o Tricolor entre 1994 e 1995. Pelo São Paulo, Júnior Baiano foi campeão da Recopa Sul-Americana de 1994 e fez 11 gols em 81 jogos.[10] Enquanto jogador do tricolor paulista, um caso curioso: após um clássico entre São Paulo e Corinthians, vencido pelo Timão, o defensor insinuou que árbitro Oscar Roberto Godói teria apitado o duelo embriagado.[11] O caso foi parar na justiça.[12]

Werder Bremen editar

Longe dos gramados brasileiros, Júnior Baiano jogou no Werder Bremen, prestigiado clube da Alemanha na temporada 1995-1996.

Jogou 41 partidas, sendo 32 pela Bundesliga, cinco pela Liga Europa e quatro pela DFB-Pokal. Entrou como titulat em 32 oportunidades. Marcou dois tentos ao longo da sua passagem pela equipe alemã.[13]

Júnior Baiano foi o primeiro brasileiro no Werder Bremen porém em 1995 sua passagem teve fim após agredir com um soco Nico Kovac do Leverkusen no jogo da Copa da DFB[14].

Palmeiras editar

Após disputar a Copa do Mundo da França pela seleção brasileira, chegou ao Palmeiras para reforçar o time já visando a Copa Libertadores de 1999. Com sua altura privilegiada e um estilo de jogo viril, logo tornou-se uma das referências da equipe, campeã da Copa Mercosul em 1998. Em sua passagem vitoriosa pelo Palmeiras confirmou sua fama de zagueiro-artilheiro ao ser o goleador do time na Libertadores de 1999, marcando 5 gols na campanha que levou ao título da competição.[15]

Pelo Palmeiras jogou 72 partidas (42 vitórias, 12 empates e 18 derrotas), fez sua estreia em um amistoso no jogo Palmeiras 5x0 Seleção de Pontalina-GO (11 de julho de 1998) e seu último jogo foi Palmeiras 3x3 Flamengo (20 de dezembro de 1999).[16]

Vasco editar

A Parmalat estava saindo do Palmeiras. Aí o clube tinha que se desfazer dos jogadores mais caros para diminuir os custos. Assim Junior teve que procurar novos ares. Após ligações de Romário e Edmundo e sem oportunidades no Flamengo fechou contrato com o Vasco, entre 2000 e 2001, também foi de títulos na prateleiraonde foi campeão da Copa MercoSul, do Brasileiro 2000 e vice-campeão do Mundial de Clubes.[17]

Fez sua estreia no Vasco no jogo amistoso Vasco Da Gama 4 x 1 Raja Casablanca (MAR), Sua trajetória em São Januário teve 44 jogos e 3 gols.[18]

Seu momento mais marcante no clube foi o gol marcado contra o River Plate na goleada histórica por 4x1 no Monumental nas partida das semifinais da Copa Mercosul.[19]

Shanghai Shenhua editar

O time chinês contou com Júnior Baiano (Shanghai Shenhua, 2001 e 2002/2003),

Internacional editar

Aos 31 anos, Júnior Baiano chegava ao Inter vindo do Shanghai Shenhua, da China, e trazia consigo um currículo expressivo, que ostentava o vice-campeonato da Copa do Mundo de 1998, além de títulos por praticamente todos os ex-clubes, como Flamengo, São Paulo, Palmeiras e Vasco. Chegou ao Inter com muito moral, salário alto e faixa de capitão. Foi campeão do Gauchão, porém o Inter teve um mau início no Brasileirão e após desntendimentos com a comissão técnica teve seu contracto rescindido.[20]

América editar

Entretanto, após ficar sem jogar um ano inteiro, retornou à ativa, jogando pelo América do Rio, no Campeonato Carioca de 2007. Como fez um bom torneio pelo América, acertou sua ida para o Brasiliense após o Campeonato Carioca.[21]

Brasiliense editar

O veterano zagueiro, de 37 anos, se apresentou ao Brasiliense para disputar a Série B No time amarelo de Brasília, começou bem foi campeão candango no Jacaré em 2008. No entanto, depois de algumas falhas, foi para o banco de reservas. Anunciou novamente sua aposentadoria em 2008.

Volta Redonda editar

Novamente voltou atrás, tendo jogado o Campeonato Carioca pelo Volta Redonda.

Macapá editar

Entre o fim de junho e início de julho, ele acertou sua transferência para o Macapá, sendo esta sua primeira aventura fora do Centro-Sul do Brasil.

Miami FC editar

Em seguida, Júnior Baiano se transferiu para os Estados Unidos para disputar a USL First Division (antiga divisão de acesso à Major League Soccer), onde atuou pelo Miami FC, que era comandado por Zinho, seu amigo e ex-companheiro de Flamengo e Palmeiras.

Clubes editar

Clube País Ano
Flamengo   Brasil 1989-1993
São Paulo   Brasil 1994-1995
Werder Bremen   Alemanha 1995-1996
Flamengo   Brasil 1996-1998
Palmeiras   Brasil 1998-1999
Vasco da Gama   Brasil 2000-2001
Shanghai Shenhua   China 2001-2002
Internacional   Brasil 2002-2003
Flamengo   Brasil 2004-2005
América   Brasil 2006-2007
Brasiliense   Brasil 2007-2008
Volta Redonda   Brasil 2008-2009
Miami FC   Estados Unidos 2009-2010

Seleção Brasileira editar

Júnior Baiano disputou 25 partidas pela Seleção Brasileira em 1997 e 1998, e fez parte da Seleção Brasileira que disputou a Copa do Mundo de 1998, a Copa Ouro da CONCACAF de 1998 e a Copa das Confederações de 1997. Sua passagem na Copa foi marcada pelo controverso pênalti sobre o norueguês Tore André Flo, e que acabou decretando a vitória dos nórdicos.

A traumática derrota para a França na final do Mundial de 1998 foi a última partida que Júnior Baiano fez pela seleção.

Pós-carreira editar

Santa Helena editar

Após pendurar as chuteiras, seu primeiro trabalho, foi como estagiário do técnico Vanderlei Luxemburgo. Em 2012, começou a carreira de treinador comandando o Santa Helena,[22][23] da segunda divisão goiana.

Itumbiara editar

Após 7 anos de seu último trabalho como técnico, em 2018 foi anunciado pelo Itumbiara, de Goiás, como novo técnico para a disputa do Campeonato Goiano de 2019.[24] Porém, no dia 31 de janeiro de 2019, foi demitido após somente 4 jogos, pelo fraco desempenho, com 2 empates e 2 derrotas, tendo um aproveitamento de 17%.[25]

Central editar

Em 19 de maio de 2021, foi anunciado como o novo treinador do Central, clube de Caruaru, 1 dia após o rebaixamento do time para a 2a Divisão Pernambucana.[26]

Títulos editar

Flamengo
São Paulo
Palmeiras
Vasco da Gama
Internacional
Shanghai Shenhua
Brasiliense
Seleção Brasileira

Prêmios individuais editar

Referências

  1. «Ficha técnica de Júnior Baiano». Globo.com. Futpedia.globo.com 
  2. «Detalhes do atleta». Br.sambafoot.com 
  3. lance.com.br/ Juan está próximo de virar o zagueiro que mais fez gols pelo Flamengo
  4. «Os maiores-defensores artilheiros da história do brasileirão». mercado do futebol. Consultado em 26 de outubro de 2022 
  5. «Antonio Carlos pode igualar recorde de gols do 'amigo' Júnior Baiano». ndmais. Consultado em 26 de outubro de 2022 
  6. sportv.globo.com/ Júnior Baiano lembra sua época na base do Flamengo: "Quando começo a falar, dá vontade de chorar"
  7. globoplay.globo.com/ Baú do Esporte - Com gol de Júnior Baiano, Flamengo vence Juventus e conquista Copa São Paulo
  8. https://www.lance.com.br/fora-de-campo/flamengo-parabeniza-junior-baiano-mas-comete-erro-e-posta-gol-contra-o-proprio-clube.html
  9. https://terceirotempo.uol.com.br/que-fim-levou/junior-baiano-4544
  10. https://www.gazetaesportiva.com/times/sao-paulo/sao-paulo-parabeniza-ex-zagueiro-junior-baiano-pelo-52o-aniversario/
  11. uol.com.br/ "O juiz está bêbado!" Conflito entre Júnior Baiano e Godói completa 20 anos
  12. torcedores.com/ Godói relembra processo contra Jr Baiano e que ‘ferrou’ o ex-zagueiro até ele pedir substituição
  13. https://www.ocuriosodofutebol.com.br/2022/03/a-passagem-de-junior-baiano-pelo-werder.html
  14. https://www.stern.de/sport/sportwelt/brasilianische-spieler-in-der-bundesliga-auf-schmalem-grat-3421964.html
  15. «Libertadores 1999». Consultado em 22 de abril de 2020 
  16. https://www.palmeiras.com.br/craques/junior-baiano/
  17. https://www.lance.com.br/fora-de-campo/sou-torcedor-flamengo-nao-queria-para-vasco-revela-junior-baiano.html
  18. http://blogdogarone.blogspot.com/2010/05/dele-no-vasco-junior-baiano.html
  19. https://vasco.com.br/vasco-x-river/
  20. https://gauchazh.clicrbs.com.br/esportes/inter/noticia/2020/05/estrelas-que-nao-deram-certo-no-inter-junior-baiano-ckamfn4mg002r015nxx1lqqm0.html
  21. http://memoriasdoesporte.com.br/2022/03/14/junior-baiano-campeao-em-todos-os-clubes-que-jogou/
  22. «Ex-zagueiro Júnior Baiano é o novo treinador do Santa Helena-GO». Globo.com. Globoesporte.globo.com. Consultado em 3 de maio de 2012 
  23. «No Santa Helena (GO), Júnior Baiano quer usar Telê como inspiração». Globo.com. Globoesporte.globo.com. Consultado em 3 de maio de 2012 
  24. «Itumbiara contrata Júnior Baiano, que retoma carreira de técnico após sete anos». ge. Consultado em 19 de maio de 2021 
  25. «Sem vencer no Goiano, Júnior Baiano é demitido do Itumbiara». m.lance.com.br. Consultado em 19 de maio de 2021 
  26. «Lembra dele? Ex-Flamengo, Palmeiras e seleção, Júnior Baiano é o novo técnico do Central». ge. Consultado em 19 de maio de 2021 
  27. «Bundesliga Historie 1985/96» (em German). kicker