Abrir menu principal
Júnior Marreca
Deputado federal pelo  Maranhão
Período 1 de fevereiro de 2015
até atualidade
Prefeito de Itapecuru-Mirim
Período 2005-2012
Antecessor Miguel Lauand
Sucessor Magno Amorim
Dados pessoais
Nascimento 2 de março de 1970 (49 anos)
Salgueiro, PE
Partido Patriota
Profissão Advogado

Antônio da Cruz Filgueira Júnior, conhecido no meio político como Júnior Marreca (Salgueiro, 2 de março de 1970) é um advogado e político brasileiro. Filiado ao PATRI, foi prefeito de Itapecuru Mirim entre 2005 e 2013.[1]

Carreira políticaEditar

Começou a carreira política ao ser eleito prefeito de Itapecuru Mirim em 2004 pelo PL, sendo reeleito em 2008 pelo PR.

Nas eleições de 2012, tentou eleger Miguel Lauand seu sucessor na prefeitura de Itapecuru Mirim. Entretanto, o candidato do DEM obteve 9.327 votos, enquanto Magno Amorim (PPS) obteve 9.741 votos, sendo a primeira derrota do grupo político de Júnior Marreca.

Foi eleito deputado federal pelo PEN em 2014 com um total de 50.962 votos.

Em 17 de abril de 2016, votou contra o processo de impeachment de Dilma Rousseff.[2]

Em 13 de setembro de 2016, Marreca favoreceu o deputado Eduardo Cunha ao abster seu voto na sessão que cassou o mandato do deputado do PMDB.

Em abril de 2017 votou a favor da Reforma Trabalhista.[2][3] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[2][4]

Referências

  1. Biografia de Júnior Marreca (PEN)
  2. a b c G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  3. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  4. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017