Júpiter (álbum)

Júpiter é o terceiro álbum de estúdio do cantor e compositor brasileiro Silva. Foi lançado dia 20 de novembro de 2015 pelas gravadoras SLAP e Polysom exclusivamente no Spotify . O primeiro single do álbum é "Eu Sempre Quis", anunciado na madrugada do dia 06 de novembro de 2015, resultado de uma contagem regressiva surpresa que Silva colocou em seu site oficial.

Júpiter
Álbum de estúdio de Silva
Lançamento 20 de novembro de 2015
Gravação 2015
Gênero(s) Indie pop
Idioma(s) Português
Formato(s)
Gravadora(s)
Cronologia de Silva
Vista pro Mar (Ao Vivo)
(2015)
Silva Canta Marisa
(2016)
Singles de Júpiter
  1. "Eu Sempre Quis"
    Lançamento: 06 de novembro de 2015
  2. "Feliz e Ponto"
    Lançamento: 09 de maio de 2016
  3. "Sufoco"
    Lançamento: 29 de setembro de 2016

AntecedentesEditar

No início de 2015, o cantor ainda estava trabalhando na turnê de seu segundo álbum Vista Pro Mar. Em meio de sua agenda corrida, o cantor reservou um tempo para ir até Luanda, em Angola para gravar o último trabalho de divulgação do álbum, o videoclipe de "Volta" que contou com direção de William Sossai e Ângelo Silva.[1] Em 08 de junho de 2015, o cantor divulga de surpresa o single promocional "Noite" com a ilustre participação de Lulu Santos e do músico Don L.[2] Em agosto de 2015 a plataforma de Streaming Rdio disponibilizou um EP exclusivo com cinco canções ao vivo da apresentação de Silva no Texas, em setembro do mesmo ano a gravadora SLAP lançou no iTunes outro EP intitulado "Vista Pro Mar - Ao Vivo", neste continha 7 canções ao vivo da apresentação do cantor no Circo Voador, no Rio de Janeiro, ambos os EPs foram disponibilizados apenas em formato digital.[3]

Lançamento e divulgaçãoEditar

No dia 03 de novembro de 2015, o cantor lançou no ar em seu site uma contagem regressiva de término ás 00h do dia 06 de novembro de 2015, ao final da contagem foi liberado o vídeo da canção "Eu Sempre Quis", e logo em seguida o cantor confirmou em seu Instagram que a canção era o seu primeiro single oficial de divulgação de seu futuro álbum Júpiter, que estreou dia 20 de novembro de 2015 exclusivamente no Spotify. A pré-venda da versão física do álbum começou no dia 13 de novembro de 2015 na loja oficial do cantor, os discos comprados na pré-venda virão autografados exclusivamente pelo cantor aos primeiros fãs, antes de ser distribuído para as lojas de todo o país no dia 22 de novembro de 2015. O álbum será lançado em CD e Vinil, a informação foi confirmada pelo próprio Silva em seu Instagram ao um fã que o perguntou se sairia em tal formato.[4]

No dia 19 de novembro de 2015, um dia antes do lançamento digital, o cantor postou uma foto com diversos discos de Júpiter com um texto resumido de como tudo começou até chegar ao álbum Júpiter.

[5]

RecepçãoEditar

CríticaEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Folha de S.Paulo      [6]
Notas Musicais      [7]
Rolling Stone Brasil      [8]
Miojo Indie 6/10[9]

Segundo Giuliana de Toledo do jornal Folha de S.Paulo, Silva está muito mais solto no terceiro álbum, abordando clima romântico e sexual, que não eram citados nos dois primeiros álbuns[6]. Giuliana deu ao álbum 3 estrelas, e disse que Júpiter é um álbum de letras ultrarromânticas, e possui uma sonoridade que busca o sossego: música eletrônica com batidas dosadas de R&B, gênero que não dominava os discos anteriores.

Mauro Ferreiro do blog Notas Musicais cotou o álbum em 2 estrelas, segundo ele neste disco Silva deixa de seguir o universo pop explorado nos dois primeiros álbuns, e entra no universo da canção popular romântica[7], utilizando um repertório com letras mais simples. Segundo Mauro Júpiter é mais fraco do que os outros dois primeiros álbuns de Silva, e mostra que ele quer povoar o planeta pop romântico habitado por seu colega de selo, Tiago Iorc.

Mariana Tramontina que escreve para Rolling Stone Brasil, citou que em Júpiter Silva soa mais econômico em relação aos dois álbuns anteriores. Diferentemente de seus lançamentos anteriores, Claridão (2012) e Vista pro Mar (2014), Silva desta vez enxuga aqueles sintetizadores tão característicos para evidenciar sua voz serena e letras de versos espertos e acessíveis.[8] Júpiter é uma outra faceta, na qual o músico experimenta cantar de cara limpa e expor o que há de mais sentimental em suas composições.

Cleber Facchi do Miojo Indie cita que Júpiter soa mais econômico e tímido do que os dois discos anteriores de Silva, diz que o trabalho falta novidade[9]. Facchi cita que são as três últimas faixas que salva o disco "Marina", "Deixa Eu Te Falar" e "Notícias" canções que resgatam a mesma base melódica aplicada em Claridão e Vista Pro Mar.

FaixasEditar

TítuloCompositor(es) Duração
1. "Júpiter"  Lúcio Silva, Lucas Silva 3:01
2. "Sufoco"  Silva, Lucas Silva 3:33
3. "Eu Sempre Quis"  Silva, Lucas Silva 3:31
4. "Feliz e Ponto"  Silva, Lucas Silva 2:36
5. "Io" (instrumental)Silva 0:59
6. "Sou Desse Jeito"  Silva, Lucas Silva 3:53
7. "Nas Horas"  Silva, Lucas Silva 3:54
8. "Se Ela Volta"  Silva, Lucas Silva 3:37
9. "Marina"  Dorival Caymmi 2:59
10. "Deixa Eu Te Falar"  Silva, Lucas Silva 3:56
11. "Notícias"  Silva, Lucas Silva 4:11

TurnêEditar

Data Cidade País Local
América do Sul
21 de janeiro de 2016 Vitória   Brasil Theatro Carlos Gomes
22 de janeiro de 2016
30 de janeiro de 2016 São Paulo Sesc Consolação
31 de janeiro de 2016
20 de fevereiro de 2016 Auditório Ibirapuera
21 de fevereiro de 2016
18 de março de 2016 Belo Horizonte A Autêntica
3 de maio de 2016 Rio de Janeiro Teatro SESI Centro
4 de maio de 2016
6 de maio de 2016 Teatro SESI Jacarepaguá
7 de maio de 2016 Duque de Caxias Teatro SESI Caxias
13 de maio de 2016 Uberlândia Groove Pub
14 de maio de 2016[a] Goiânia Centro Cultural Oscar Niemeyer
15 de maio de 2016 Brasília Teatro Brasília
21 de maio de 2016[b] Marília Palco Externo Marília
22 de maio de 2016[c] Piracicaba Palco Externo Piracicaba
15 de julho de 2016 Rio de Janeiro SESC Barra Mansa
5 de agosto de 2016 São Paulo Sesc Vila Mariana
6 de agosto de 2016
7 de agosto de 2016
13 de agosto de 2016[d] Rio de Janeiro Praça Mauá
3 de setembro de 2016[e] São Paulo Memorial da América Latina
10 de setembro de 2016 São José dos Campos Sesc São José dos Campos
16 de setembro de 2016[15] Londrina Festival Ahead
23 de setembro de 2016 Porto Alegre Bar Opinião
18 de outubro de 2016 São Paulo Teatro Porto Seguro
28 de outubro de 2016[f] Vila Velha Shopping Vila Velha
12 de novembro de 2016[g] Fortaleza Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Agenda disponível no site Silva[18].

NotasEditar

  1. O show de 14 de maio de 2016 em Goiânia, Brasil faz parte do Festival Bananada.[10]
  2. O show de 21 de maio de 2016 em Marília, Brasil faz parte da Virada Cultural 2016.[11]
  3. O show de 22 de maio de 2016 em Piracicaba, Brasil faz parte da Virada Cultural 2016.[12]
  4. O show de 13 de agosto de 2016 no Rio de Janeiro, Brasil faz parte do Boulevard Olímpico no Palco Encontros.[13]
  5. O show de 3 de setembro de 2016 em São Paulo, Brasil faz parte do Coala Festival 2016.[14]
  6. O show de 28 de outubro de 2016 em Vila Velha faz parte do Indie Music Fest.[16]
  7. O show de 12 de novembro de 2016 em Fortaleza faz parte do Festival Ponto.CE.[17]

Histórico de lançamentoEditar

País Data Gravadora Formato
  Brasil 20 de novembro de 2015 SLAP Streaming[19]
27 de novembro de 2015 CD, Download digital
01 de julho de 2016 Polysom LP
  Estados Unidos 11 de março de 2016 Six Degrees Records[20][21] CD, Download digital
  Canadá

Veja tambémEditar

Referências

  1. 505Indie.com.br. «SILVA lança videoclipe gravado na Angola, veja 'Volta'». Consultado em 06 de novembro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Billboard Brasil. «Silva lança o single com participação de Lulu Santos». Consultado em 06 de novembro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Blog Notas Musicais. «Silva lança segundo EP digital». Consultado em 06 de novembro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Monkeybuzz. «Silva lança contagem regressiva misteriosa em seu site». Consultado em 06 de novembro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Silva (19 de novembro de 2015). «Em outubro de 2011, lancei meu primeiro EP e minha vida mudou...». Consultado em 20 de novembro de 2015. Arquivado do original em 22 de novembro de 2015 
  6. a b de Toledo, Giuliana (25 de novembro de 2015). «Silva supera timidez e se solta como cantor romântico em 3º álbum». Folha de S.Paulo. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  7. a b Ferreira, Mauro (11 de novembro de 2015). «'Júpiter' sinaliza que Silva quer habitar o populoso planeta da canção popular». Notas Musicais. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  8. a b Tramontina, Mariana (9 de dezembro de 2015). «Guia de CDs - Silva Júpiter». Rolling Stone Brasil. Consultado em 2 de janeiro de 2016 
  9. a b Facchi, Cleber (23 de novembro de 2015). «"Júpiter", Silva». Miojo Indie. Consultado em 21 de março de 2016 
  10. «Festival Bananada 2016 começa nesta segunda-feira (9), em diversos pontos de Goiânia». Diário de Goiás. 7 de maio de 2016. Consultado em 10 de maio de 2016 
  11. «Virada Cultural SP 2016 e Programação Virada Cultural Paulista». Confira Mais. 8 de maio de 2016. Consultado em 10 de maio de 2016 
  12. «Virada Cultural SP 2016 e Programação Virada Cultural Paulista». Confira Mais. 8 de maio de 2016. Consultado em 10 de maio de 2016 
  13. «Virada Cultural SP 2016 e Programação Virada Cultural Paulista». G1. 21 de julho de 2016. Consultado em 09 de agosto de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. «Coala Festival reúne Baiana System, Céu e Karol Conká». UOL. 9 de agosto de 2016. Consultado em 16 de agosto de 2016 
  15. Ahead BR. «Show do Silva». Consultado em 11 de setembro de 2016 [ligação inativa]
  16. «Clarice Falcão é uma das atrações confirmadas do Indie Music Fest». Clarice Falcão Brasil. 17 de agosto de 2016. Consultado em 11 de setembro 2016 
  17. «Ponto.CE chega à 2ª etapa da comemoração de 10 anos de festival». Ponto.CE. 23 de setembro de 2016. Consultado em 24 de setembro 2016 
  18. «SILVA Tour Dates». Silva (em inglês). Consultado em 4 de janeiro de 2016 
  19. Alexandre Matias. «Silva vai a Júpiter». Trabalho Sujo. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  20. «Júpiter by Silva». Amazon. Consultado em 23 de fevereiro de 2016 
  21. «Júpiter by Silva». iTunes Store (CA). Consultado em 23 de fevereiro de 2016 
  Este artigo sobre um álbum é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.