Jaborandi (São Paulo)

município brasileiro do estado de São Paulo
 Nota: Para outros significados, veja Jaborandi.

Jaborandi é um município brasileiro do estado de São Paulo, localizado no norte do estado.

Jaborandi
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Jaborandi
Bandeira
Brasão de armas de Jaborandi
Brasão de armas
Hino
Lema Labor et pax
"Trabalho e paz"
Gentílico jaborandiense
Localização
Localização de Jaborandi em São Paulo
Localização de Jaborandi em São Paulo
Localização de Jaborandi em São Paulo
Jaborandi está localizado em: Brasil
Jaborandi
Localização de Jaborandi no Brasil
Mapa
Mapa de Jaborandi
Coordenadas 20° 41' 16" S 48° 24' 46" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Barretos, Morro Agudo, Terra Roxa e Colina
Distância até a capital 417 km
História
Fundação 1949 (75 anos)
Administração
Prefeito(a) Silvio Vaz de Almeida (PODE, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 274,219 km²
População total (Estimativa IBGE/2017[2]) 6 917 hab.
Densidade 25,2 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 493 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,711 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 55 970,033 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 8 362,47

História

editar

O nome jaborandi se deve a enorme quantidade da planta Pilocarpus Jaborandi Holmes popularmente conhecida como jaborandi que existiam às margens do córrego onde o município teve origem.

A povoação das margens do córrego Jaborandi iniciou-se no ano de 1902 quando o Major Gabriel Diniz de Carvalho Franco atendeu aos pedidos de Jaime Nicolau Martins e doou cerca de trinta alqueires ao padroeiro 'Arcanjo Gabriel'. O engenheiro contratado para planejar a cidade foi o Senhor Mastrelo, residente de Barretos.

Em 26 de dezembro de 1924 foi criado o Distrito de Paz de Jaborandi, mais tarde em 14 de dezembro de 1925 foi incorporado ao Município de Colina, em 24 de dezembro de 1948 Jaborandi teve a sua emancipação política e administrativa, em 26 de março de 1949 Orlando Junqueira de Oliveira assumiu o executivo municipal.

Lista de prefeitos e período de legislatura

editar

Período da legislatura - Nome do prefeito

  • 26 de março de 1949 a 26 de março de 1953 - Orlando Junqueira de Oliveira
  • 27 de março de 1953 a 26 de março de 1957 - Amadeu Pagliuso
  • 27 de março de 1957 a 26 de março de 1961 - Luis Ferreira
  • 27 de março de 1961 a 26 de março de 1965 - Antônio Bruno
  • 27 de março de 1965 a 26 de março de 1969 - Luis Ferreira
  • 27 de março de 1969 a 30 de janeiro de 1973 - João Manuel Diniz Junqueira
  • 31 de janeiro de 1973 a 31 de janeiro de 1977 - Luis Ferreira
  • 1 de fevereiro de 1977 a 31 de janeiro de 1983 - João Manuel Diniz Junqueira
  • 1 de fevereiro de 1983 a 31 de dezembro de 1988 - José Baltazar dos Santos
  • 1 de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1992 - João Paulo Pires da Silva
  • 1 de janeiro de 1993 a 31 de dezembro de 1996 - Silvio Vaz de Almeida
  • 1 de janeiro de 1997 à 31 de dezembro de 2000 - Jorge Assad Chabrour
  • 1 de janeiro de 2001 á 31 de dezembro de 2004 - Ronan Sales Cardozo
  • 1 de janeiro de 2005 à 31 de dezembro de 2008 - Marcoantonio Pinto Neto
  • 1 de janeiro de 2009 à 31 de dezembro de 2012 - Ronan Sales Cardozo
  • 1 de janeiro de 2013 à 31 de dezembro de 2016 - Ronan Sales Cardozo
  • 1 de janeiro de 2017 à 31 de dezembro de 2020 - Marcos Antônio Daniel
  • 1 de janeiro de 2021 à 31 de dezembro de 2024 - Silvio Vaz de Almeida

Geografia

editar

Sua área territorial é de 274,2 km², terras férteis (latossolo vermelho escuro), levemente ondulado, banhado pelo Rio Pardo, Ribeirão das Palmeiras e diversos riachos.

Seu clima é predominantemente tropical, com temperatura média mínima de 12 °C e média máxima de 30 °C.

Demografia

editar

Dados do Censo - 2000

População total: 6.424

  • Urbana: 5.857
  • Rural: 567
    • Homens: 3.303
    • Mulheres: 3.121

Densidade demográfica (hab./km²): 23,43

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 17,86

Expectativa de vida (anos): 70,19

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,48

Taxa de alfabetização: 89,64%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,711

  • IDH-M Renda: 0,679
  • IDH-M Longevidade: 0,845
  • IDH-M Educação: 0,627

(Fonte: PNUD/2010)

Hidrografia

editar
  • Rio Pardo
  • Ribeirão das Palmeiras
  • Ribeirão Turvo

Rodovias

editar

Comunicações

editar

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[5], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[6], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[7] para suas operações de telefonia fixa.

Paróquia

editar

Igreja Católica  

Diocese Paróquia
Diocese de Barretos São Gabriel

A Paróquia São Gabriel foi criada no ano de 1933.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2017). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017» (PDF). Consultado em 26 de fevereiro de 2018 
  3. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 10 de junho de 2015 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  6. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  7. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre um município do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.