Jack Steinberger

professor académico alemão

Jack Steinberger, nascido Hans Jakob Steinberger, (Bad Kissingen, 25 de maio de 192112 de dezembro de 2020) foi um físico estadunidense nascido na Alemanha.

Jack Steinberger
Conhecido(a) por Neutrino do múon
Nascimento 25 de maio de 1921
Bad Kissingen
Morte 12 de dezembro de 2020 (99 anos)
Nacionalidade Estadunidense
Prêmios Nobel de Física (1988)
Medalha Nacional de Ciências (1988)
Medalha Matteucci (1990)
Instituições Universidade da Califórnia em Berkeley
Campo(s) Física

Recebeu o Nobel de Física de 1988, juntamente com Leon Max Lederman e Melvin Schwartz, por terem desenvolvido um método para produzir feixes de neutrinos, o que levou à descoberta de uma segunda espécie dessa partícula: o neutrino do múon.[1] Esses experimentos foram realizados na Universidade de Columbia no início da década de 1960. Em 1968 transferiu-se para o CERN, onde trabalhou em inúmeras experiências sobre neutrinos.[2]

Morreu em 12 de dezembro de 2020, aos 99 anos.[3]

Referências

  1. «The Nobel Prize in Physics 1988» (em inglês). Academia Real das Ciências da Suécia. Consultado em 8 de outubro de 2011 
  2. «Les hommes et les femmes» (em francês). CERN. Consultado em 8 de outubro de 2011 
  3. Farkas, Siegfried (15 de dezembro de 2020). «Erinnerungen an einen besonderen Kissinger». Main-Post (em alemão). Consultado em 16 de dezembro de 2020 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jack Steinberger

Precedido por
Johannes Georg Bednorz e Karl Alexander Müller
Nobel de Física
1988
com Leon Max Lederman e Melvin Schwartz
Sucedido por
Norman Foster Ramsey, Hans Georg Dehmelt e Wolfgang Paul
Precedido por
Freeman Dyson
Medalha Matteucci
1990
Sucedido por
Bruno Rossi


  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.