Abrir menu principal

Wikipédia β

Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.(fevereiro de 2016)
Jack Thompson em um debate na California University of Pennsylvania.

John Bruce "Jack" Thompson (25 de julho de 1951 - Cleveland, Ohio) é um ativista e ex-advogado[1] americano. Thompson passou a ser conhecido por seus ativismos

anti-video games, particularmente os que contém violência e/ou conteúdo sexual.[2][3][4]

Thompson nasceu em Cleveland, Ohio se formou na Universidade de Denison e depois ingressou na Universidade Vanderbilt onde conheceu sua esposa Patricia.[5] Em 1976 mudou-se para a Flórida onde começou a carreira de advogado.

Grand Theft Auto IVEditar

Em 2007, ele, que já havia lançando diversas campanhas contra os jogos anteriores da série e contra o jogo Bully também da Rockstar Games, prometeu tomar providências para proibir a venda do jogo para menores. Em março de 2007, a Take-Two Interactive abriu uma ação judicial contra o advogado, que estaria tentando impedir o lançamento do jogo. Em 18 de setembro de 2007, o advogado apresentou um documento ao tribunal federal da Flórida, afirmando que estaria sendo retratado em uma missão no qual o protagonista deveria matar um advogado. Jack Thompson afirmou que se as semelhanças não fossem retiradas ele tomaria as "devidas providências para impedir o lançamento do jogo." Porém ele não obteve sucesso.

Referências

  1. «The Florida Bar». Consultado em 30 de agosto de 2009 
  2. Musgrove, Mike (17 de abril de 2007). «Va. Tech: Dr. Phil & Jack Thompson Blame Video Games». The Washington Post. Consultado em 28 de agosto de 2009 
  3. «Louisiana braces for...video game threat». CNN. 9 de junho de 2009. Consultado em 28 de agosto de 2008  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  4. McCullagh, Declan (16 de outubro de 2007). «Florida judge won't ban "Bully" video game». CNET News. CBS Interactive. Consultado em 27 de agosto de 2008 
  5. Philips, Chuck. "The 'Batman' Who Took On Rap Obscenity." Los Angeles Times, 18-06-1990