Abrir menu principal

Jaguaré

município do Estado do Espírito Santo
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Jaguaré (desambiguação).
Jaguaré
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Jaguaré
Bandeira
Brasão de armas de Jaguaré
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Rainha do Conilon"
Gentílico jaguarense
Localização
Localização de Jaguaré no Espírito Santo
Localização de Jaguaré no Espírito Santo
Jaguaré está localizado em: Brasil
Jaguaré
Localização de Jaguaré no Brasil
Mapa de Jaguaré
Coordenadas 18° 54' 21" S 40° 04' 33" O
País Brasil
Unidade federativa Espírito Santo
Municípios limítrofes São Mateus, Vila Valério, Sooretama, Linhares
Distância até a capital 201 [1] km
História
Fundação 13 de dezembro de 1981
Administração
Prefeito(a) Rogerio Feitani (PMN)
Características geográficas
Área total [3] 659,751 km²
População total (estimativa IBGE/2015[4]) 28 644 hab.
Densidade 43,42 hab./km²
Clima tropical com estação seca (Aw)[2]
Altitude 70[5] m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [6]) 0,678 médio
PIB (IBGE/2008[7]) R$ 451 923,928 mil
PIB per capita (IBGE/2008[7]) R$ 19 542,66
www.jaguare.es.gov.br (Prefeitura)
www.cmjaguare.es.gov.br (Câmara)

Jaguaré é um município do estado do Espírito Santo, no Brasil.

DescriçãoEditar

Sua população estimada em 2015, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, era de 28 644 habitantes. Possui uma área de 659,751 quilômetros quadrados e densidade demográfica de 37,41 habitantes por quilômetro quadrado (2010).[8] Localiza-se no norte do estado, a 202 km (por percurso rodoviário) de Vitória, a capital do estado.

O município limita-se ao norte com São Mateus, a leste com Vila Valério, a oeste com Linhares e ao sul com Sooretama. O clima da região é tropical quente. O relevo é ondulado, com vertentes curtas variando de 100 a 150 metros. A vegetação predominante no local é constituída de fragmentos de Mata Atlântica.

Sua atividade económica se concentra na agricultura principalmente na produção de café conilon

HistóriaEditar

Até o início do século XX, o norte do estado do Espírito Santo era habitado pelos índios aimorés.[9] Após os índios serem vencidos, uma caravana de agricultores procedentes de Jaciguá se fixou na Ponte do Rio Barra Seca em junho de 1946. A povoação por eles fundada ganhou o nome de Lagoa de Jaguaré ("jaguaré" era o nome de uma espécie de capim que abundava na região). Com o tempo, a lagoa foi desaparecendo, e o povoado passou a ser chamado simplesmente de Jaguaré. Em 1981, a região se separou do município de São Mateus e passou a constituir o município de Jaguaré, que era formado por dois distritosː Jaguaré e Barra Seca. Em 1992, foi agregado um terceiro distrito para o municípioː o de Nossa Senhora de Fátima.[10]

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Jaguaré

Referências

  1. DistanciaCidades.com. Disponível em http://br.distanciacidades.com/distancia-de-vitoria-a-jaguare. Acesso em 3 de agosto de 2016.
  2. DBCity.com. Disponível em http://pt.db-city.com/Brasil--Esp%C3%ADrito-Santo--Jaguar%C3%A9. Acesso em 3 de agosto de 2016.
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=320305. Acesso em 3 de agosto de 2016.
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=320305. Acesso em 3 de agosto de 2016.
  5. DBCity.com. Disponível em http://pt.db-city.com/Brasil--Esp%C3%ADrito-Santo--Jaguar%C3%A9. Acesso em 3 de agosto de 2016.
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=320305. Acesso em 3 de agosto de 2016.
  9. BUENO, E. Brasilː uma História. 2ª edição. São Paulo. Ática. 2003. p. 19.
  10. IBGE. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?codmun=320305. Acesso em 3 de agosto de 2016.

Ligações externasEditar