Abrir menu principal
Jaguaribe Carne
Informação geral
Origem João Pessoa, Paraíba
País Brasil
Gênero(s) Música experimental, música popular
Período em atividade 1974 – atual
Gravadora(s) Independente
Integrantes Pedro Osmar
Paulo Ró
Ex-integrantes Chico César
Totonho
Escurinho
Jorge Negão
Adeildo Vieira
Página oficial Jaguaribe Carne no Facebook

Jaguaribe Carne é um grupo formado em 1974 pelos irmãos Pedro Osmar e Paulo Ró, que na época residiam no bairro do Jaguaribe no centro de João Pessoa.[1][2] Destaca-se por ter sido um dos primeiros grupos a fundir elementos estéticos da música experimental e da performance com elementos da música folclórica local.[3][4]

Tendo sido fundado em plena ditadura militar, o Jaguaribe Carne teve uma atuação que ia para além da música. Auto-intitulados um grupo de "guerrilha cultural", o grupo movimentava a vida do bairro com saraus, happenings, exibições de filmes e um trabalho social de inclusão através da arte, tocando frequentemente na rua, em escolas, bibliotecas, teatros e outros espaços públicos. O posicionamento político radical à esquerda aproximou o grupo do movimento punk que nascia na cidade na década de 1980. No mesmo período, fizeram parte do núcleo do PT e participaram do "Movimento Contra a Carestia" organizado pelo PCdoB.[5]

O caráter aberto e improvisado do Jaguaribe Carne permitiu que sua formação mudasse constantemente, orbitando ao redor dos irmãos Pedro e Paulo. Nomes como Chico César, Escurinho, Totonho e Jarbas Mariz passaram pelo grupo em seus anos iniciais. Ao longo do tempo o grupo se tornou mais conhecido e ultrapassou a fronteira da Paraíba, chegando a se apresentar no Festival de Jazz de Montreux em 1999. O CD de 2003, "Vem no Vento", conta com participações de Zeca Baleiro, Xangai, Elba Ramalho, Vital Farias, Elomar, entre outros.

O grupo foi retratado em 2007 no documentário de curta-metragem Jaguaribe Carne: alimento da Guerrilha Cultural.[6][7][8]

DiscografiaEditar

Referências

  1. Egypto, Diogo (2015). "Não é a antimúsica, é a música em movimento!": Uma História Do Grupo Jaguaribe Carne De Estudos (Paraíba, 1974–2004) (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal da Paraíba. Consultado em 29 de março de 2017 
  2. Oliveira, Juliana (2012). O bairro de Jaguaribe na memória dos seus moradores idosos (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal da Paraíba. p. 224 
  3. Severo, George (2013). Música experimental na performance do grupo paraibano Jaguaribe Carne (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal da Paraíba 
  4. «Edição de maio do Projeto Cambada apresenta improvisos e experimentalismos do grupo Jaguaribe Carne». Governo do Estado da Paraíba. 12 de maio de 2016. Consultado em 29 de março de 2017 
  5. «Da Paraíba, O Jaguaribe Carne e a Voz Coerente de Pedro Osmar». Fundação Joaquim Nabuco. 7 de julho de 2014. Consultado em 29 de março de 2017 
  6. Fabia Fuzeti (7 de junho de 2013). Jaguaribe Carne: alimento da Guerrilha Cultural. YouTube. Consultado em 29 de março de 2017 
  7. «Jaguaribe Carne: alimento da Guerrilha Cultural». Overmundo. 3 de maio de 2007. Consultado em 29 de março de 2017 
  8. Cultural, Instituto Itaú. «O ambiente efervescente de uma cidade a cintilar – Itaú Cultural». www.itaucultural.org.br. Consultado em 29 de março de 2017. Arquivado do original em 30 de março de 2017 

Ligações externasEditar