Abrir menu principal

Jaime de Oliveira Oncins (São Paulo, 16 de junho de 1970) é um tenista brasileiro.[1] É considerado por diversos analistas esportivos, críticos de tênis e antigos tenistas como um dos dez maiores tenistas brasileiros da Era Aberta.[2]

Tenista Jaime Oncins
País  Brasil
Residência São Paulo, SP
Data de nascimento 16 de junho de 1970 (49 anos)
Local de nasc. São Paulo, SP
Altura 1,96 m
Peso 82 kg
Profissionalização 1988
Mão direita
Prize money US$ 1 215 951 [1]
Simples
Vitórias-Derrotas 76–95
Títulos 2
Melhor ranking Nº 34 (3 de maio de 1993)
Open da Austrália 3R (1991)
Roland Garros 4R (1992)
Wimbledon 1R (1991)
US Open 1R (1991/2/3/6/7)
Torneios principais
Jogos Olímpicos QF (1992)
Duplas
Vitórias-Derrotas 126–125
Títulos 5
Melhor ranking Nº 22 (10 de julho de 2000)
Open da Austrália 1R(1992,2000)
Roland Garros SF (2000)
Wimbledon 3R (2000)
US Open 3R (2000)
Última atualização em: 14 de novembro de 2009.

BiografiaEditar

Irmão do também tenista Eduardo Oncins, Jaime é considerado um dos principais tenistas da história do Brasil antes do surgimento do fenômeno Gustavo Kuerten. Esteve presente na campanha do Brasil na Copa Davis de 1992.

Venceu Ivan Lendl em Roland Garros, em 1992, chegando às oitavas-de-final do torneio[3].

Bateu Michael Chang nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992, chegando às quartas-de-final[4], quase conquistando o bronze olímpico (se chegasse à semi obteria a medalha), perdendo para Andrei Cherkasov por 3 sets a 2. Também participou dos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, nas duplas junto com Gustavo Kuerten, perdendo na primeira rodada para a dupla cabeça-de-chave n.4 Nestor/Lareau.

Fez parte da equipe brasileira que chegou à semifinal do Grupo Mundial da Copa Davis, batendo a Alemanha, de Boris Becker, e a Itália.

RetrospectoEditar

  • Dois de Simples em Búzios e Bolonha em 1992[4]
  • Disputou as Olimpíadas de Barcelona em 1992 e Sydney 2000
  • Chegou a ser numero 34° do mundo em simples[5]/ 22º de duplas
  • Disputou o mundial de duplas- sendo a 7ºdupla do Mundo ao lado do ARG Daniel Orsanic
  • Vice campeão em Roland Garros nas Duplas Mistas, ao lado da argentina Paola Soares[6]
  • Conquistou cinco títulos de duplas pela ATP[3]

FinaisEditar

Torneios de Grand SlamEditar

Duplas mistasEditar

Legend
Grand Slam (0–1)
Tennis Masters Cup (0–0)
ATP Masters Series (0–0)
ATP International Series Gold (0–0)
ATP Tour (0–0)
Títulos por superfície
Dura (0–0)
Grama (0–0)
Saibro (0–1)
Carpete (0–0)
Resultado Ano Torneio Superfície Parceira Adversários na final Placar
Vice-campeão 2001 Roland Garros Saibro   Paola Suárez   Tomás Carbonell
  Virginia Ruano Pascual
5-7, 3-6

Torneios de nível ATP TourEditar

Simples (2-5)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
Tennis Masters Cup (0–0)
ATP Masters Series (0–0)
ATP International Series Gold (0–0)
ATP Tour (2–3)
Títulos por superfície
Dura (1–3)
Grama (0–0)
Saibro (1–0)
Carpete (0–0)
Resultado No. Data Torneio Superfície Adversário na final Placar
Vice-campeão 1. 20 de outubro de 1991 Búzios, Brasil Dura   Jordi Arrese 6–1, 4–6, 0–6
Vice-campeão 2. 4 de novembro de 1991 São Paulo, Brasil Dura   Christian Miniussi 6–2, 3–6, 4–6
Campeão 1. 18 de maio de 1992 Bologna, Itália Saibro   Renzo Furlan 6–2, 6–4
Campeão 2. 2 de novembro de 1992 Búzios, Brasil Dura   Luis Herrera 6–3, 6–2
Vice-campeão 3. 9 de novembro de 1992 São Paulo, Brasil Dura   Luiz Mattar 1–6, 4–6

Duplas (5-6)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
Tennis Masters Cup (0–0)
ATP Masters Series (0–0)
ATP International Series Gold (1–0)
ATP Tour (5–6)
Títulos por superfície
Dura (1–1)
Grama (0–0)
Saibro (4–5)
Carpete (0–0)
Resultado No. Data Torenio Superfície Parceiro(a) Adversários na final Placar
Vice-campeão 1. 31 de dezembro de 1990 Wellington, Nova Zelândia Dura   John Letts   Luiz Mattar
  Nicolás Pereira
6–4, 6–7, 2–6
Vice-campeão 2. 29 de abril de 1991 Madri, Espanha Saibro   Luiz Mattar   Gustavo Luza
  Cássio Motta
0–6, 5–7
Vice-campeão 3. 20 de maio de 1991 Bologna, Itália Saibro   Luiz Mattar   Luke Jensen
  Laurie Warder
4–6, 6–7
Campeão 1. 4 de novembro de 1991 São Paulo, Brasil Dura   Andrés Gómez   Jorge Lozano
  Cássio Motta
7–5, 6–4
Campeão 2. 22 de fevereiro de 1993 Cidade do México, México Saibro   Leonardo Lavalle   Horacio de la Peña
  Jorge Lozano
7–6, 6–4
Vice-campeão 4. 2 de agosto de 1993 Praga, República Tcheca Saibro   Jorge Lozano   Hendrik Jan Davids
  Libor Pimek
3–6, 6–7
Campeão 3. 22 de março de 1999 Casablanca, Marrocos Saibro   Fernando Meligeni   Massimo Ardinghi
  Vincenzo Santopadre
6–2, 6–3
Campeão 4. 7 de junho de 1999 Merano, Itália Saibro   Lucas Arnold Ker   Marc-Kevin Goellner
  Eric Taino
6–4, 7–6
Campeão 5. 19 de julho de 1999 Stuttgart, Alemanha Saibro   Daniel Orsanic   Aleksandar Kitinov
  Jack Waite
6–2, 6–1
Vice-campeão 5. 30 de abril de 2001 Munich, Alemanha Saibro   Daniel Orsanic   Petr Luxa
  Radek Štěpánek
7–5, 2–6, 6–7(5)
Vice-Campeão 6. 20 de maio de 2001 Sankt Pölten, Áustria Saibro   Daniel Orsanic   Petr Pála
  David Rikl
3–6, 7–5, 5–7

Ver tambémEditar

Referências

  1. Perfil de Oncins na ATP
  2. «Os dez maiores tenistas brasileiros da Era Aberta». Esporte Final. Consultado em 5 de janeiro de 2016 [ligação inativa]
  3. a b «Histórico de Jogos de Jaime Oncins no site da ATP». ATP. 2013. Consultado em 8 de março de 2013 
  4. a b «O adeus de Jaime Oncins». UOL Tenisbrasil. 2001. Consultado em 8 de março de 2013 
  5. «Bellucci passa Meligeni e perde apenas de Guga em lista de premiação». IG. 1 de novembro de 2012. Consultado em 8 de março de 2013 
  6. «Brasil no Aberto da França». UOL TenisBrasil. 2013. Consultado em 8 de março de 2013