Jan Ullrich

Jan Ullrich (Rostock, 2 de dezembro de 1973) é um ex-ciclista alemão.

Jan Ullrich
Jan Ullrich no Giro d'Italia de 2006
Informações pessoais
Modalidade Ciclismo masculino
Nascimento 2 de dezembro de 1973 (47 anos)
Rostock
Nacionalidade Alemanha Alemã
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Sydney 2000 Estrada
Prata Sydney 2000 Estrada contra o relógio

CarreiraEditar

Profissional desde 1994, foi um dos maiores corredores mundiais do seu tempo. Destacou-se nas disputas que teve pelo Tour de France (vencedor em 1997 e 5 vezes segundo) tendo como principais concorrentes a esse título o italiano Marco Pantani (já falecido) e, neste século, o norte-americano Lance Armstrong. Jan Ullrich foi campeão olímpico na estrada e ganhou a medalha de prata na modalidade estrada contra o relógio nos Jogos Olímpicos de Verão de 2000.

Em 2006, Jan Ullrich foi impedido de participar do Tour de France em virtude de ter seu nome envolvido na investigação sobre doping conhecida como Operación Puerto e, mesmo que em 2007 tenha sido confirmado que algumas amostras de sangue apreendidas pela operação continham seu DNA, ele continuou alegando sua inocência.[1]

Ullrich anunciou publicamente a sua retirada do ciclismo no dia 26 de fevereiro de 2007, numa entrevista coletiva em Hamburgo, afirmando que continuaria a trabalhar no mundo do ciclismo como consultor esportivo.[2]

Em 2013 Ullrich admitiu pela primeira vez ter recorrido ao uso de doping.

Em 2012, o ciclista foi castigado com dois anos de suspensão pelo Tribunal Arbitral do Desporto devido a uma infracção por doping. O germânico também viu o tribunal suíço a retirar-lhe todos os resultados conseguidos desde 1 de maio de 2005, nomeadamente o terceiro lugar no Tour2005.[3]

Palmarés resumidoEditar

  • 1994 - Início de carreira na equipe Deutsche Telekom
  • 1996 - 2º classificado no Tour de França
  • 1997 - Vencedor do Tour de França
  • 1998 - 2º classificado no Tour de França
  • 1999 - Vencedor da Volta da Espanha
  • 2000 - 2º classificado no Tour de França
  • 2001 - 2º classificado no Tour de França
  • 2003 - 2º classificado no Tour de França
  • 2005 - 3º classificado no Tour de França
  • 2006 - Fim de carreira na equipe T-Mobile

Vida Pessoal

Ullrich morou em Merdingen, Alemanha, de 1994 a 2002 com sua companheira, Gaby Weiss, com quem teve uma filha, Sarah Maria, em 1 de julho de 2003. Eles se mudaram para Scherzingen, município de Münsterlingen, Suíça, em 2002. Desde a separação em 2005, supostamente porque a relutância de Weiss em estar nos holofotes da mídia conflitava com a vida de celebridade de Ullrich, Ullrich continuou a morar em Scherzingen. Weiss voltou com Sarah para Merdingen. Em setembro de 2006, Ullrich casou-se com Sara Steinhauser, irmã de seu ex-companheiro de equipe e parceiro de treino, Tobias Steinhauser. Seu primeiro filho, Max, nasceu cinco semanas prematuramente em 7 de agosto de 2007. Seu segundo filho, Benno, nasceu em 25 de janeiro de 2011. Um terceiro filho, Toni, nasceu em 31 de outubro de 2012. Em 2017, Ullrich foi condenado por dirigir embriagado na Suíça, após um acidente de carro em 2014, no qual duas pessoas ficaram feridas. Ele recebeu uma pena suspensa de quatro anos mais uma multa de € 10.000. Problemas pessoais com álcool e drogas levaram à separação de sua esposa, Sara, no final de 2017. Em agosto de 2018, Ullrich enfrentou acusações na Espanha depois de invadir e ameaçar seu vizinho, o ator e cineasta alemão Til Schweiger, em Maiorca. Um suposto ataque a uma escolta em um hotel de Frankfurt levou à sua internação em um hospital psiquiátrico. Em 28 de agosto de 2019, ele foi obrigado por um tribunal alemão a pagar € 7.200 em danos à escolta.

Referências

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Jan Ullrich