Jane Berbié (6 de maio de 1931) é uma mezzo-soprano francesa, paticularmente associada a obras de Rossini e Mozart.

BiografiaEditar

Berbié (Jeanne Bergougne) nasceu em Villefranche-de-Lauragais, Haute-Garonne (França) e estudou piano e canto no conservatório perto de Toulouse. Ela fez sua estreia profissional no Capitole de Toulouse em 1954 como Nicklause em Os contos de Hoffman. Ela cantou na França como mezzo com repertório francês, como Siebel em Fausto, Urbain em Os huguenotes, Mignon e Carmen, entre outras. Fez sua estreia na Ópera de Paris em 1959, como Concepción em A hora espanhola e, no mesmo ano, apresentou-se no Festival Aix-en-Provence.

Berbié também apareceu no La Scala de Milão, no Royal Opera House de Londres, e em festivais como o Festival Glyndebourne e o Festival de Salzburgo. Em 1965, apareceu na produção de Lucrezia Borgia no Carnegie Hall em Nova Iorque, ao lado de Montserrat Caballé e Alain Vanzo.

Berbié foi apreciada em papéis de óperas como As bodas de Fígaro, Don Giovanni, Così fan tutte, O barbeiro de Sevilha, A Cinderela, A italiana em Argel, A dama do lago, entre outras.

De 1983 até a década de 1990, foi ativa no Conservatório de Paris como professora.

ReferênciasEditar

  • Roland Mancini and Jean-Jacques Rouveroux, (orig. H. Rosenthal and J. Warrack, French edition), Guide de l’opéra, Les indispensables de la musique (Fayard, 1995).