Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o município do Amazonas. Para outras localidades ou significados, veja Japurá.

Japurá é um município brasileiro no interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à Mesorregião do Norte Amazonense e microrregião homônima. De acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população é de 4 205 habitantes em 2017, o que faz do município o menos populoso do estado.[6]

Município de Japurá
Bandeira de Japurá
Brasão de Japurá
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 19 de dezembro de 1955 (63 anos)
Gentílico japuraense [1][2]
Prefeito(a) Gracineide Lopes de Souza (MDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Japurá
Localização de Japurá no Amazonas
Japurá está localizado em: Brasil
Japurá
Localização de Japurá no Brasil
01° 49' 34" S 66° 35' 56" O01° 49' 34" S 66° 35' 56" O
Unidade federativa Amazonas
Mesorregião Norte Amazonense IBGE/2008[3]
Microrregião Japurá IBGE/2008[3]
Municípios limítrofes Maraã
Distância até a capital 780 km[4]
Características geográficas
Área 55 791,480 km² (BR: 15º)[5]
População 4 205 hab. (AM: 62º) –  estimativa populacional - IBGE/2017[6]
Densidade 0,08 hab./km²
Clima equatorial
Fuso horário UTC-4
Indicadores
IDH-M 0,522 (AM: 48º) – baixo PNUD/2010[7]
PIB R$ 51 117 mil (AM: 62º) – IBGE/2013[8]
PIB per capita R$ 8 403,24 IBGE/2013[8]

Índice

EtimologiaEditar

O município recebe esse nome devido ao rio Japurá, afluente do rio Solimões e um dos mais importantes rios do estado. O rio Japurá atravessa todo o território do município de um extremo ao outro, apresentando uma largura de 2 quilômetros. Suas águas são límpidas, contrastando com as do rio Solimões, que se apresentam de maneira barrenta.[9]

HistóriaEditar

 Ver artigo principal: História de Japurá

A História de Japurá tem origens voltadas ao século XVIII.

Entre 1764 e 1768, foram fundadas na atual região de Japurá as aldeias de São Matias, Santo Antônio Mapiri e São Joaquim do Macapiri.[10] Neste período, os índios muras habitavam a região, e sua pacificação só se deu a partir de 1775.[10] Os portugueses, após a pacificação dos índios Muras, passaram a povoar o território, com a presença principalmente de diversos missionários católicos jesuítas, que consolidaram o dominío da Coroa portuguesa sobre a região do extremo norte do Amazonas, à época Grão-Pará e Maranhão.[10]

Com a fundação das aldeias de São Matias, Santo Antônio do Mapiri e São Joaquim do Macapiri, a região do atual município de Japurá era pertencente ao município de Tefé, que à época congratulava-se como o maior município do mundo em área territorial, superior aos 500.000 km².[10] Durante todo o século XIX, Japurá permanece como uma localidade do município de Tefé, mesmo com este perdendo parte de seu território e dando origem a diversos municípios. A partir da década de 1930, o Amazonas passa a criar inúmeros municípios em seu território, sendo que os municípios de Coari, Fonte Boa, São Felipe (atual Eirunepé), São Paulo de Olivença e Xibauá (atual Carauari), são originados com o desmembramento de Tefé.[11] Assim sendo, Tefé passa a ter em sua estrutura administrativa apenas três distritos: Japurá, Maraã e Caiçara.[10]

Em 19 de dezembro de 1955, através da Lei Estadual nº 96, o distrito de Maraã é desmembrado de Tefé, dando origem a dois novos municípios: Maraã e Japurá.[10]

Pós-emancipaçãoEditar

Por ser um município fronteiriço, fazendo limites territoriais com a Colômbia, Japurá é enquadrada como Área de Segurança Nacional em 4 de junho de 1968, por força da Lei Federal nº 5.449.[10][11] Em 10 de dezembro de 1981, o distrito de Vila Bittencourt, em Japurá, é emancipado e o município perde parte de seu território para este.[10] Entretanto, tempos depois, Vila Bittencourt perde o status de município e volta a pertencer a Japurá, até os dias atuais.[10]

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 01º49'34" sul e a uma longitude 66º35'56" oeste, estando a uma altitude de 50 metros. Sua população estimada em 2014 era de 5 599 habitantes. Ponto logístico estratégico, situado entre as bacias do rio negro e solimões, formando uma ligação importante, podendo ser explorado futuramente para desenvolvimento da região.

Possui uma área de 55.791,480 km².

InfraestruturaEditar

SaúdeEditar

O município possuía, em 2009, 6 estabelecimentos de saúde, sendo todos estes públicos municipais ou estaduais, entre hospitais, pronto-socorros, postos de saúde e serviços odontológicos. Neles havia 5 leitos para internação.[12] Em 2014, 98,7% das crianças menores de 1 ano de idade estavam com a carteira de vacinação em dia.[13] Em 2015, foram registrados 169 nascidos vivos, ao mesmo tempo que o índice de mortalidade infantil foi de 11,8 óbitos de crianças menores de cinco anos de idade a cada mil nascidos vivos.[13] No mesmo ano, 27,8% das crianças que nasceram no município eram de mães adolescentes.[14] Cerca de 96,9% das crianças menores de 2 anos de idade foram pesadas pelo Programa Saúde da Família em 2014, sendo que 0,2% delas estavam desnutridas.[15]

Até 2009, Japurá não possuía nenhum estabelecimento de saúde especializado em cirurgia bucomaxilofacial, obstetrícia, pediatria ou traumato-ortopedia. Dos 6 estabelecimentos de saúde, nenhum deles era com internação.[12] Até 2015, havia 5 registros de casos de HIV/AIDS. O número de casos de doenças transmitidas por mosquitos e insetos foi de 7, em 2012, sendo a principal delas a leishmaniose.[16]

Referências

  1. http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=130210&search=amazonas%7Cjapura%7Cinfograficos:-historico IBGE
  2. http://www.aulete.com.br/japuraense Dicionário Aulete
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. http://www.distanciasentrecidades.com/pesquisa?from=Manaus+-+AM%2C+Brasil&to=Japur%C3%A1+-+AM%2C+Brasil
  5. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  6. a b «Estimativa populacional 2017» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto de 2017. Consultado em 2 de setembro de 2017 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 3 de agosto de 2013 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 19 de dezembro de 2015 
  9. «História do município de Japurá (AM)». Ache tudo e região. 14 de julho de 2010. Consultado em 6 de março de 2015 
  10. a b c d e f g h i UOL. «Japurá (Amazonas) - História da cidade». City Brazil. Consultado em 4 de julho de 2013. Arquivado do original em 28 de novembro de 2014 
  11. a b Secretaria de Cultura. «Municípios do Estado: Japurá - Aspectos históricos». Biblioteca Virtual do Amazonas. Consultado em 6 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  12. a b Cidades@ - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Serviços de saúde - 2009». Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  13. a b Portal ODM (2014). «4 - reduzir a mortalidade infantil». Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  14. Portal ODM (2015). «5 - melhorar a saúde das gestantes». Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  15. Portal ODM (2015). «1 - acabar com a fome e a miséria». Consultado em 13 de dezembro de 2018 
  16. Portal ODM (2012). «6 - combater a Aids, a malária e outras doenças». Consultado em 13 de dezembro de 2018 

Ver tambémEditar