Abrir menu principal

Jardim Oceânico é um sub-bairro nobre da Barra da Tijuca, bairro nobre da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

HistóriaEditar

 
Jardim Oceânico. Foto de André Luiz Pereira Nunes

Localizado na extremidade leste da Barra da Tijuca é delimitado pelo mar entre os postos 1 e 4 da praia da barra e pela lagoa, da ponte que leva ao Itanhangá à nova estação de BRT. O gabarito do Jardim Oceânico, assim como o do Recreio dos Bandeirantes, só permite prédios baixos com raras exceções.

 
Jardim Oceânico em obras para implantação da primeira estação do metrô na Barra. Foto de André Luiz Pereira Nunes

Suas vias principais são a Avenida Armando Lombardi, a Avenida Ministro Ivan Lins, a Avenida Olegário Maciel, a Avenida Sernambetiba e a Avenida do Pepê.

A Rua Olegário Maciel recentemente tornou-se polo gastronômico da região e atrai públicos de todo o Rio com suas variadas opções de bares e restaurantes.

Na faixa da praia, o postinho(entre o posto 1 e 2),o praia linda e o pepê(entre os postos 2 e 3) são os lugares mais conhecidos e frequentados devido as condições perfeitas para a prática do surf, aos clubes de KiteSurf e rota dos principais quiosques e barracas da praia da barra.

A região possui ainda vasto comércio de rua, com supermercados, o Shopping Barra Point[1] e outros pequenos shoppings, lojas, bares, motéis, casas de festas infantis, boates (a região tornou-se um importante ponto da vida noturna da cidade)[2] e ruas residenciais tranquilas e arborizadas. É a parte da Barra da Tijuca que mais se assemelha à Zona Sul do Rio quanto ao padrão da urbanização, tendo o plano Lúcio Costa respeitando tais características para as extremidades da região (Jardim Oceânico e Recreio dos Bandeirantes), que são projetos urbanísticos anteriores ao da Barra propriamente dita, que é essencialmente modernista.

Possui aproximadamente 30 mil habitantes, e 1,5 mil prédios e casas.

 
Avenida Armando Lombardi em obras para a construção do Metrô.

Na atualidade o Jardim Oceânico vem recebendo obras para receber a primeira estação de metrô da Barra da Tijuca[3], como parte integrante da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro. Uma expansão do corredor de BRT TransOeste também está prevista, de forma a integrar ambos os sistemas de transporte, e no início de 2014 encontrava-se em vias de licitação. O início dos testes com os novos trens está previsto para abril de 2016. Cerca de 850 operários trabalham em três turnos para entregar a obra pronta a tempo para a disputa dos Jogos Olímpicos, que terão a maior parte de suas competições concentrada na região. A previsão é que as seis paradas da Linha 4 entrem em operação simultaneamente. O projeto de extensão do BRT Transoeste até o Jardim Oceânico, para integração ao metrô, incluía a construção de um terminal rodoviário, mas os moradores do Jardim Oceânico rejeitaram a ideia e o plano foi modificado. Ficou decidido que o corredor expresso terá apenas uma estação integrada ao metrô e um retorno na área, para acesso ao Terminal Alvorada.

Ligações externasEditar

Referências

  1. Barra Point
  2. «Armando Lombardi é point noturno». Consultado em 25 de março de 2012. Arquivado do original em 3 de fevereiro de 2012 
  3. Armando Lombardi terá metrô