Jean Todt

Jean Todt (Pierrefort, 25 de fevereiro de 1946) é um antigo piloto de rali francês. É o atual presidente da Federação Internacional de Automobilismo[1]. Ele se formou na EDC Paris Business School[2].

Jean Todt
Nome completo Jean Todt
Conhecido(a) por Atual presidente da FIA
Nascimento 25 de abril de 1946 (74 anos)
Pierrefort,  França
Nacionalidade francês
Ocupação Diretor executivo

CarreiraEditar

Foi piloto e navegador de rali, encerrando a carreira em 1981 na equipe Peugeot Sport, mas permeneceu durante algum tempo como dirigente.

Em 1993, Todt chegou à equipe Ferrari, tendo iniciado seu trabalho num período em que a equipe passava por uma péssima fase na Fórmula 1. Ao lado de Ross Brawn, foi um dos grandes responsáveis pelas conquistas da equipe e pela maior hegemonia já vista neste esporte, que durou de 2000 a 2004, com os títulos de Michael Schumacher.

Em 2005 recebeu o doutoramento honoris causa em Engenharia Mecânica pela Universidade de Florença.

Após o título de 2007, agora com Kimi Räikkönen, Todt decidiu abandonar o comando da equipe, fazendo apenas parte do quadro de conselheiros.

Em 16 de junho de 2009, oficializou sua canditadura ao cargo de presidente da FIA.[3] Foi eleito em 23 de outubro, confirmando as expectativas.[4][5]

Vida pessoalEditar

Jean Todt é casado com a atriz malaia Michelle Yeoh, que ficou famosa como bond girl em 007 - O Amanhã nunca Morre . Seu filho Nicolas Todt é empresário e gerencia o piloto Felipe Massa, que correu pela Williams ao lado de Lance Stroll.

Referências

Precedido por
Max Mosley
Presidente da FIA
2009
Sucedido por


  Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.