Jerónimo Bragança

Jerónimo Bragança (22 de Dezembro de 1920 – 01 de Dezembro de 2003) foi um autor português de música ligeira.

É letrista de canções como "Vocês Sabem Lá", "Sol de Inverno", "De Degrau em Degrau", "Nostalgia" e "Corpo e Alma", com música de Carlos Nóbrega e Sousa, Joaquim Luís Gomes, Fernando de Carvalho e muitos outros compositores [1].

Simone de Oliveira venceu o Festival RTP da Canção de 1965 com "Sol de Inverno", da autoria de Carlos Nóbrega e Sousa e Jerónimo Bragança.

Traduziu obras teatrais de Diego Fabbri ("O Sedutor"), Marcel Achard ("A Idiota"), ou Barillet e Grédy ("A Flor do Cacto")[2].

Durante 36 anos desempenhou funções na Emissora Nacional como coordenador de programas, regente de estúdios, chefe de serviços e chefe de departamento[3].

Foi co-autor, com Luís Cajão e Carlos Canelhas, do livro "Nóbrega e Sousa: uma Vida Cheia de Música", da colecção da SPA "A Obra e o Autor", editada em 1996 pela D. Quixote. [4]

Faleceu com 82 anos a 1 de Dezembro de 2003[5].

Referências