Jeremoabo

município do Estado da Bahia, Brasil

Jeremoabo é um município brasileiro do estado da Bahia . Sua população, segundo o censo demográfico de 2022, era de 37.626 habitantes.[5]

Jeremoabo
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Jeremoabo
Bandeira
Brasão de armas de Jeremoabo
Brasão de armas
Hino
Lema Fides super omnia
"Fé acima de tudo"
Gentílico jeremoabense
Localização
Localização de Jeremoabo na Bahia
Localização de Jeremoabo na Bahia
Localização de Jeremoabo na Bahia
Jeremoabo está localizado em: Brasil
Jeremoabo
Localização de Jeremoabo no Brasil
Mapa
Mapa de Jeremoabo
Coordenadas 10° 04' 01" S 38° 21' O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Sítio do Quinto, Coronel João Sá, Pedro Alexandre, Santa Brígida, Paulo Afonso, Rodelas, Macururé, Canudos e Novo Triunfo
Distância até a capital 370 km
História
Fundação 25 de outubro de 1831 (192 anos) (elevada à condição de vila)

6 de julho de 1925 (99 anos) (elevada à condição de cidade)

Administração
Prefeito(a) Derisvaldo José dos Santos[1] (PP, 2021–2024)
Características geográficas
Área total [2] 4 267,488 km²
 • Área urbana (2019[2]) 7,14 km²
População total (censo IBGE/2022[2]) 37 626 hab.
Densidade 8,8 hab./km²
Clima Semiárido (BSh)
Altitude 272 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,547 baixo
PIB (IBGE/2020[4]) R$ 421 513,67 mil
PIB per capita (IBGE/2020[4]) R$ 10 369,08

A porcentagem de população urbana, que era de apenas 13% em 1970, chegou a 40% do total do município em 1996.[6]

Topônimo

editar

O nome Jeremoabo é oriundo do tupi e significa "plantação de abóbora".[7]

História

editar

A região de Jeremoabo, que teve como primeiros habitantes os indígenas tupinambás dos ramos dos muongorus e cariacás, foi colonizada no século XVII por meio da pecuária, atrelada à Casa da Torre, latifúndio pertencente a Garcia d’Ávila e descendentes.[8]

Na década de 1660, os padres Jacob Roland e João de Barros fundaram a missão de Geremoabo, para a catequese e proteção dos indígenas locais. A Casa da Torre, que queria escravizar os indígenas e estava em conflito com os missionários, incendiou esse aldeamento missionário em 1669. Essa aldeia foi reconstruída pela Casa da Torre, devido à intervenção do Governo Colonial e da Igreja Católica.[8][9]

Em 1698, a missão de Geremoabo já aparece com a categoria de julgado.[8]

Por meio de Alvará Régio de 11 de abril de 1718, a aldeia de Geremoabo foi elevado à categoria de Freguesia, com o título de São João Batista de Geremoabo do Sertão de Cima, sendo subordinada à vila de Itapicuru.[10]

A Freguesia de São João Batista de Geremoabo do Sertão de Cima foi elevada à categoria de vila, com o nome Geremoabo, por meio de decreto de 25 de outubro de 1831, não havendo informações da data de instalação.[8][10]

A Lei estadual nº 1775, de 6 de julho de 1925, concedeu a Geremoabo o título de cidade.[8][10]

Por meio do decreto-lei estadual nº 141, de 31 de dezembro de 1943, ratificado pelo decreto estadual nº 12978, de 1° de junho de 1944, o município de Geremoabo teve sua grafia alterada para Jeremoabo.[10]

Ao longo da sua história, Jeremoabo teve partes do seu território desmembradas para a criação de novos municípios: Glória (1886), Santa Brígida (1962), Coronel João Sá (1962), Pedro Alexandre (1962) e Sítio do Quinto (1989).[10][11]

Geografia

editar

O município de Jeremoabo possui uma área territorial de 4.267,488 km² segundo o IBGE (2022) e faz divisa com Novo Triunfo, Canudos, Pedro Alexandre, Macururé, Santa Brígida, Sítio do Quinto, Coronel João Sá, Rodelas e Paulo Afonso.[5][12]

Sobre o relevo do município, possui altitudes relativamente baixas, estando a sede municipal a uma altitude de 272 metros. As serras do município são de baixa elevação. Além disso, parte do território de Jeremoabo constitui o Raso da Catarina.[13][14]

O clima de Jeremoabo é semiárido, com temperatura média anual de 24,6°C e precipitação média anual de 453 mm.[15] Já a vegetação predominante no território municipal é a Caatinga.[16]

O município de Jeremoabo não possui uma hidrografia rica. O principal rio que corta o município é o Vaza-Barris.[17]

Referências

  1. «Candidatos a vereador Jeremoabo-BA». Estadão. Consultado em 2 de maio de 2021 
  2. a b c IBGE Cidades. «Jeremoabo (BA) - panorama». Consultado em 24 de novembro de 2023 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 23 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios». IBGE Cidades. Consultado em 24 de novembro de 2023 
  5. a b «Jeremoabo (BA) - panorama». IBGE Cidades. Consultado em 24 de novembro de 2023 
  6. «População». jeremoabo.com. Consultado em 24 de novembro de 2023. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2003 
  7. Ramos, Ricardo Tupiniquim (2008). Toponímia dos municípios baianos: descrição, história e mudanças (Tese de Doutorado). Salvador: UFBA. p. 358 
  8. a b c d e Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (PDF). 20. Rio de Janeiro: IBGE. 1958. pp. 373–374 
  9. Souza, Evergton Sales (27 de setembro de 2019). «Missionários, índios e sociedade colonial no nordeste da Bahia: Natuba, séculos XVII e XVIII». Revista de Indias. 79 (276). 339 páginas. ISSN 1988-3188. doi:10.3989/revindias.2019.010 
  10. a b c d e «Jeremoabo (BA) - histórico». IBGE Cidades. Consultado em 24 de novembro de 2023 
  11. «Glória (BA) - histórico». IBGE Cidades. Consultado em 24 de novembro de 2023 
  12. «Localização». jeremoabo.com. Consultado em 24 de novembro de 2023. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2003 
  13. «Acidentes Geográficos». jeremoabo.com. Consultado em 24 de novembro de 2023. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2003 
  14. «Altitude, Relevo e Área». jeremoabo.com. Consultado em 24 de novembro de 2023. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2003 
  15. «Clima Jeremoabo: Temperatura, Tempo e Dados climatológicos». Climate data. Consultado em 24 de novembro de 2023 
  16. «Clima, Solo e Vegetação». jeremoabo.com. Consultado em 24 de novembro de 2023. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2003 
  17. «Hidrografia e Linografia». jeremoabo.com. Consultado em 24 de novembro de 2003. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2003 

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.