Abrir menu principal
Jerry Orbach
Nascimento 20 de outubro de 1935
Nova Iorque
Morte 28 de dezembro de 2004 (69 anos)
Nova Iorque
Sepultamento Cemitério da Igreja da Trindade
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Elaine Cancilla Orbach
Filho(s) Chris Orbach, Tony Orbach
Alma mater Universidade de Illinois, Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, Universidade Northwestern, Lee Strasberg Theatre and Film Institute, Escola de Comunicação da Universidade do Noroeste
Ocupação ator, ator de teatro, ator de televisão, ator de cinema, dublador
Prêmios Tony Award de Melhor Ator em Musical
Causa da morte câncer de próstata

Jerome Bernard "Jerry" Orbach (Nova Iorque, 20 de outubro de 1935Nova Iorque, 28 de dezembro de 2004) foi um premiado ator norte-americano, célebre por seu papel de destaque como a voz de Boris no série de televisão Caillou. Também se destacou como a voz de Lumière no desenho animado Beauty and the Beast (br: A Bela e a Fera / pt: A Bela e o Monstro), da Disney, assim como por suas atuações no teatro musical, mais especificamente como El Gallo em The Fantasticks, Julian Marsh em 42nd Street, e Billy Flynn, na produção original de Chicago.

BiografiaEditar

Orbach nasceu no Bronx, filho único de Emily Olexy, uma fabricante de cartões de congratulações e cantora de rádio, e Leon Orbach, um gerente de restaurante e intérprete de vaudeville.[1] Seu pai era originário de Hamburgo, Alemanha (de ascendência judaica sefardita) e sua mãe era uma católica polonesa - americana nascida na Pensilvânia. Orbach foi criado como católico, perfil religioso que posteriormente foi recriado em seu personagem, Lenny Briscoe, de Law and Order.[2][3] Por toda a sua infância, a família Orbach se mudou de endereço com frequência, vivendo em Mount Vernon, Nova York; Wilkes-Barre, Nanticoke e Scranton, Pensilvânia; Springfield, Massachusetts e Waukegan, Illinois. Estudou teatro na Universidade do Illinois e na Universidade do Noroeste, e posteriormente voltou para Nova York, onde estudou com Lee Strasberg no Actors Studio.

CarreiraEditar

Orbach foi um talentoso ator de teatro musical, tanto na Broadway como off-Broadway. Seu primeiro papel de destaque foi o de El Gallo, no elenco original do sucesso The Fantasticks, que ficou décadas em cartaz. Também estrelou A Ópera dos Três Vinténs, Carnival!, a versão musical do filme Lili (sua estreia na Broadway), uma reencenação de Guys and Dolls (como Sky Masterson, papel que lhe rendeu uma indicação ao Tony), Promises, Promises (como Chuck, que lhe rendeu um Tony de melhor ator num musical), as produções originais de Chicago (como Billy Flynn, pelo qual também recebeu uma indicação ao Tony), 42nd Street, e uma reencenação de The Cradle Will Rock. Em 1955 interpretou um papel não-creditado na versão para o cinema de Guys and Dolls, na qual interpretava um cliente da barbearia durante o número musical "The Oldest Established," tendo até mesmo um solo durante um dos refrões da canção "Nathan, Nathan Detroit!!". Orbach também fez diversas aparições em filmes e programas de televisão durante a década de 1970.

Na década de 1980 passou a trabalhar no cinema e na TV com maior intensidade. Entre os papéis de destaque que interpretou estão o detetive policial corrupto de Prince of the City, de Sidney Lumet, o pai de Jennifer Grey em Dirty Dancing, e um gangster que contrata um assassino de aluguel no drama Crimes and Misdemeanors (br: Crimes e Pecados), de Woody Allen. Teve o papel principal no drmama policial de 1987 The Law and Harry McGraw, interpretando um personagem que voltou a encarnar em Murder, She Wrote. Fez participações em programas como What's My Line? e Super Password, e também teve um papel de algum destaque na sitcom The Golden Girls (br: Supergatas). Orbach também fez a voz do personagem Zachery Foxx, do desenho animado Galaxy Rangers, produzido entre 1986 e 1989.

Em 1991 Orbach participou do desenho animado musical Beauty and the Beast (br: A Bela e a Fera / pt: A Bela e o Monstro), vencedora do Óscar, onde dublou a voz do candelabro Lumière, papel que voltaria a interpretar nas sequências do filme feitas diretamente para VHS. No mesmo ano interpretou um capitão de polícia no filme Out for Justice, de Steven Seagal, e apareceu como um advogado de defesa no episódio "The Wages of Love", the Law & Order. No ano seguinte Orbach receberia o convite para se juntar ao elenco principal da série como o detetive policial experiente e sarcástico Lennie Briscoe, um ex- alcoólatra. Permaneceu no programa até 2004, e tornou-se um de seus personagens mais populares. O TV Guide classificou Briscoe como um dos seus 50 principais detetives de todos os tempos. Também dublou o personagem para os videogames baseados na série. Após sair de Law & Order Orbach assinou um contrato para continuar com o papel no spin-off da série, Law & Order: Trial by Jury, porém apareceu apenas nos dois primeiros episódios da série, que foram ao ar em março de 2005, já depois de sua morte. O quinto episódio, "Baby Boom, " foi dedicado à sua memória.

Vida pessoalEditar

Orbach casou-se em 1958 com Marta Curro, com quem teve dois filhos, Anthony Nicholas e Christopher Benjamin; divorciaram-se em 1975, e quatro anos mais tarde Orbach se casou com Elaine Cancilla, uma dançarina da Broadway que conhecera ao trabalhar em Chicago.

Orbach vivia num arranha-céu na Rua 53, próximo à Oitava Avenida, em Hell's Kitchen, e era uma presença constante nos restaurantes e lojas daquela vizinhança de Manhattan.[4] Uma grande foto publicitária sua está pendurada na lavanderia Ms. Buffy's French Cleaners, e era freguês assíduo dos restaurantes italianos locais. Em 2007 a esquina da 8ª Avenida e da Rua 53 recebeu o nome de Jerry Orbach, em sua homenagem; a ideia, que havia enfrentado alguma resistência dos comitês de construção locais, acabou sendo posta em prática devido à sua popularidade e "seu amor pela Grande Maçã".[5]

No início de dezembro de 2004 Orbach anunciou que estava recebendo tratamento para câncer de próstata desde a primavera daquele ano; morreu no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, em Nova York em 28 de dezembro, aos 69 anos de idade. Seu agente, Robert Malcolm, anunciou na ocasião da morte que o câncer havia sido diagnosticado dez anos antes. No dia anterior à sua morte as luzes dos letreiros da Broadway foram diminuídas em sua homenagem, uma das maiores honrarias no mundo teatral norte-americano.

Orbach havia expressado o desejo de doar seus olhos após sua morte, e dois indivíduos acabaram recebendo suas córneas.[6] A imagem de Orbach foi utilizada numa campanha publicitária para o Eye Bank for Sight Restoration, em Manhattan. Está enterrado no Cemitério da Igreja da Trindade (Trinity Church).

Referências

  1. Biografia de Jerry Orbach (1935-) - filmreference.com
  2. Hiltbrand, David. "Fame finally catches up with 'L&O's' Orbach", Milwaukee Journal Sentinel, 20 de dezembro de 1993 (visitado em 16-12-09).
  3. Horwitz, Simi. "Jerry Orbach; His `Law & Order' Role Fits Him Like a Glove" Arquivado em 17 de maio de 2011, no Wayback Machine., The Washington Post, 28 de fevereiro de 1993 (disponível online no site HighBeam Research, visitado em 16-12-09).
  4. Brantley, Ben; Severo, Richard. "Jerry Orbach, Stage and TV Actor, Is Dead at 69", The New York Times, 30 de dezembro de 2004 (visitado em 11-8-2009).
  5. McGeehan, Patrick. "Jerry Orbach Was a Marquee Name, but a Street Sign’s Another Story", New York Times, 7 de março de 2007 (visitado em 16-12-09).
  6. Eye Bank advertising campaign information Arquivado em 16 de fevereiro de 2010, no Wayback Machine. (visitado em 12-1-2007).

Ligações externasEditar