Abrir menu principal

Jesús López Cobos

Jesús López Cobos
Nascimento 25 de fevereiro de 1940
Toro
Morte 2 de março de 2018 (78 anos)
Berlim
Sepultamento Toro
Cidadania Espanha
Alma mater Universidade Complutense de Madri, Universidade de Música e Performances Artísticas de Viena
Ocupação maestro, diretor musical
Prêmios Prêmio Princesa das Astúrias para as Artes, Medalha de Ouro do Mérito nas Belas Artes, Ordem das Artes e das Letras, Cruz de Oficial da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha
Causa da morte câncer

Jesús López Cobos (Toro, 25 de fevereiro de 1940 - Berlim, 2 de março de 2018[1]) foi um maestro espanhol.

López Cobos estudou na Universidade de Madri, onde se formou em Filosofia e Letras em 1964. Posteriormente se interessou pela música, estudando condução ao lado de Franco Ferrara e Hans Swarowsky e graduando-se em 1966.

Graças a uma bolsa de estudos, ele foi ampliar seu conhecimento musical em Nova Iorque, estreando como maestro em Veneza em 1969. A partir desta data ele conseguiu dirigir as maiores orquestras sinfônicas e filarmônicas do mundo como convidado.

Entre 1981 e 1990 López Cobos foi diretor musical da Ópera Alemã de Berlim (Deutsche Oper Berlin); de 1984 a 1988 foi diretor da Orquestra Nacional da Espanha; entre 1986 e 2000 foi diretor musical da Orquestra Sinfônica de Cincinnati e de 1990 até 2000 foi o principal maestro da Orquestra de Câmara de Lausana.

De 2003 até sua morte López Cobos foi o diretor musical do Teatro Real de Madri.

Em 1981 López Cobos ganhou o Prêmio Príncipe das Astúrias das Artes.

Referências

  1. Jesús Ruiz Mantilla (2 de março de 2018). «Muere el director de orquesta Jesús López Cobos a los 78 años en Berlin» (em espanhol). El País. Consultado em 3 de março de 2018 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.