Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jesse Edwin Davis
Informação geral
Nome completo Jesse Edwin Davis III
Nascimento 21 de setembro de 1944 Norman, Oklahoma, United States
País United States
Morte 22 de junho de 1988 (43 anos)
Gênero(s) Rock, blues
Instrumento(s) Guitarra Elétrica, slide guitar
Período em atividade De 1950 até 1970s(Guitarrista)
Outras ocupações Cantor, compositor, produtor musical
Afiliação(ões) Taj Mahal, Milara Love, The Monkees, Neil Diamond, John Lennon, George Harrison, John Lee Hooker, Eric Clapton, Rod Stewart

Jesse Edwin Davis (21 de setembro de 1944 - 22 de junho de 1988) foi um guitarrista americano de origem indígena. Ele foi considerado como um artista de sessão[1]. Sua morte em 1988 é atribuída a uma overdose de drogas. [2]

BiografiaEditar

Nascido em Norman em Oklahoma Davis começou a sua carreira musical em Oklahoma City. Filho de Jesse Ed Davis II e Kiowa . Ele se formou no Northeast High School em 1962.

Davis começou sua carreira musical em 1950 tocando em Oklahoma City e em cidades vizinhas com John Ware (mais tarde com o baterista Emmylou Harris) e outros.

Por meados dos anos 1960 Davis teve sair da Universidade de Oklahoma e foi excursionar com Conway Twitty.

Davis mudou-se para Califórnia onde através de sua amizade com Levon Helm ele conheceu Leon Russell. Ele tornou-se um musico de sessão antes de se juntar com Taj Mahal tocando guitarra e piano em seus três primeiros álbuns. Ele fez uma breve aparição em The Rolling Stones Rock and Roll Circus como guitarrista de Taj Mahal.

MorteEditar

Em 22 de junho de 1988 Jesse Ed Davis entrou em colapso e foi declarado morto em uma lavanderia em Venice na Califórnia. Sua morte é comumente atribuída a uma overdose de heroína. Ele tinha 43 anos de idade.

Em 2002, Davis foi postumamente introduzido no Oklahoma Jazz Hall of Fame.

Referências