Jesualdo Ferreira

futebolista português

Manuel Jesualdo Ferreira (Mirandela, 24 de maio de 1946) é um técnico e ex-futebolista português que atuava como médio. Atualmente está sem clube.

Jesualdo Ferreira
Jesualdo Ferreira, Esteghlal Al-Sadd ACL play-off.jpg
Informações pessoais
Nome completo Manuel Jesualdo Ferreira
Data de nasc. 24 de maio de 1946 (74 anos)
Local de nasc. Mirandela, Mirandela, Portugal
Altura 1,74 m
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Ex-médio
Função Técnico
Clubes de juventude
Ovarense
Times/Equipas que treinou
1981–1982
1982–1984
1984
1985–1986
1986
1986–1987
1987–1989
1989
1989–1990
1990–1991
1990–1992
1992–1994
1994–1995
1995–1996
1996–2000
2000–2001
2001–2002
2002
2003–2006
2006
2006–2010
2010
2010–2012
2013
2013–2014
2015
2015–2019
2020
Rio Maior
Torreense
Académica
Atlético
Silves
Torreense
Benfica (adjunto)
Angola
Torreense
Estrela da Amadora
Portugal (adjunto)
Benfica (adjunto)
Bordeaux (adjunto)
FAR Rabat
Portugal Sub-21
Alverca
Benfica (adjunto)
Benfica
Braga
Boavista
Porto
Málaga
Panathinaikos
Sporting
Braga
Zamalek
Al-Sadd
Santos
Última atualização: 26 de julho de 2020

Na sua carreira com quase quarenta anos como treinador, ele esteve no comando de todos os três grandes do seu país e teve seus maiores sucessos no Porto, onde se tornou o primeiro técnico a vencer três títulos consecutivos na Primeira Liga, tendo vencido também a Taça de Portugal duas vezes. Mais tarde, levou o clube egípcio Zamalek e o Al-Sadd, do Catar, à conquista dos respectivos títulos nacionais.

CarreiraEditar

O começoEditar

Jesualdo ainda criança parte com seus pais para Angola, onde reside até início da adolescência e de onde regressa com seus tios para estudar.[1] Começou a estudar em Chaves, passou por Aveiro, sem nunca esquecer a família nem os amigos que encontrava nos finais de semana. Tirava férias na aldeia de Carvalhais, freguesia do conselho de Mirandela.

Jogou como médio na Ovarense mas retira-se como jogador com 20 anos para tirar o curso de treinador.[2] Formou-se em Desporto em Lisboa (onde viria mais tarde a dar aulas) e, com o diploma na mão, iniciou um percurso desportivo. De clubes de menor visibilidade a equipas mundialmente reconhecidas, Jesualdo Ferreira sempre respeitou as suas convicções nas decisões pessoais e profissionais, segundo o próprio "abdiquei da minha família, dos meus amigos mas nunca dos meus princípios". De entre muitas medalhas recebidas, Jesualdo elege a da sua cidade como a que mais o tocou, Mirandela homenageou com a medalha de ouro da Autarquia, no dia 23 de março de 2007, o "Homem que vingou a pulso na vida".

Após concluir o curso, integrou os quadros da Federação Portuguesa de Futebol em 1974, trabalhando com as camadas jovens da Selecção.[3]

Em 1979 Jesualdo muda-se para o Benfica assumindo o cargo de coordenador para o futebol jovem.[2] Em 1981 iniciou a sua carreira como treinador principal, assumindo o comando do Rio Maior, da II Divisão, mudando-se mais tarde para o Torreense, também da II Divisão até em 1984 assumir pela primeira vez o comando de uma clube da I Divisão: a Académica de Coimbra, em 1984.

Jesualdo foi demitido da Académica apenas após sete jornadas (com o saldo de uma vitória e seis derrotas). De seguida orientou Atlético CP e Silves[4] antes de retornar ao Torreense em 1986. No ano seguinte, voltou ao Benfica como adjunto do novo técnico Toni.[2]

Em 1989, após um curto período no comando da Seleção Angolana[5], Jesualdo regressou ao Torreense para um terceiro período. Mais tarde, trabalhou no Estrela da Amadora, sendo também um dos assistentes de Artur Jorge na Seleção Portuguesa. O Estrela viria no entanto a ser despromovido para a Liga de Honra na temporada 1990–91. Em 1992, Jesualdo voltou a acompanhar Toni na comissão técnica do Benfica.[2] Em 1994, Jesualdo seguiu com Toni para a França, onde este assumiu o comando do Bordeaux.[2] Ambos se separaram em 1995, quando Jesualdo assumiu o comando do FAR Rabat, do Marrocos, e posteriormente trabalhou como técnico da Seleção Portuguesa Sub-21, onde ganhou notoriedade ao treinar jogadores da geração que terminou em segundo na Euro 2004.

Alverca e BenficaEditar

Jesualdo chegou ao Alverca em 2000–01, onde levou a equipa ao 12º lugar na Primeira Liga. Com bons resultados, Ferreira partiu para o Benfica na temporada 2001-02, inicialmente como assistente de Toni, depois assumindo o cargo de treinador principal a 29 de dezembro de 2001, após a Toni ter sido demitido.[6]

Em novembro de 2002, após uma série de resultados fracos, Ferreira foi demitido pelo presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, depois de ser eliminado da Taça de Portugal, em casa pelo Gondomar, da II Divisão B.[7] Ele foi substituído pelo espanhol José Antonio Camacho.

BragaEditar

A 19 de abril de 2003, o novo presidente do Braga, António Salvador contratou Jesualdo para comandar a equipa à manutenção quando se encontrava perto da zona de despromoção. Ele levou o Braga ao 14º lugar, apenas dois pontos acima da zona de despromoção. Finda a temporada, Jesualdo assume que o Braga irá passar a lutar pelos lugares europeus[8] e nas temporadas 2003–04, 2004–05 e 2005–06, o Braga fez fantásticas campanhas na liga e, com jogadores como João Tomás e Wender, disputou o título em 2004–05. O Braga alcançou o quinto lugar (2003–04) e o quarto lugar por duas vezes (2004–05 e 2005–06). Depois das expectativas geradas na luta pelo título, Jesualdo acaba por sair no final do seu contrato.

PortoEditar

Em 2006 Jesualdo assina com o Boavista mas ainda na pré- temporada 2006–07, Pinto da Costa, presidente do Porto oferece-lhe o cargo de treinador que havia ficado vago com a rescisão de Co Adriaanse, acabando por assinar por duas épocas pelos Dragões a 18 de Agosto de 2006, após a final da Supertaça Cândido de Oliveira, a uma semana de começar a Liga.[9] Aí trabalhou com jogadores de grande calibre como Ricardo Quaresma, Anderson, Pepe, Lucho González, Raul Meireles, Paulo Assunção, José Bosingwa e Lisandro López, que viria a considerar o "treinador que mais o marcou".[10]

Apesar de ter pouco tempo para se adaptar ao seu novo clube ou mudar a abordagem tática da equipa que, sob Adriaanse, jogava em um sistema muito ofensivo por 3–3–4, Jesualdo conseguiu conquistar o título da liga no seu primeiro ano no clube, terminando apenas um ponto à frente do Sporting e dois do Benfica. Na Liga dos Campeões, o Porto alcançou os oitavos de final, onde foi eliminado pelo Chelsea por 2–3 no total.

A temporada 2007–08, o Porto fez um excelente campeonato que venceu campeonato com uma margem de 20 pontos sobre o segundo, o Sporting, apesar de depois terem sido deduzidos seis pontos devido Apito Dourado, relativo à temporada 2003–04.[11] Na Europa, Jesualdo levou uma vez mais o Porto aos oitavos de final da Liga dos Campeões, depois de terminar em primeiro lugar num grupo que incluía o Liverpool, sendo eliminado pelo Schalke 04 nos penaltis após empate por 1 a 1.

A temporada 2008-09 foi mais um ano de sucesso para Jesualdo, com o Porto alcançando o quarto título consecutivo na liga, o terceiro de Jesualdo, tornando-o o primeiro técnico português a vencer três campeonatos consecutivos na liga portuguesa. Além disso, o Porto também conseguiu a dobradinha, derrotando Paços de Ferreira por 1 a 0 na final da Taça de Portugal, graças a um golo de Lisandro López. Na Liga dos Campeões, o Porto chegou aos quartos-de-final, liderando um grupo que incluía o Arsenal e derrotando o Atlético Madrid no oitavos de final, antes de ser eliminado pelo então campeão em título, Manchester United por 2–3 no total. O desempenho daquela temporada recompensou Ferreira com uma renovação de contrato por dois anos.[12]

Após os sucessos dos anos anteriores, a época 2009–10 foi uma época pouca conseguida, com os Dragões a perderem o título para o Benfica, cinco anos depois e ao terminarem em 3º, falharem o apuramento para a Liga dos Campeões, uma época marcada pela polémica dos casos no túnel de acesso aos balneários do Estádio da Luz (o outro caso envolveu jogadores do Braga, 2º classificado da época) que resultou nos castigos de 6 meses para Cristian Săpunaru e de Hulk (principal jogador da equipa) em 4 meses. Mais tarde, em março as penas seriam reduzidas mas os jogadores já tinham falhado 18 jogos da época e o título já estava decidido.[13] O Porto foi também derrotado pelo Benfica na final da Taça da Liga, vindo a conquistar no entanto a Taça de Portugal. Na Liga dos Campeões, o Porto chegou mais uma vez aos oitavos de final, no entanto seria eliminado pelo Arsenal com uma pesada derrota por 5–0 na 2ª mão.[14]

Foi substituído por André Villas-Boas em maio de 2010, tendo rejeitado passar para o cargo de director técnico do clube.[15]

No total, comandou os Dragões em 192 jogos, com 82 vitórias, 47 empates, 63 derrotas, 259 golos marcados, 214 golos sofridos e 288 pontos somados.

MálagaEditar

Apenas três semanas após deixar o Porto, assinou por três anos com o Málaga, cargo que ocupou até ao início de novembro do mesmo ano, num momento em que a equipa ocupava um modesto 18º lugar da classificação geral.

PanathinaikosEditar

Jesualdo foi então contratado pelo clube grego Panathinaikos, assinando um contrato de 1 ano e meio em 20 de novembro de 2010.[16] Jesualdo substituiu Nikos Nioplias, que foi demitido após resultados decepcionantes na Superliga Grega e na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Jesualdo permaneceu como treinador do Panathinaikos, apesar dos problemas económicos e na estrutura do clube. Depois de não se classificar para a Liga dos Campeões da UEFA de 2011–12 na terceira pré-eliminatória, ele manteve-se no comando e levou o Panathinaikos ao 2º lugar final do campeonato, sendo o 1º no playoff de apuramento para a Liga dos Campeões. Mais tarde, Jesualdo recebeu um novo contrato de 1 ano, como outro de opção mas viria a renunciar ao cargo em 14 de novembro de 2012.[17]

SportingEditar

No dia 19 de dezembro de 2012 foi apresentado como director desportivo do Sporting. A partir de 7 de janeiro de 2013, passou a acumular as suas funções com a de treinador da equipa principal, sucedendo a Franky Vercauteren. No dia 20 de maio de 2013, Leonardo Jardim foi apontado como novo treinador do Sporting, com Jesualdo Ferreira a sair nessa mesma data.[18]

Regresso ao BragaEditar

Na temporada 2013–14 voltou a ser treinador do Braga, para liderar um re-estruturação da equipa após uma época em que o clube tinha falhado o apuramento para a Liga dos Campeões. Jesulado viria a ser demitido em fevereiro de 2014, depois de uma má temporada dos minhotos.[19]

ZamalekEditar

Em julho de 2015, sob o comando de Jesualdo, o Zamalek[20] sagrou-se campeão egípcio, conquistando a 12.ª Liga (a primeira desde 2003–04) e a taça (batendo os rivais Al-Ahly por 2–0). Não conseguiria repetir o feito na Supertaça (derrota por 3–2) e saiu do clube a 21 de novembro.[21]

Al-SaddEditar

Em novembro de 2015 foi trabalhar no Catar, assumindo a equipa do Al-Sadd[22] até Maio de 2019 tendo conquistado 4 troféus nacionais.[23]

SantosEditar

Já no dia 23 de dezembro de 2019, assinou com o Santos.[24][25][26] Estreou no dia 23 de janeiro de 2020, na Vila Belmiro, num empate em 0 a 0 com o Bragantino pelo Campeonato Paulista.[27]

Comentador desportivoEditar

Entre setembro e dezembro de 2019, Jesualdo foi comentador, em Portugal, do programa "Futebol a Sério", exibido pelo Canal 11, canal da Federação Portuguesa de Futebol.[28][29]

Estatísticas como treinadorEditar

Atualizadas até 26 julho de 2020.

Estatísticas por clubes
Equipa Nat. Início Fim Performance Ref
P V E D GM GS DG Win %
Rio Maior   junho de 1981 junho de 1982 32 12 9 11 30 30 +0 37.50 [30][31]
Torreense   junho de 1982 junho de 1984 70 30 17 23 76 75 +1 42.86 [30][32]
Académica de Coimbra   junho de 1984 22 de outubro de 1984 7 1 0 6 7 16 –9 14.29 [30][33]
Atlético CP   setembro de 1985 13 de janeiro de 1986 15 4 4 7 13 18 –5 26.67 [30][34]
Silves   fevereiro de 1986 junho de 1986 11 2 4 5 9 2 +7 18.18 [30][34][35]
Torreense   junho de 1986 junho de 1987 35 13 13 9 47 39 +8 37.14 [30][36]
Angola   janeiro de 1989 setembro de 1989 8 1 2 5 7 13 –6 12.50 [5]
Torreense   dezembro de 1989 junho de 1990 24 13 8 3 42 11 +31 54.17 [30][37]
Estrela da Amadora   4 fevereiro de 1991 11 de novembro de 1991 27 8 9 10 28 34 –6 29.63 [30][38]
FAR Rabat   julho de 1995 junho de 1996 30 11 12 7 24 26 –2 36.67 [30]
Portugal Sub-21   junho de 1996 julho de 2000 33 19 5 9 64 36 +28 57.58 [39]
Alverca   julho de 2000 29 de junho de 2001 37 13 8 16 50 57 –7 35.14 [30][40]
Benfica   29 de dezembro de 2001 24 de novembro de 2002 30 16 7 7 65 32 +33 53.33 [30][41]
Braga   19 de abril de 2003 8 de maio de 2006 122 56 33 33 153 114 +39 45.90 [30][42]
Boavista   9 de maio de 2006 15 de agosto de 2006 0 0 0 0 0 0 +0
Porto   18 de agosto de 2006 26 de maio de 2010 186 125 30 31 354 138 +216 67.20 [30][43]
Málaga   17 de junho de 2010 2 de novembro de 2010 10 2 2 6 14 21 –7 20.00 [44]
Panathinaikos   20 de novembro de 2010 14 de novembro de 2012 90 48 19 23 126 86 +40 53.33 [45]
Sporting   7 de janeiro de 2013 20 de maio de 2013 18 10 3 5 26 20 +6 55.56 [30][46]
Braga   31 de maio de 2013 24 de fevereiro de 2014 30 16 3 11 51 32 +19 53.33 [30][47]
Zamalek   2 de fevereiro de 2015 21 de novembro de 2015 36 26 6 4 67 22 +45 72.22 [48]
Al-Sadd   28 de novembro de 2015 20 de maio de 2019 129 80 26 23 356 164 +192 62.02 [49]
Santos   23 de dezembro de 2019 Presente 14 6 4 4 16 13 +3 42.86 [50]
Total da carreira 994 512 224 258 1625 999 +626 51.51

TítulosEditar

Porto
Zamalek
Al-Sadd

Referências

  1. «Jesualdo Ferreira: Um português no Qatar» [Jesualdo Ferreira: A Portuguese in Qatar]. Júlia. 22 outubro 2016. Consultado em 23 dezembro 2019 
  2. a b c d e «Os caminhos cruzados de Toni e Jesualdo Ferreira» [The crossed paths of Toni and Jesualdo Ferreira]. Record. 2 maio 2001. Consultado em 23 dezembro 2019 
  3. «Jesualdo Ferreira já foi o treinador dos treinadores» [Jesualdo Ferreira was once the manager of the managers]. Mais Futebol. 18 dezembro 2012. Consultado em 23 dezembro 2019 
  4. «O primeiro confronto entre Jesus e Jesualdo foi "refugo futebolístico"» [The first encounter between Jesus and Jesualdo was a "footballing refugee"]. Público. 17 abril 2013. Consultado em 23 dezembro 2019 
  5. a b «1989 MATCHES». RSSSF. Consultado em 23 dezembro 2019 
  6. «Benfica aposta em Jesualdo sem resposta de Mourinho» [Benfica bet on Jesualdo after receiving no replies from Mourinho]. Record. 30 dezembro 2001. Consultado em 24 dezembro 2019. Cópia arquivada em 24 dezembro 2015 
  7. «Benfica anuncia saída de Jesualdo do cargo de treinador principal» [Benfica announce departure of Jesualdo from the first team manager role] (em Portuguese). Record. 25 novembro 2002. Cópia arquivada em 15 abril 2015 
  8. https://www.cmjornal.pt/desporto/detalhe/sempre-admirei-o-boavista
  9. «Dragões confirmam Jesualdo» [Dragons confirm Jesualdo] (em Portuguese). Record. 18 agosto 2006. Consultado em 8 dezembro 2013 
  10. https://tvi24.iol.pt/fc-porto/lisandro-lopez/jesualdo-um-velho-rabujeito-foi-o-treinador-que-mais-me-marcou
  11. «Porto docked points, Boavista demoted». UEFA. 9 maio 2008. Consultado em 12 maio 2008 
  12. «Jesualdo renova esta tarde com o FC Porto» [Jesualdo renews this afternoon with Porto]. Jornal de Notícias. 3 junho 2009. Consultado em 23 dezembro 2019 
  13. https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/detalhe/as-consequencias-do-caso-do-tunel-da-luz-721073
  14. «Arsenal goleia Porto por 5 x 0 e avança na Liga dos Campeões». Estadão. 9 de março de 2010. Consultado em 24 dezembro 2019 
  15. https://www.rclamego.pt/jornalonline/?p=1432
  16. «Panathinaikos Set To Appoint Jesualdo Ferreira As Head Coach - Report». Goal.com. 17 novembro 2010. Consultado em 23 dezembro 2019 
  17. «Ferreira resigned» (em Greek). pao.gr. Consultado em 14 novembro 2012 
  18. «Jesualdo Ferreira já não vai ao Brasil com o Sporting». SIC Notícias. SIC Notícias. 20 de maio de 2013. Consultado em 24 dezembro 2019. Arquivado do original em 21 de setembro de 2013 
  19. «Sporting de Braga anuncia saída de Jesualdo Ferreira». SAPO Desporto. 24 de fevereiro de 2014. Consultado em 8 de junho de 2020 
  20. «Ferreira signs six-month contract with Zamalek». kingfut.com. Consultado em 5 fevereiro 2015 
  21. «Portuguese coach Ferreira leaves Egypt's Zamalek in shock move». starrfmonline.com. Consultado em 21 novembro 2015. Cópia arquivada em 22 novembro 2015 
  22. «Oficial: Jesualdo Ferreira já assinou pelo Al Sadd do Qatar» [Official: Jesualdo Ferreira already signed for Qatar's Al Sadd]. Mais Futebol. 28 novembro 2015. Consultado em 23 dezembro 2019 
  23. «فيريرا : عقدي سوف ينتهي مع الفريق في نهاية الموسم وشارة القيادة ستسلم لمدرب اخر» [Ferreira: My contract will expire with the team at the end of the season and the role will be given to another coach]. Al Sadd SC (em árabe). Twitter. 5 maio 2019 
  24. «Jesualdo Ferreira é o novo treinador do Santos FC». Site oficial do Santos. 23 de dezembro de 2019. Consultado em 24 de dezembro de 2019 
  25. «Santos anuncia Jesualdo Ferreira como novo técnico do time». GloboEsporte.com. 23 de dezembro de 2019. Consultado em 24 de dezembro de 2019 
  26. Gabriela Brino (23 de dezembro de 2019). «Santos anuncia Jesualdo Ferreira como novo técnico». LANCE!. Consultado em 8 de junho de 2020 
  27. «Santos e Bragantino ficam no empate na estreia de Jesualdo». GloboEsporte.com. 23 de janeiro de 2020. Consultado em 24 de janeiro de 2020 
  28. «Jesualdo Ferreira exalta o Santos de Pelé e sabe que terá pré-temporada curta». Terra. Consultado em 11 de março de 2020 
  29. «Jesualdo Ferreira se despede de TV em Portugal e revela sistema de jogo que vai adotar no Santos - Notícias». Terceiro Tempo. Consultado em 11 de março de 2020 
  30. a b c d e f g h i j k l m n o https://www.foradejogo.net/manager.php?manager=5&language=2
  31. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1981/82» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1981/82]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  32. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1982/83 à 1983/84» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1982/83 to 1983/84]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  33. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1984/85» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1984/85]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  34. a b «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1985/86» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1985/86]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  35. «Silves». Futebol em Portugal. Consultado em 25 dezembro 2019 
  36. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1986/87» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1986/87]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  37. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1989/90» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1989/90]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  38. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 1990/91 à 1991/92» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 1990/91 to 1991/92]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  39. «Seleção Sub-21 – Jogos» [U21 National Team – Matches]. Portuguese Football Federation. Consultado em 25 dezembro 2019 
  40. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2000/01» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2000/01]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  41. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2001/02 à 2002/03» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2001/02 to 2002/03]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  42. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2002/03 à 2005/06» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2002/03 to 2005/06]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  43. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2006/07 à 2009/10» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2006/07 to 2009/10]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  44. «Matches Jesualdo Ferreira, Manuel Jesualdo Ferreira». BDFutbol. Consultado em 26 dezembro 2019 
  45. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2010/11 à 2012/13» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2010/11 to 2012/13]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  46. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2012/13» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2012/13]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  47. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2013/14» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2013/14]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  48. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2014/15 à 2015/16» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2014/15 to 2015/16]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 
  49. «Jesualdo Ferreira 2015–19». @AlsaddSC (em árabe). 14 maio 2019 
  50. «Manuel Jesualdo Ferreira :: Jogos Realizados :: 2020» [Manuel Jesualdo Ferreira :: Matches :: 2020]. Zerozero. Consultado em 25 dezembro 2019 

Precedido por
Toni
Treinador do Benfica
2001–2002
Sucedido por
Fernando Chalana (interino)
Precedido por
Rui Barros (interino)
Treinador do Porto
2006–2010
Sucedido por
André Villas-Boas
Precedido por
Franky Vercauteren
Treinador do Sporting
2013
Sucedido por
Leonardo Jardim
Precedido por
Jorge Sampaoli
Treinador do Santos
2020
Sucedido por
Cuca