Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Jimmy Cliff
JimmyCliff.jpg
Jimmy Cliff em 1997
Informação geral
Nascimento 1 de abril de 1948 (71 anos)
Local de nascimento Somerton District, em Saint James, na  Jamaica
Gênero(s) Reggae, Ska
Ocupação(ões) Músico, cantor, ator
Instrumento(s) Vocal, guitarra, piano, teclado, conga
Período em atividade 1962-presente
Gravadora(s) Island, Columbia, EMI, Trojan Records
Afiliação(ões) Lilty Cliff
Aken Cliff
Nabiyah Be
Página oficial jimmycliff.com

Jimmy Cliff, OM, nome artístico de James Chambers (Saint James, 1 de abril de 1948),[1] é um músico jamaicano de reggae e ska.

Índice

BiografiaEditar

Seu talento foi percebido desde a infância, quando Jimmy participava de feiras e mostras culturais cantando. Aos 14 anos, mudou-se para Kingston para dedicar-se à carreira, período em que adotou o nome artístico de Jimmy Cliff.[1] Na capital, conheceu Leslie Kong, que cuidou de sua carreira até a sua própria morte em 1971, de ataque cardíaco. Nesse período, gravou dois singles que não fizeram sucesso. Seu primeiro sucesso ocorreu com o single Hurricane Hattie.[2] Seus sucessos locais seguintes incluíram "King of Kings", "Dearest Beverley", "Miss Jamaica", e "Pride and Passion". Em 1964, Cliff foi escolhido como um dos representantes da Jamaica na Feira Mundial de Nova Iorque de 1964-65. No mesmo ano, participou de um programa intitulado "Isto é ska!" ao lado de Prince Buster, Toots & the Maytals e Byron Lee and the Dragonaires.[3]

Em 1964, mudou-se para a Inglaterra após assinar contrato com a Island Records, que tentou vender o reggae para o público do roque, sem sucesso.[4] Seu primeiro disco internacional, Hard Road to Travel, lançado em 1967, fez sua carreira dar um salto. A canção Waterfall se tornou hit no Brasil, onde ganhou o Festival Internacional da Canção em 1969.[5] Nesse mesmo ano, a canção Wonderful World, Beautiful People chega ao Top 30 nos Estados Unidos, tornando-se um dos primeiros reggaes conhecidos fora da Jamaica.[6] Em 1970, Jimmy lançou o sucesso "Vietnam", que Bob Dylan considera ser a melhor canção de protesto que ele já ouviu.[7] Durante este período, Cliff lançou uma música cover da canção de Cat Stevens Wild World como um single, que não foi no entanto incluído no seu álbum Beautiful World, Beautiful People.

Em 1972, estrelou o filme The Harder They Come, dirigido por Perry Henzell, que conta a história de um cantor de reggae que, em busca do sucesso, se associa a produtores musicais corruptos e traficantes de drogas.[8] A trilha sonora do filme alcançou sucesso mundial, conferindo, ao reggae, uma projeção inédita. Em 1975, Cliff cantou no episódio doze da primeira temporada do programa Saturday Night Live. Depois de uma série de álbuns, Cliff tirou férias e viajou à África. Em seguida, se converteu ao islamismo, mudando seu nome para El Hadj Naïm Bachir.[9][10]

Em 1980, excursionando com Gilberto Gil, lotou todos os auditórios onde pisou.[11] Quatro anos depois, ele repetiu a façanha sozinho, em um ginásio em São Paulo, e no programa do Chacrinha. Em 1984, Cliff participou do Festival Pinkpop, em Landgraaf, nos Países Baixos. Em 1980-1981, durante a turnê do disco The River, Bruce Springsteen e a E Street Band incluíram a até então pouco conhecida canção de Cliff Trapped. Esta canção viria a ser conhecida mundialmente quando ela foi inserida no disco We Are the World, de 1985.[12] Ainda em 1985, o álbum Cliff Hanger ganhou o Grammy Award para o melhor álbum de Reggae.[13] Também em 1985, Cliff contribuiu para a canção Sun City, uma canção de protesto escrita e composta por Steven Van Zandt e gravada pelos Artists United Against Apartheid, um grupo de artistas que trabalharam em conjunto para transmitir suas ideias de oposição à política sul-africana de apartheid.[14]

Em 1986, Cliff fez parte do vocal de apoio do álbum Dirty Work, dos Rolling Stones. Também atuou na comédia Club Paradise,[15] para cuja trilha sonora contribuiu com muitas músicas, como Seven Day Weekend, cantada junto com Elvis Costello. Em 1988, sua canção Shelter of Your Love fez parte do filme Cocktail.

Em 1990, Cliff participou do filme Marked for Death, tocando John Crow com a Jimmy Cliff Band.[16] Sua gravação de You Can Get It If You Really Want foi usada como música de campanha pela Frente Sandinista de Libertação Nacional durante as eleições de 1990 na Nicarágua.[17] No mesmo ano, participou da segunda edição do festival Rock in Rio. Ainda em 1990, Cliff participou do primeiro CD do Cidade Negra, na canção Mensagem, feita por Ras Bernardo.[18] Em 1991, gravou, na Bahia, em Salvador, o CD Breakout, lançado em 1992. O disco contou com as participações de Olodum na canção Samba Reggae e Araketu nas canções Breakout e War a Africa.[19]

Em 1993, a sua versão de I can see clearly now, de Johnny Nash, que fez parte da trilha sonora do filme Jamaica abaixo de Zero, fez grande sucesso no mundo inteiro. Em 1995, lançou o single Hakuna Matata, uma colaboração com Lebo M que fez parte da trilha sonora do filme O Rei Leão. Em 1997, ele esteve no programa acústico dos Titãs cantando The Harder They Come, recriada numa versão em português Querem Meu Sangue.[20][21] Nesse ano, também participou do programa Space Ghost Coast to Coast.

Em 2001, foi um membro inaugural do comitê de jurados do Independent Music Awards.[22] Em 2002, lançou o álbum Fantastic Plastic People na Europa depois de ter fornecido download gratuito através do software p2p. O álbum contava com colaborações de Joe Strummer, Annie Lennox e Sting, assim como com novas canções que lembravam os antigos sucessos de Cliff. Em 2004, Cliff retrabalhou as músicas, trocando o tradicional reggae pela música eletrônica, incluindo-as no álbum Black Magic. O álbum também incluiu uma gravação de Over the Border com Joe Strummer. Cliff tocou na cerimônia de encerramento dos Jogos da Commonwealth de 2002. Em 2003, sua música You can get it if you really want foi incluída na trilha sonora do filme Alguém Tem que Ceder. Em agosto de 2003, ele apareceu no Paléo Festival, em Nyon, na Suíça.

Em 20 de outubro de 2003, o governo de P. J. Patterson na Jamaica lhe concedeu a Ordem do Mérito em reconhecimento a suas contribuições à música e ao cinema da Jamaica. Cliff tocou na cerimônia de abertura da Copa do Mundo de Críquete de 2007. Em 2009, sua música You can get it if you really want foi adotada pelo Partido Conservador (Reino Unido) durante sua conferência anual.[23] Não ficou claro se Cliff apoiava o partido. Em setembro de 2009, Cliff foi indicado para o Rock and Roll Hall of Fame.[24] Cliff reagiu à notícia dizendo: "isso é bom para Cliff, bom para a música jamaicana e bom para meu país". Em 15 de dezembro de 2009, seu nome foi oficialmente aprovado e, em 15 de março de 2010, Cliff foi incluído no Rock and Roll Hall of Fame por Wyclef Jean.[25]

Cliff apareceu no documentário Reggae Got Soul: The Story of Toots and the Maytals, que foi transmitido pela BBC em 2011.[26][27] Nesse ano, Cliff também trabalhou com o produtor musical Tim Armstrong no EP Sacred Fire[28] e no álbum Rebirth.[29] Rebirth foi indicado ao Grammy Awards na categoria "melhor álbum de reggae".[30] O álbum foi colocado na posição 12 da lista da revista Rolling Stone dos cinquenta melhores álbuns de 2012.[31] Em 2012, Cliff foi nomeado "artista do ano" pelo jornal digital Caribbean Journal, graças a seu álbum Rebirth.[32]

IslamismoEditar

Diferente dos outros artistas de reggae jamaicanos, Jimmy não é da religião rastafári, o que lhe causou preconceito em seu país. Sua religião é a muçulmana, e a resistência em se aceitar um artista de opção religiosa diferente do cristianismo e do rastafári na Jamaica favoreceu a sua escolha em mudar-se para a Inglaterra.[33] Após a sua conversão ao islamismo, mudou de nome para El Hadj Bachir Naim.[34]

DiscografiaEditar

ÁlbumsEditar

Ano Título Posições máximas Certificação
França
[35]
Países Baixos
[36]
Nova Zelândia
[37]
Suécia
[38]
Suíça
[39]
Reino Unido
[40]
Estados Unidos
[41]
Estados Unidos (reggae)
[41]
1967 Hard Road to Travel[A]
1968 Jimmy Cliff in Brazil[B]
1969 Jimmy Cliff[C]
1971 Wild World
Goodbye Yesterday[D]
Another Cycle
1972 The Harder They Come 5 140
1973 Unlimited[E]
Struggling Man[F]
1974 Music Maker[G]
1975 Brave Warrior
Follow My Mind 195
1978 Give Thankx
1980 I Am the Living
1981 Give the People What They Want
1982 Special 29 186
1983 The Power and the Glory 17 29 25
1985 Cliff Hanger
1986 Club Paradise
1987 Hanging Fire
Shout for Freedom
1989 Images
Save Our Planet Earth
1992 Breakout[H]
1996 Higher & Higher[I] 8
  • França: disco de ouro[42]
1998 Journey of a Lifetime
1999 Humanitarian
2002 Fantastic Plastic People
2004 Black Magic 139 11
2011 Sacred Fire EP 1
2012 Rebirth 71 83 76 1
Notes
  • A. Hard Road to Travel foi lançado como Can't Get Enough of It na Jamaica em 1968 com pequenas alterações na lista de músicas.
  • B. Jimmy Cliff in Brazil consistiu de novas gravações e de canções de Hard Road to Travel e Can't Get Enough of It.
  • C. Jimmy Cliff foi lançado como Wonderful World, Beautiful People nos Estados Unidos em 1970.
  • D. Goodbye Yesterday foi lançado como Two Worlds na Jamaica com pequenas alterações na lista de músicas.
  • E. Unlimited foi relançado como The King of Reggae em 1976.
  • F. Struggling Man consistiu de novas gravações e músicas de Wild World.
  • G. Music Maker foi lançado como House of Exile em alguns lugares.
  • H. Breakout foi relançado como Samba Reggae em alguns lugares em 1999 com pequenas alterações na lista de músicas.
  • I. Higher & Higher consistiu de novas gravações e de material já lançado previamente.

Compilações e álbuns ao vivoEditar

Ano Título Posições máximas Certificação
Bélgica (Valônia)
[43]
França
[35]
Alemanha
[44]
Suécia
[38]
Estados Unidos (reggae)
[41]
1975 The Best of Jimmy Cliff
Pop Chronik
1976 In Concert – The Best of Jimmy Cliff 21
1978 Many Rivers to Cross
1979 Oh Jamaica
1981 Collection
1982 Reggae Nights – The Best of Jimmy Cliff
1984 Many Rivers to Cross
1985 Reggae Greats
1987 Fundamental Reggay
1993 The Best Of 7
  • França: duas vezes disco de ouro[42]
1994 Live
Many Rivers to Cross
Gold Collection
Reggae Classics – The Very Best of Jimmy Cliff 47 57
1995 Definitive Collection
Reggae Man
Vol. 2
1996 Best of Jimmy Cliff[J]
1997 Super Hits
Jimmy Cliff
100% Pure Reggae
1999 Ultimate Collection 8
Millenium Collection
Wonderful World Beautiful People
2000 Simply the Best
Super Best
Wanted
The Messenger – The Very Best of Reggae's Original Soul Star
Wonderful World
Live and in the Studio
2001 Les Indispensables de Jimmy Cliff
2002 We All Are One – The Best of Jimmy Cliff
2003 Many Rivers to Cross – The Best of Jimmy Cliff
Anthology
Island Reggae Classics
2004 20th Century Masters
Reggae Night
This Is Crucial Reggae
The EMI Years 1973-1975
Timeless Hits
2005 The Harder They Come – The Definitive Collection
2006 The Essential Jimmy Cliff
The Very Best of Jimmy Cliff & Peter Tosh[J]
The Harder They Come – The Early Years 1962-1972
Better Days Are Coming – The A&M Years 1969-1971
2008 King of Kings – The Very Best of Jimmy Cliff
Reggae Legends
2010 Hard Road to Travel – The Collection
2013 Jimmy Cliff
The KCRW Session 4
Icon 15
Notes
  • J. Best of Jimmy Cliff e The Very Best of Jimmy Cliff & Peter Tosh chegaram, na parada musical da França, aos números 1 e 5 respectivamente.

SinglesEditar

Ano Título Posições máximas Álbum
Austrália
[45]
Áustria
[46]
Bélgica (Flandres)
[47]
Bélgica (Valônia)
[43]
França
[48][49]
Alemanha
[44]
Irlanda
[50]
Itália
[51]
Países Baixos
[36]
Nova Zelândia
[37]
Suíça
[39]
Reino Unido
[40]
Estados Unidos
[41]
1962 "Hurricane Hatty" single only
"Miss Jamaica"
"Since Lately"
1963 "King of Kings"
"My Lucky Day"
"The Man"
1966 "Pride and Passion" Hard Road to Travel
1967 "Give and Take"
"I Got a Feeling"
"That's the Way Life Goes" Jimmy Cliff
1970 "Vietnam" 15 26 46
1969 "Waterfall" single only
"Many Rivers to Cross" 37 Jimmy Cliff
"Wonderful World, Beautiful People" 13 17 12 6 25
"Come into My Life" 21 89
1970 "Sufferin' in the Land" 26
"Where Did It Go" single only
"Wild World" 20 7 51 11 17 3 2 8 Wild World
"You Can Get It If You Really Want" single only
"Synthetic World" Goodbye Yesterday
1971 "Goodbye Yesterday" 30 25
"Those Good Good Old Days" Struggling Man
"Sitting in Limbo" Another Cycle
1972 "The Harder They Come" 32 The Harder They Come
"Struggling Man" Struggling Man
1973 "Let's Seize the Time"
"On My Life" Unlimited
"Fundamental Reggay"
"Oh Jamaica"
1974 "Music Maker" Music Maker
"Look What You Done to My Life, Devil Woman"
"Money Won't Save You"
"Don't Let It Die" Brave Warrior
1975 "Every Tub"
"If I Follow My Mind" Follow My Mind
1976 "Look at the Mountains"
"Dear Mother"
1977 "Material World" Give the People What They Want
"Deal with Life" single only
1978 "Treat the Youths Right" 22 13 Special
"Bongo Man" Give Thankx
"Stand Up and Fight Back"
1979 "Love I Need"
1980 "All the Strength We Got" I Am the Living
"Another Summer"
"I Am the Living"
1981 "Son of Man" Give the People What They Want
"Shelter of Your Love"
"My Philosophy"
1982 "Rub-A-Dub Partner" Special
"Love Is All"
"Special"
"Roots Radical"
"Peace Officer"
"Love Heights"
1983 "Reggae Night" 5 2 35 8 6 1 91 The Power and the Glory
"We All Are One" 24 15 33 48 93
"Sunshine in the Music" 28 13
1984 "Reggae Movement" single único
"Black Bess"
"De Youths Dem a Bawl"
1985 "Hot Shot" 24 42 Cliff Hanger
"American Sweet"
"Reggae Street"
1986 "Seven-Day Weekend" (com Elvis Costello) Club Paradise
"Club Paradise"
1987 "Roots Girl (Step Aside)" single only
"Rebel in Me" Images
"Hanging Fire" Hanging Fire
"Reggae Down Babylon"
"Soar Like an Eagle"
1988 "Love Me Love Me"
1989 "Pressure on Botha" (com Josey Wales) Images
"Trapped"
"Dance Reggae Dance" Save Our Planet Earth
"Save Our Planet Earth"
1992 "Breakout" 18 Breakout
"I'm a Winner"
"Peace"
1993 "Samba Reggae"
"I Can See Clearly Now" 17 32 1 52 39 1 23 18 Cool Runnings
1994 "(Your Love Keeps Lifting Me) Higher and Higher" 52 31 Higher & Higher
1995 "Hakuna Matata" (com Lebo M.) 46 6 7 77 10 32 Rhythm of the Pride Lands
"Melody Tempo Harmony" (com Bernard Lavilliers) 22 6 single only
1999 "Ob-La-Di, Ob-La-Da" Humanitarian
2002 "Fantastic Plastic People" Fantastic Plastic People
2004 "Jamaica Time" (com David A. Stewart) Black Magic
2011 "Guns of Brixton" Sacred Fire EP
2012 "One More" Rebirth
2013 "C'mon Get Happy" single único

Referências

  1. a b (en inglés) «Jimmy Cliff - Biography». www.billboard.com. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  2. LARKIN, Colin. The Virgin Encyclopedia of Reggae. Virgin Publishing, 1998. ISBN 0-7535-0242-9
  3. Youtube. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=dB2elK7PVFg. Acesso em 6 de março de 2019.
  4. BARROW, Steve Barrow; DALTON, Peter. Reggae: The Rough Guide. Rough Guides, 1997. ISBN 1-85828-247-0.
  5. Jo-Ann Greene. «Jimmy Cliff Biography». AllMusic. Consultado em Página acessada em 11 de janeiro de 2016.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. http://www.letras.com.br/#!biografia/jimmy-cliff Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  7. Colin Larkin (1998). The Virgin Encyclopedia of Reggae. Virgin Books.
  8. http://www.imdb.com/title/tt0070155/ Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  9. last.fm. Disponível em https://www.last.fm/fr/music/Jimmy+Cliff. Acesso em 6 de março de 2019.
  10. Pure People. Disponível em http://www.purepeople.com/people/jimmy-cliff_p1302#biography. Acesso em 6 de março de 2019.
  11. http://educacao.uol.com.br/biografias/gilberto-gil.htm Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  12. http://www.allmusic.com/album/usa-for-africa-we-are-the-world-mw0000196167 Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  13. http://www.jamaicaobserver.com/entertainment/Cliff-Hanger-did-it-for-Jimmy Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  14. TOBLER, John. NME Rock 'N' Roll Years. 1ª ed. Londres: Reed International Books Ltd. pág. 409.
  15. Internet archive. Disponível em https://web.archive.org/web/20120222040937/http://uk.imdb.com/title/tt0090856/. Acesso em 7 de março de 2019.
  16. Internet archive. Disponível em https://web.archive.org/web/20120222041109/http://uk.imdb.com/title/tt0100114/fullcredits#cast. Acesso em 7 de março de 2019.
  17. Independent. Disponível em https://www.independent.co.uk/news/uk/politics/i-always-support-the-lower-classes-jimmy-cliffs-response-to-his-adoption-by-cameron-396101.html. Acesso em 7 de março de 2019.
  18. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1997/4/14/folhateen/12.html Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  19. http://atarde.uol.com.br/cultura/musica/noticias/olodum-festeja-35-anos-de-historia-com-bolo-e-livro-1586968 Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  20. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1997/3/08/ilustrada/15.html Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  21. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq160521.htm Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  22. Internet archive. Disponível em https://web.archive.org/web/20130329150729/http://www.independentmusicawards.com/ima_new/imajudges2002.asp. Acesso em 11 de março de 2019.
  23. Independent. Disponível em https://www.independent.co.uk/news/uk/politics/i-always-support-the-lower-classes-jimmy-cliffs-response-to-his-adoption-by-cameron-396101.html. Acesso em 12 de março de 2019.
  24. Internet archive. Disponível em https://web.archive.org/web/20120614075940/http://jamaica-gleaner.com/gleaner/20090927/ent/ent7.html. Acesso em 12 de março de 2019.
  25. Rock and Roll Hall of Fame. Disponível em https://www.rockhall.com/inductees/ceremonies/2010?name=jimmy+cliff&field_inductee_induction_year=&field_induction_category=All. Acesso em 12 de março de 2019.
  26. BBC. Disponível em https://www.bbc.co.uk/programmes/b00ymljb. Acesso em 12 de março de 2019.
  27. Youtube. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=SfiNMBhnd8w. Acesso em 12 de março de 2019.
  28. Archive.today. Disponível em https://archive.is/20130415141546/http://video.pbs.org/video/2168524258/. Acesso em 12 de março de 2019.
  29. Punknews.org. Disponível em https://www.punknews.org/article/43901/jimmy-cliff-working-on-new-album-with-tim-armstrong. Acesso em 12 de março de 2019.
  30. Jamaica Observer. Disponível em http://www.jamaicaobserver.com/entertainment/Jimmy-Cliff-s-Rebirth-nominated-for-Reggae-Grammy-album. Acesso em 12 de março de 2019.
  31. Rolling Stone. Disponível em https://www.rollingstone.com/music/music-lists/50-best-albums-of-2012-152493/jimmy-cliff-rebirth-2-70973/. Acesso em 12 de março de 2019.
  32. Caribbean Journal. Disponível em https://www.caribjournal.com/2012/12/31/jimmy-cliff-caribbean-journals-artist-of-the-year-for-2012/. Acesso em 12 de março de 2019.
  33. http://ano70.com.br/astro-reggae-jimmy-cliff/ Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  34. http://www.last.fm/fr/music/Jimmy+Cliff/+wiki Página acessada em 11 de janeiro de 2016.
  35. a b «InfoDisc : Tous les Albums classés par Artiste» (em French). www.infodisc.fr. Consultado em 26 de abril de 2014. Arquivado do original em 20 de julho de 2015 
  36. a b «Discografie Jimmy Cliff» (em Dutch). dutchcharts.nl. Consultado em 26 de abril de 2014. Cópia arquivada em 13 de maio de 2014 
  37. a b «Discography Jimmy Cliff». charts.org.nz. Consultado em 26 de abril de 2014. Arquivado do original em 4 de maio de 2014 
  38. a b «Discography Jimmy Cliff». swedishcharts.com. Consultado em 26 de abril de 2014. Cópia arquivada em 11 de março de 2016 
  39. a b «Jimmy Cliff» (em German). hitparade.ch. Consultado em 26 de abril de 2014. Arquivado do original em 14 de junho de 2014 
  40. a b «JIMMY CLIFF full Official Chart History Official Charts Company». www.officialcharts.com. Consultado em 9 de agosto de 2015. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2015 
  41. a b c d «Jimmy Cliff Awards AllMusic». www.allmusic.com. Consultado em 26 de abril de 2014. Cópia arquivada em 18 de outubro de 2013 
  42. a b c d «InfoDisc : Les Certifications (Albums) du SNEP (Bilan par Artiste)» (em French). www.infodisc.fr. Consultado em 26 de abril de 2014. Arquivado do original em 21 de junho de 2010 
  43. a b «Discographie Jimmy Cliff» (em French). www.ultratop.be. Consultado em 26 de abril de 2014. Cópia arquivada em 22 de junho de 2014 
  44. a b «Offizielle Deutsche Charts» (em German). www.offiziellecharts.de. Consultado em 9 de agosto de 2015. Cópia arquivada em 31 de maio de 2015 
  45. «Discography Jimmy Cliff». australian-charts.com. Consultado em 1 de maio de 2014. Arquivado do original em 3 de maio de 2014 
  46. «Discographie Jimmy Cliff» (em German). austriancharts.at. Consultado em 1 de maio de 2014. Arquivado do original em 20 de maio de 2014 
  47. «Discografie Jimmy Cliff» (em Dutch). www.ultratop.be. Consultado em 1 de maio de 2014 
  48. «Discographie Jimmy Cliff» (em French). lescharts.com. Consultado em 25 de abril de 2014. Cópia arquivada em 2 de maio de 2014 
  49. Lesueur, InfoDisc, Daniel Lesueur, Dominic Durand,. «InfoDisc : Les Tubes de chaque Artiste commençant par C». www.infodisc.fr. Consultado em 29 de abril de 2018. Cópia arquivada em 14 de setembro de 2017 
  50. «The Irish Charts - All there is to know». www.irishcharts.ie. Consultado em 1 de maio de 2014. Cópia arquivada em 3 de junho de 2009 
  51. «Hit Parade Italia - Indice per Interprete: C» (em Italian). www.hitparadeitalia.it. Consultado em 1 de maio de 2014. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2011