Abrir menu principal

Jivanmukta (termo Sânscrito das raízes jiva e mukti) é um conceito utilizado em toda a filosofia Hindu. A palavra significa 'aquele que foi libertado enquanto vivo'. A última meta do Hinduísmo é a libertação do ciclo de nascimentos e mortes. Esta libertação é tecnicamente chamada de 'moksha'. Em todas as escolas de filosofia Hindu exceto a advaita, Libertação é necessária mesmo após a morte do corpo. Mas a escola advaita de Shankara, considera que o homem já esta liberto, sua alma já esta livre, ele tem apenas que realizar-se nela (descobri-la). Desta forma aquelas almas que tiveram esta realização, são chamadas de jivanmuktas, embora eles sejam extremamente raras.


Exemplos de jivanmuktasEditar

Sadashiva brahman, Ramana Maharshi, Chandrashekhara Bharati, Chandrashekarendra Saraswati são exemplos de jivanmuktas.


Nas tradições sramanic os jivanmukta, são chamados de arhat.