Abrir menu principal
Brasão de Armas da Família Brito.

João Afonso de Brito (c. 1280 - Lisboa, 25 de Julho de 1341) foi um bispo de Lisboa.

BiografiaEditar

D. João Afonso de Brito era filho de Afonso Anes de Brito e de sua mulher Ausenda Pires de Oliveira. Foi Cónego da Sé de Braga, eleito para a cátedra eborense em 1321 e para a cátedra lisbonense em 4 de Março de 1326, devido à transferência para o arcebispado de Braga de D. Gonçalo Pereira. À data da eleição, porém, era deão da Sé de Évora, e achava-se estacionado em Avinhão como Embaixador do Rei D. Afonso IV de Portugal.

D. João Afonso de Brito, sendo bispo de Lisboa, instituiu a 12 de Março de 1335 um Morgado de tudo o que tinha em Évora, com confirmação de D. Afonso IV de Portugal de 6 de Maio do mesmo ano. Para Administrador nomeou Martim Afonso, que não é aí dito seu filho sim «nosso criado», dizendo contudo o faz para honrar a sua linhagem. Antes, a 7 de Agosto de 1329, instituíra para seu sobrinho Gonçalo Mendes de Vasconcelos o Morgado de Arega, junto a Chão do Couce, Coimbra, com tudo o que tinha na Beira.

Retornado a Lisboa, viria a ser o escolhido pelo soberano para celebrar o casamento do filho e herdeiro, o infante e futuro rei D. Pedro I de Portugal, com D. Constança Manuel, em 1339.

Faleceu em 25 de Julho de 1341. Deixou um filho ilegítimo, Martim Afonso de Brito, do qual descendem os Condes de Olivença e outras casas senhoriais.

ReferênciasEditar

FontesEditar

Precedido por
[[]]
 
Bispo de Évora

1321 - 1326
Sucedido por
[[]]
Precedido por
Gonçalo Pereira
 
Bispo de Lisboa

1326 - 1341
Sucedido por
Vasco Martins
  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.