Abrir menu principal
João Brígido dos Santos
Nome nativo João Brígido dos Santos
Nascimento 3 de dezembro de 1829
São João da Barra
Morte 14 de outubro de 1921 (91 anos)
Fortaleza
Cidadania Brasil
Ocupação jornalista, político, cronista, historiador, professor, militar
Empregador Liceu do Ceará
Causa da morte catarata

João Brígido dos Santos (São João da Barra, 3 de dezembro de 1829Fortaleza, 14 de outubro de 1921) foi um político, cronista, jornalista, historiador e maçom brasileiro. É o patrono da Cadeira nº 17 do Instituto Cultural do Cariri.[1][2]

BiografiaEditar

Filho de Ignácio Brígido, criou-se no sertão do Ceará, onde seu pai exercia a função de funcionário na Promotoria Pública de Baturité. Cedo, obteve êxito através de concurso na cadeira de letras no município de Jardim, exercendo a função de professor aos 20 anos de idade. Casou-se aos 21 anos de idade.[3][4]

Foi um dos responsáveis pelos primeiros estudos e publicações a respeito da história do Ceará, junto com Tristão de Alencar Araripe, Pedro Theberge e Tomás Pompeu de Sousa Brasil.[5]

Iniciou-se na atividade jornalística muito cedo, no jornal O Araripe, na década de 1850, na cidade do Crato. Posteriormente, colaborou com O Cearense, do senador Tomás Pompeu de Sousa Brasil.

Em 1861, já morando em Fortaleza, foi aprovado em concurso para professor no Liceu do Ceará. Na política, seu posicionamento partidário era Liberal, e nessa época foi eleito deputado provincial em 1864 e foi reeleito em 1866. Foi, ainda, deputado geral (1878-1881),[6] e deputado estadual (1893-1894).[7][8]

Era maçom ativo na Loja Fraternidade Cearense, onde foi redator do jornal "Fraternidade" escrevendo texto abolicionistas e de combate aos flagelados da Grande Seca de 1877. Também foi ativo escritor de textos maçônicos pela Questão religiosa.[9][10][11][12][13]

Monarquista assumido até à Proclamação da República Brasileira quando tornou-se um defensor do novo regime, tanto nas suas crônicas como em seus artigos, não media palavras quando criticava seus inimigos políticos, fazendo um jornalismo recheado de parcialidade. Fundou o jornal Unitário em 1903, principal veículo de oposição à oligarquia de Nogueira Accioli, em um momento de sua vida em que ele retornava à sua posição de monarquista após assistir aos mesmos escândalos que o grupo político de Accioli já vinha cometendo há décadas.[14][15][16][17][18]

Foi amigo do Conde d'Eu, ciceroneando-o quando de sua estada pela província do Ceará. Após ser acometido por catarata, morreu cego, com quase noventa e dois anos de idade.

ObrasEditar

Publicou alguns livros,[19] entre eles:

  • Apontamentos Para a História do Cariri, (1888),[20]
  • Miscelânia Histórica, (1889),[21]
  • O Ceará - Lado Cômico (1899),
  • Ceará - Homens e Fatos (1919),[22]

HomenagensEditar

Referências

  1. Semeão, Jane (2014). «OS INTELECTUAIS DO INSTITUTO CULTURAL DO CARIRI E SUA ATUAÇÃO NA (RE)INVENÇÃO DO CARIRI CEARENSE (1953 - 1970)» (PDF). Encontro Estadual de História ANPUH. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  2. «João Brígido dos Santos». www.literaturabrasileira.ufsc.br. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  3. «JOÃO BRÍGIDO dos Santos». portal.ceara.pro.br (em inglês). Consultado em 1 de outubro de 2018 
  4. «Palácio do Bispo, atual Paço Municipal/ Palácio João Brígido». www.fortalezaemfotos.com.br. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  5. «:::[ DocPro ]:::». memoria.bn.br. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  6. «Deputados provinciais e estaduais do Ceará, assembléias legislativas, 1835-1947 /». ufdc.ufl.edu (em inglês). Consultado em 1 de outubro de 2018 
  7. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «Cartão de João Brígido dos Santos sobre a retirada de Franco Rabelo do Governo do Ceará, e a nomeação de Setembrino de Carvalho como Interventor Federal. Fortaleza. | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  8. Rios, Renato (2014). «A CULTURA POLÍTICA DE JOÃO BRÍGIDO DOS SANTOS: POLÍTICA, MAÇONARIA E IMPRENSA (1859 – 1919)». Revista de História Bilros. História(s), Sociedade(s) e Cultura(s). 2 (3). ISSN 2357-8556 
  9. Rios, Renato de Mesquita (2008). «Ideais Maçônicos na formação de João Brígido enquanto intelectual e produtor de textos (1974-1921)» (PDF). Caderno de resumos & Anais do 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia. A dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  10. Alemão, Francisco Freire, 1797-1874. «[Cópia de uma carta de João Brígido dos Santos a Pedro Théberge, em que se relatam fatos das lutas políticas do Ceará no ano de 1824]». 19 dez. 1859 
  11. Pernambucano, Mello, Frederico (4 de novembro de 2014). Benjamin Abrahão: Entre Anjos e Cangaceiros (em inglês). [S.l.]: Escrituras Editora e Distribuirdora de Livros Ltda. ISBN 9788575314920 
  12. Graham, Robert B. Cunninghame (2002). Um místico brasileiro: vida e milagres de Antônio Conselheiro. [S.l.]: Sá Editora. ISBN 9788588193185 
  13. Cunha, Euclydes da (1 de janeiro de 2010). Os sertões. [S.l.]: SciELO - Centro Edelstein. ISBN 9788579820076 
  14. Rios, Renato de Mesquita. «João Brígido e os Modos de se Compor Uma História Para o Ceará (1859 – 1919)» (PDF). gthistoriacultural.com.br/. Consultado em 30 de setembro de 2018 
  15. «Resumo Cronológico Para a História do Ceará» (PDF). institutodoceara.org.br/. Consultado em 30 de setembro de 2018 
  16. Santos, João Brígido dos (1889). Miscellanea historica; ou, Collecção de diversos escriptos de J. Brígido, membro do Instituto historico geographico e ethnographico brasileiro, e do Instituto archeologico de Pernambuco ... [S.l.]: Typ. Universal 
  17. Farias,Airton, de (26 de janeiro de 2016). História do Ceará. [S.l.]: Armazém da cultura. ISBN 9788584920174 
  18. Cava, Ralph Della (24 de janeiro de 2014). Milagre em Joaseiro. [S.l.]: Companhia das Letras. ISBN 9788580869286 
  19. Brígido, João (1969). Antologia de João Brígido. [S.l.]: Editõra Terra de Sol 
  20. Brígido, João. Apontamentos para a historia do Cáriri. [S.l.: s.n.] 
  21. Santos, João Brígido dos (1889). Miscellanea historica; ou, Collecção de diversos escriptos de J. Brígido, membro do Instituto historico geographico e ethnographico brasileiro, e do Instituto archeologico de Pernambuco ... [S.l.]: Typ. Universal 
  22. Brígido, João (2001). Ceará: (homens e fatos). [S.l.]: Edições Demócrito Rocha. ISBN 9788586375552 
  23. «Academia | Academia Maçônica de Letras do Estado do Ceará | ACADEMIA». Academia | Academia Maçônica de Letras do Estado do Ceará. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  24. «João Brígido dos Santos desliga-se do IHGB - IHGB - Instituto Histórico Geográfico Brasileiro» 
  25. «Rua João Brígido, Joaquim Távora, Fortaleza - CE - CEP 60135080». ceps.io. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.