Abrir menu principal

João Camilo de Oliveira Torres

João Camilo de Oliveira Torres
Nascimento 31 de julho de 1915
Itabira
Morte 31 de janeiro de 1973 (58 anos)
Belo Horizonte
Residência Belo Horizonte
Nacionalidade Brasileiro
Progenitores Pai: João Camilo de Oliveira Torres
Cônjuge Hilda Pinto Coelho de Oliveira Torres
Ocupação Escritor, professor, historiador e jornalista
Religião Catolicismo

João Camilo de Oliveira Torres (Itabira, 31 de julho de 1915 — Belo Horizonte, 31 de janeiro de 1973) foi um escritor, professor, historiador e jornalista brasileiro.

Foi professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, da Universidade Federal de Minas Gerais e da Universidade Mineira de Arte, tendo sido membro da Academia Mineira de Letras, do Instituto Mineiro de Geografia e História, Conselho Mineiro de Cultura. Funcionário de carreira do IAPC, faleceu em sua mesa de trabalho, como superintendente do INPS. Em Belo Horizonte no bairro Califórnia existe a Escola Municipal Professor João Camilo de Oliveira Torres em sua homenagem.

Ao longo de sua carreira historiográfica escreveu - e quase concluiu - o que seriam as suas Histórias das ideias políticas no Brasil, composta pelos seguintes volumes, nesta ordem: I - Interpretação da Realidade Brasileira; II - A Igreja e a Sociedade Brasileira; III - O Pensamento Político do Reino Unido; IV - A Democracia Coroada; V - Os Construtores do Império; VI - A Formação do Federalismo no Brasil; VII - O Positivismo no Brasil; VIII - O Presidencialismo no Brasil; IX - A Vida Partidária no Brasil; X - A Estratificação Social no Brasil; XI - A Ideia Revolucionária no Brasil, XII - Textos e documentos para a história da monarquia no Brasil.[1]

Dentre sua extensa obra, a história das ideias é sem duvida sua maior contribuição para a historiografia nacional, tendo obra A democracia coroada: teoria política do Império do Brasil recebido os prêmios Joaquim Nabuco, da Academia Brasileira de Letras em 1958 e ainda o prêmio "Cidade de Belo Horizonte" em 1952.[2] A disposição da coleção não seguiu uma ordem cronológica de lançamento, devido a dificuldade do autor em encontrar material para concluir determinadas obras, sendo esta ordem proposta a posteriori.[3]

Das obras propostas apenas duas não foram lançadas, quais sejam, os volumes II e XII, nomeadamente, O pensamento político no Reino Unido e Textos e documentos para a história da monarquia no Brasil respectivamente, tendo o primeiro ficado inconcluso, segundo o autor, devido à limitação das bibliotecas de Belo Horizonte. É necessário pontuar que as obras foram lançadas por editoras distintas e alguns volumes foram lançados com nomes diversos do proposto, tendo o volume II - A igreja e a sociedade brasileira sido lançado como a Historia das ideias religiosas no Brasil e ainda o volume IX - A vida partidária no Brasil como Instituições políticas e sociais no Brasil. O volume XI - A ideia revolucionária no Brasil foi lançado postumamente.

ObrasEditar

  • Homem e a Montanha. Livraria Cultura Brasileira, Belo Horizonte, 1944 (1ª ed.) e Autentica, Belo Horizonte, 2011 (2ª ed.)
  • O Positivismo no Brasil. Editora Vozes, Petrópolis, 1943 (1ª ed.) e 1957 (2ª ed.)
  • Libertação do Liberalismo. Casa do Estudante, Rio de Janeiro, 1949.
  • A Crise da Previdência Social no Brasil . Ed. Dialogo, Belo Horizonte, 1954.
  • A Democracia Coroada. José Olympio, Rio de Janeiro, 1957 (1ª ed.) e Editora Vozes, Petrópolis, 1964 (2ª ed.) e Edições Câmara, DF, 2017 (3ª ed.)
  • Do Governo Régio. Editora Vozes, Petrópolis, 1958.
  • Educação e Liberdade. Editora Vozes, Petrópolis, 1958.
  • A Propaganda Política. Ed. R. B. E. P., Belo Horizonte, 1959.
  • Propaganda Política, Natureza Limites. Ed. R. B. E. P., Belo Horizonte, 1959.
  • História de Minas Gerais. Difusão Pan-americana do livro, Belo Horizonte, 1961-1962 (1ª ed.) e 1967 (2ª ed.)
  • Formação do Federalismo no Brasil. Coleção Brasiliana, Cia. Editora Nacional, São Paulo, 1961.
  • As aventuras de João Surrinha (conto para crianças). Editora do Brasil S/A, São Paulo, 1961.
  • Um Mundo em Busca de Segurança. Herder, Ed. e Livraria Ltda., São Paulo, 1961.
  • Harmonia Política. Itatiaia, Belo Horizonte, 1962.
  • Cartilha do Parlamentarismo. Itatiaia, Belo Horizonte, 1962.
  • O Presidencialismo no Brasil . Coleções Brasílica, Edições "O Cruzeiro", Rio de Janeiro, 1962.
  • Desenvolvimento e Justiça: Em Torno da Encíclica "Mater et Magistra". Editora Vozes, Petrópolis, 1962.
  • Teoria Geral da História. Editora Vozes, Petrópolis, 1963.
  • História do Império (para a juventude). Distribuidora Record, Rio de Janeiro, 1963.
  • História de Minas Gerais (para a juventude). Distribuidora Record, Rio de Janeiro, 1963 (1ª ed.) e 1967 (2ª ed.)
  • Razão e Destino da Revolução. Editora Vozes, Petrópolis, 1964.
  • El Cid (para a juventude). Distribuidora Record, Rio de Janeiro, 1964.
  • A Aurora da Civilização (para a juventude). Distribuidora Record, Rio de Janeiro, 1964.
  • A Revolução Francesa (para a juventude). Distribuidora Record, Rio de Janeiro, 1964.
  • Estratificação Social no Brasil. Difel, São Paulo, 1965.
  • Instituições Políticas e Sociais do Brasil . FTD, São Paulo, 1965.
  • O Conselho de Estado. Ed. G. R. D., Rio de Janeiro, 1965.
  • Significação da História do Brasil. Mec, Brasília, 1967
  • Estudos Sociais Brasileiros. Ed. Júpiter, Belo Horizonte, 1968.
  • Lazer e Cultura. Editora Vozes, Petrópolis, 1968.
  • Educação Moral e Cívica. Ed. Júpiter, Belo Horizonte, 1968.
  • Os Construtores do Império. Coleção Brasiliana, Cia. Editora Nacional, São Paulo, 1968.
  • História das Idéias Religiosas no Brasil .Ed. Grijalbo, São Paulo, 1968
  • Natureza e Fins da Sociedade Política. Editora Vozes, Petrópolis, 1968.
  • Interpretação da Realidade Brasileira. José Olympio, Rio de Janeiro, 1969.
  • O Ocaso do Socialismo: À Margem da Encíclica “Populorum Progressio”. Ed. Agir, Rio de Janeiro, 1969.
  • A Igreja de Deus em Belo Horizonte. Ed. do autor, Belo Horizonte, 1971.
  • A Idéia Revolucionária no Brasil. Editora IBRASA, São Paulo, 1981.
  • O Elogio do Conservadorismo. Arcádia Editora, São Paulo, 2017.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. de Oliveira Torres, João Camillo (1969). Interpretação da realidade brasileira. Rio de Janeiro: José Olympio. pp. 14, 15 
  2. de Oliveira Torres, João Camillo (1964). A democracia coroada. Petrópolis: Vozes. 1 páginas 
  3. de Oliveira Torres, João Camillo (1968). Os construtores do Império. São Paulo: Cia Editora Nacional. pp. 14, 15, 16 

COPPE CALDEIRA, R. O catolicismo militante em Minas Gerais: aspectos do pensamento histórico-teológico de João Camilo de Oliveira Torres. RBHR, v. 4 n. 10, maio de 2011.