João Félix de Andrade Filho

político brasileiro

João Félix de Andrade Filho (Campo Maior, 30 de novembro de 1959) é um político e contabilista brasileiro.

João Félix de Andrade Filho
Em 2016, ao lado do seu ex-vice-prefeito, João Alves Filho.
Prefeito de Campo Maior
Período 9 de agosto de 2012 a 31 de dezembro de 2012
Vice-prefeito Zé Chico (renunciou em 9 de outubro)[1]
Antecessor(a) Paulo Martins
Prefeito de Campo Maior
Período 1 de janeiro de 2005 a 15 de dezembro de 2010
Vice-prefeito 1º João Alves Filho
2º Zé Chico
Antecessor(a) Bona Carbureto
Prefeito de Jatobá do Piauí

Bandeirajatobapiaui.jpg

Período 1 de janeiro de 1997 à 2 de agosto de 2004
Vice-prefeito 1ºAlípio Ribeiro
José Francisco de Oliveira
Antecessor(a) vago
Sucessor(a) José Francsco de Oliveira
Dados pessoais
Nascimento 30 de novembro de 1959 (61 anos)
Campo Maior, Piauí
Nacionalidade  Brasil
Progenitores Mãe: Mariana Andrade
Pai: João Félix de Andrade
Alma mater Universidade Federal do Piauí
Primeira-dama Dorilene Vidal
Partido PPB, PSDB e PPS
Profissão Contabilista
Assinatura Assinatura de João Félix de Andrade Filho

BiografiaEditar

 
Assinando ordem de serviço em 2010

Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Piauí.

Em 1992 foi eleito vereador em Campo Maior (PDT). Com a criação do município de Jatobá do Piauí[2] transferiu seu domicílio eleitoral e foi eleito prefeito do novo município pelo PPB em 1996 sendo reeleito pelo PSDB no ano 2000.

Filiou-se posteriormente ao PPS e mudou seu domicílio eleitoral, em 2004 e foi eleito prefeito de Campo Maior e em 2008 tornou-se o primeiro prefeito reeleito da história do município. Por conta de suas gestões sucessivas em diferentes municípios foi enquadrado como "prefeito itinerante" e assim o Tribunal Regional Eleitoral suspendeu sua diplomação em 6 de abril de 2009 no que concerne ao pleito do ano anterior, porém manteve-se no cargo mediante recurso ao Tribunal Superior Eleitoral que em sessão no dia 25 de novembro de 2010 decidiu anular a eleição de João Félix, que foi afastado pelo TRE do Piauí em 15 de dezembro. Foi sucedido pelo presidente da câmara municipal, Edvaldo da Silva Lima, que assumiu no dia seguinte.[3] Novas eleições foram marcadas para o dia 30 de janeiro de 2011.

Em 10 de março de 2011 o ministro Aires Brito, do TSE, nega peremptoriamnete o pedido de liminar impetrado pela defesa de João Félix, para retornar ao cargo.[4]Dário Berger, prefeito de Florianópolis, que também fora denuciado como "prefeito Itirerante" teve o pedido de cassação negado, por 4 votos a 3 no TSE em 04 de Outubro de 2011.

No dia 8 de agosto de 2012, exatamente no dia do aniversário de 250 anos do município de Campo Maior, o STF determina que João Félix retorne ao cargo de prefeito, com base na jurisprudência em um processo parecido em favor do prefeito de Valença-RJ e de Florianópolis, Dário Berger. Foi empossado pela Câmara Municipal de Campo Maior no dia 9 de agosto.

Lista de "prefeitos itinerantes"Editar

 
Diploma de prefeito.

Conforme entendimentos de alguns TREs eis alguns considerados "prefeitos itinerantes":

Notas

  1. Vice-prefeito {de Campo Maior} Zé Chico renuncia o cargo[1] Meio Norte. Acesso em 13/06/2013
  2. Mediante a promulgação da Lei Estadual nº 4.810 pelo governador Mão Santa em 27 de dezembro de 1995.
  3. Por conta da lei orgânica permaneceu no cargo até a eleição de Luís Lima como novo presidente da Câmara Municipal.
  4. Campo Maior em foco (10 de março de 2011). «Ministro Ayres Britto nega liminar a prefeito afastado de Campo Maior (PI)» (html). Consultado em 18 de abril de 2011 
  5. http://valenca.rj.gov.br/o-governo/prefeito/

Ligações externasEditar


Precedido por
vago
Prefeito de Jatobá do Piauí
1997-2004
Sucedido por
Dalberto Rocha

Precedido por
Bona Carboreto
Prefeito de Campo Maior
2005-2010
Sucedido por
Edvaldo Lima

Precedido por
Paulo Martins
Prefeito de Campo Maior
2012-2012
Sucedido por
Paulo Martins
  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.