João Maria Ventura Trindade

arquiteto português

João Maria de Paiva Ventura Trindade (n. Évora, 1972) é um arquitecto português.

João Maria Ventura Trindade
Nascimento 1972 (50 anos)
Évora
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação arquitecto
Prémios Prémio FAD de Arquitectura 2009

BiografiaEditar

Diplomado pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa em 1995.[1]

É professor na Universidade Lusíada de Lisboa desde 1998, na Universidade de Évora desde 2008 e na Escuela Superior de Arquitectura y Tecnologia - Camilo José Cela, de Madrid, em 2011. Foi consultor da Parque Expo/Ministério do Ambiente, para o desenvolvimento dos Projectos Singulares do Programa Polis. Também é autor e co-autor, entre outros, dos seguintes projectos: Estação Biológica do Garducho, Mourão; Fábrica dos Leões, Évora; Estúdios Shining, Lisboa, Museu Municipal de Moura.

Em 2009 recebeu o Prémio FAD Arquitectura atribuída pela ArquinFad Barcelona, considerado o mais importante prémio de arquitectura da península Ibérica. Foi-lhe atribuído pelo projecto da Estação Biológica do Garducho, Mourão, seleccionada pelo júri entre cerca de 530 obras a concurso.

Em 2010 foi finalista do Prémio IAKOV CHERNIKOV, atribuído pela fundação homónima, de Moscovo, que destaca jovens arquitectos a nível mundial.

Em 2011 foi nomeado para o Prémio Europeu de Arquitectura Mies van der Rohe.

Referências

  1. «João Maria de Paiva Ventura Trindade / Curriculum Vitae» (PDF). www.venturatrindade.com. Consultado em 29 de Janeiro de 2012. Arquivado do original (PDF) em 4 de novembro de 2011 

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre um(a) arquiteto(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.