Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para político que foi senador pela Paraíba, veja João Soares Neiva.

João Neiva é um município brasileiro do estado do Espírito Santo. Sua população segundo o Censo demográfico do IBGE em 2014 é de 16.946 habitantes[3].

Município de João Neiva
Bandeira de João Neiva
Brasão de João Neiva
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 11 de maio
Fundação 11 de maio de 1988 (31 anos)
Gentílico joão-neivense
Prefeito(a) Dr. Otávio (PP)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de João Neiva
Localização de João Neiva no Espírito Santo
João Neiva está localizado em: Brasil
João Neiva
Localização de João Neiva no Brasil
19° 45' 28" S 40° 23' 09" O19° 45' 28" S 40° 23' 09" O
Unidade federativa Espírito Santo
Mesorregião Litoral Norte Espírito-santense IBGE/2008 [1]
Microrregião Linhares IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ibiraçu (S), Aracruz (L), Linhares (NE), Colatina (N), Santa Teresa e São Roque do Canaã (O).
Distância até a capital 81 km
Características geográficas
Área 272,865 km² [2]
População 16 946 hab. Censo IBGE/2014[3]
Densidade 62,1 hab./km²
Altitude 80 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,753 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 178 766,952 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 12 163,50 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.joaoneiva.es.gov.br
Câmara www.joaoneiva.es.leg.br

Encontra-se em meio a uma paisagem de densas matas sobre um relevo acidentado, com muitos "pães-de-açúcar". Próximo à cidade, há duas reservas biológicas que têm o objetivo de preservar o que ainda existe de Mata Atlântica, a reserva da Rancho Alto - Reserva Florestal da Vale do Rio Doce, criadas e mantidas pela Companhia Vale do Rio Doce. A influência da cultura italiana é uma característica marcante de João Neiva, cidade que recebeu muitas famílias vindas da Itália no período das grandes imigrações no Brasil.[6]

Índice

HistóriaEditar

Imigração italianaEditar

No ano de 1874 deu-se a imigração para o Brasil. Os italianos distribuíram-se por várias regiões, mas foi somente no ano de 1877 que chegaram nessa região as primeiras famílias de imigrantes como a família Reali, Tonon, Sarcinelli, Negri, em 1888 a família Girelli proveniente de Vigasio VR, em 1889 a família Faustini proveniente de Belluno e entre outras. Com a chegada da primeira família surgem os povoados de Acioli (1887) e Demétrio Ribeiro (1890), hoje distritos de João Neiva.[7]

Instalação da ferroviaEditar

No início do século XX, um deputado federal baiano e engenheiro João Augusto Neiva, muito lutou na câmara federal para a instalação da Estrada de Ferro Diamantina, pertencentes a Companhia Estrada de Ferro Vitória-Minas.

Com a instalação da estrada de ferro, em 1906 surge a estação ferroviária. O terreno para a realização da obra foi doado por Negri Orestes. O idealizador, Pedro Nolasco, da construção da Estrada de Ferro Diamantina, para homenagear o deputado baiano João Augusto Neiva, deu à estação o nome de João Neiva. É em torno da estação que surge o povoado "João Neiva".

Em 30 de dezembro de 1921, João Neiva, através da lei nº 1305 é elevada a distrito.

No dia 15 de novembro de 1988, realizou-se a primeira eleição no município. Tendo sido eleito para prefeito, Aluyzio Morellato, para vice-prefeito, José Anízio Ivo Secomandi.[8]

GeografiaEditar

Situada na Microrregião Metropolitana Expandida Norte, João Neiva, limita-se ao norte pelo município de Colatina; ao sul Ibiraçu; a nordeste Linhares, a leste Aracruz; a oeste São Roque do Canaã e Santa Teresa. Possui uma distância de 81 km da capital do estado – Vitória.

RelevoEditar

Com altitude mínima de 60m e máxima de 1090m, o município possui um relevo modelado com rochas cristalinas, classificando-se como ondulado a fortemente ondulado, com cotas variando de 100 a 600 metros, possuindo boa parte de sua área com declividade maior que 30%.

Localizado na sede, encontra-se o Morro do Monte Negro que faz a divisa com o município de Ibiraçu, o Pico da Serra do Óleo com 800 metros que fica localizado, perto de Lombardia, perto de Barra do Triunfo, e ainda o Morro de Santa clara em Alto Bérgamo e o Pico de Cavalinho que é um dos principais pontos da telecomunicação do Espírito Santo, onde ficam as torres da Embratel, Vale, TV Gazeta, entre outras.

HidrografiaEditar

Encontra-se na bacia do Rio Doce, sendo que na região destacam-se os rios Piraqueaçu, rio Pau Gigante, rio Ubás, rio Triunfo, dentre outros.

Os maiores rios do Município são:

• rio Piraqueaçu: nasce em Santa Teresa, atravessa o município e deságua no Oceano Atlântico, em Santa Cruz – município de Aracruz.

• rio Clotário: nasce na cabeceira do Morro do Descanso que fica em Cavalinho e Demétrio Ribeiro e deságua no rio Piraqueaçu, em João Neiva, na ponte próxima ao Centro Comunitário.

• rio Pau Gigante: nasce na cabeceira de Alto Bérgamo, passa por Acioli e no município de Colatina forma a lagoa Pau Gigante que deságua no rio Doce.

As principais cachoeiras do Município são:

• cachoeira do Paraíso: chamada anteriormente de Cachoeira do Inferno – segundo antigos moradores existe nesta cachoeira uma gruta com inscrições de Antigas Civilizações, cujas cópias de letras já foram enviadas até para a Itália, para estudos. Foi encontrada nesta cachoeira, uma pedra esférica com mais ou menos 15 cm de raio, hoje exposta no restaurante Califórnia, em Ibiraçu. Através da Lei n.º 0886/98 fica denominada “Cachoeira do Paraíso” a popular “Cachoeira do Inferno”. Localizada em Mundo Novo, com aproximadamente 80 metros de altitude. Por possuir uma água de boa qualidade e poucas impurezas, foi canalizada pelo SAAE para abastecimento de água da sede de João Neiva e algumas localidades do município como: Santo Afonso, Cristal, Piraqueaçu, Ribeirão de Cima, Monte Negro e Juá.

• no rio Clotário há uma cachoeira localizada dentro da cidade de João Neiva, no final da rua 7 de setembro, antiga fornecedora de energia elétrica para a cidade.

• no rio Ubás há uma cachoeira na propriedade de João Batista, entre a Barra do Triunfo e Acioli.

• Cachoeira Piva: com mais ou menos 10 metros de altura, próxima à Br 101-norte, no Rio Piraqueaçu.[9]

DemografiaEditar

De acordo com a estimativa populacional do IBGE para 2009, João Neiva tem 14.621 habitantes, ocupando o posto de 43º município mais populoso do estado.

Evolução demográfica da cidade de João Neiva[10][11]
 

Estrutura urbanaEditar

TransporteEditar

A rede de transporte de João Neiva é composta pelas modalidades ferroviária e rodoviária. A cidade é cortada pela Estrada de Ferro Vitória - Minas (EFVM), mantida pela VALE.

Além de ser cortada pela BR-101, a BR-259 que liga o Espírito Santo à Minas Gerais inicia-se em João Neiva.

Atualmente o município conta com uma viação de transporte urbano intermunicipal que é atendida pela Viação São Roque.

Cultura e lazerEditar

TurismoEditar

Sem dúvida, um dos lugarejos mais bonitos de João Neiva é Demétrio Ribeiro. Fundado no final dos anos de 1800, atraiu vários imigrantes italianos, que dedicaram-se ao plantio do café, ao comércio e à agricultura de subsistência.

O nome Demétrio Ribeiro foi dado devido à influência de Demétrio Nunes Ribeiro, que foi Ministro da Agricultura. Atualmente a comunidade de Demétrio Ribeiro, em parceria com o Sebrae, organiza anualmente um evento para promover a cultura e o agroturismo, proporcionando o desenvolvimento local e conseqüentemente a melhoria da qualidade de vida de seus moradores.

Outro ponto turístico do município de João Neiva, fica localizado no centro da cidade: A famosa e Antiga Igreja Matriz, administrada pelo Padre Antônio Wilson Almança há vários anos e até hoje. A Igreja é admirada por sua beleza interna e externa. Visual de construção antiga, chama a atenção dos visitantes que aparecem pela cidade.


Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa Populacional 2014» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2014. Consultado em 6 de janeiro de 2015 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Prefeitura Munipal de João Neiva». Consultado em 1º de maio de 2012. Arquivado do original em 1 de maio de 2013 
  7. «Prefeitura Munipal de João Neiva». Consultado em 1º de maio de 2012. Arquivado do original em 1 de maio de 2013 
  8. «Prefeitura Munipal de João Neiva». Consultado em 1º de maio de 2012. Arquivado do original em 1 de maio de 2013 
  9. «Prefeitura Munipal de João Neiva». Consultado em 1º de maio de 2012. Arquivado do original em 1 de maio de 2013 
  10. Recenseamentos demográficos em «Coleção digital». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 13 de dezembro de 2009. Arquivado do original (pdf) em 19 de dezembro de 2009 
  11. «Cidades@ - João Neiva - ES». IBGE. Consultado em 26 de maio de 2010 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar