Abrir menu principal
João Olivir Gabardo
Senador pelo Paraná
Período 11 de novembro de 2002
até 8 de março de 2003
Deputado federal pelo Paraná
Período 2 de fevereiro de 1971
até 31 de julho de 1984
Deputado estadual do Paraná
Período 1970
até 1971
Vereador de Londrina
Período 1963
até 1968
Dados pessoais
Nascimento 19 de novembro de 1931 (87 anos)
União da Vitória, PR
Partido PSDB
Profissão Professor

João Olivir Gabardo (União da Vitória, 19 de novembro de 1931)[1] é um geógrafo, advogado, professor e político brasileiro filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).[2]

Filho de João Gabardo Netto e Helena Gabardo Rocha, nasceu no município de União da Vitória em 1931.[3] Mudou-se para Curitiba para concluir seus estudos e envolveu-se com os movimentos estudantis, sendo eleito presidente do grêmio estudantil do Colégio Estadual do Paraná.[4]

Cursou Licenciatura em Geografia, na Universidade Católica de Curitiba, onde presidiu o centro acadêmico de filosofia.[4] Formou-se em 1959. Também fez bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, formando-se em 1960, tornando-se advogado logo em seguida.[3]

Tornou-se professor[5] da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Londrina, atual Universidade Estadual de Londrina. Em 1970 assumiu o cargo de diretor.[3]

Foi vereador eleito em Londrina em 1962, com mandato de 1963 a 1968 pelo Partido Democrata Cristão (PDC).[4] Em 1966 se candidatou a deputado estadual, ficando na suplência, sendo que, assumiu como deputado estadual em 1969, ficando até 1970.[3]

Em 1971 assume pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) o cargo de deputado federal pelo Paraná, ficando até 1983.[2] Renunciou ao mandato de deputado federal, na Legislatura de 1983-1987, por ter sido nomeado membro Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, em 31 de julho de 1984, assumindo a vaga o deputado Celso da Costa Sabóia.[3]

Foi ouvidor-geral do estado do Paraná de 1991 a 1993, durante o governo de Roberto Requião, e no ano seguinte, já no governo de Mário Pereira, tornou-se secretário de Educação.[5]

Em 1997, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)[5] e em 1998 foi eleito senador suplente de Álvaro Dias para a 51ª legislatura, assumindo o cargo no afastamento do titular.[6][7]

Casou-se com Maria Luci Lollato, com quem teve cinco filhos.[5]

Referências

  1. «João Olivir Gabardo». Políticos do Brasil. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  2. a b «Perfil de João Olivir Gabardo no Senado Federal». Senado Federal. 11 de outubro de 2014. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  3. a b c d e «Perfil de João Olivir Gabardo na Câmara dos Deputados». Câmara dos Deputados. Consultado em 3 de junho de 2018 
  4. a b c «Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná». DHPAZ Paraná. Consultado em 3 de junho de 2018 
  5. a b c d «Perfil de João Olivir Gabardo no portal do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». FGV - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 3 de junho de 2018 
  6. «Líder do PSDB homenageia Olivir Gabardo». Senado Federal. 10 de março de 2003. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  7. «Alvaro cede vaga a Olivir Gabardo». Paraná Online. 12 de novembro de 2002. Consultado em 12 de agosto de 2015 
  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.