Abrir menu principal

João Vicente de Saldanha Oliveira e Sousa Juzarte Figueira

João Vicente de Saldanha Oliveira e Sousa Juzarte Figueira
Nascimento 22 de maio de 1746
Morte 26 de janeiro de 1804 (57 anos)
Cidadania Portugal
Prêmios Grã-Cruz da Ordem de Cristo

João Vicente de Saldanha Oliveira e Sousa Juzarte Figueira (22 de maio de 1746São José (Lisboa), 26 de janeiro de 1804), 1º conde de Rio Maior, foi 16.° administrador do morgado de Oliveira, Val de Sobrados e Barcarena, e Quinta da Azinhaga, comendador de Azamor no patriarcado de Santa Maria de África e de mais cinco comendas da Ordem de Cristo (entre elas a de São Martinho de Santarém e de Santa Maria da Torre na prelazia de Tomar), do Conselho de Estado, gentil-homem da Câmara da rainha D. Maria I, deputado da Junta Provisória do Erário Régio e inspector geral do Terreiro Público[1][2].

Foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo[1][2].

Dados genealógicosEditar

Era filho de António Saldanha de Oliveira e Sousa, 15.º morgado de Oliveira, e de D. Constança Maria Josefa de Portugal, filha de Luís José de Portugal da Gama e Vasconcelos e de D. Inácia Agostinha Xavier de Rohan.

Casou com D. Maria Amália de Carvalho e Daun (1756-1812), filha dos 1ºs Marqueses de Pombal, Sebastião José de Carvalho e Melo e Eleanore Ernestine Eva Volfanga Von Und Zu Daun Sassenheim Und Callaborn, condessa de Daun[3].

Tiveram:

Referências

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar