Joachim LemelsenCombatente Militar
Nascimento 26 de setembro de 1888
Berlim
Morte 30 de março de 1954 (65 anos)
Göttingen
Serviço militar
Serviço War Ensign of Germany (1922–1933).svg Reichswehr
Deutsches Heer
País Alemanha Nazista Alemanha Nazi
Anos de serviço 1907 - 1945
Patente General der Panzertruppe
Unidades 5ª Divisão Panzer
XXXXVII Corpo Panzer
10º Exército
1º Exército
14º Exército
Conflitos Segunda Guerra Mundial
Condecorações Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro com Folhas de Carvalho

Joachim Lemelsen (Berlim, 26 de Setembro de 1888Göttingen, 30 de Março de 1954) foi um general alemão durante a Segunda Guerra Mundial.[1]

Durante a Operação Barbarossa , a invasão da União Soviética em 1941, tropas do Corpo Motorizado XLVII (sob seu comando) executaram a Ordem dos Comissários (em alemão: Kommissarbefehl) , levando Lemelsen a reclamar: "Em breve os russos ouvirão sobre os inúmeros cadáveres ao longo das rotas tomadas. pelos nossos soldados (...). O resultado será que o inimigo se esconderá nos bosques e campos e continuara a lutar - e perderemos inúmeros camaradas ".

HistóriaEditar

Nascido em 1888 em Berlim, Joachim Lemelsen foi um cadete do Exército Alemão em 1907. Após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) ele continuou a sua carreira militar como um soldado de artilharia no Reichswehr, chegando à patente de Oberst em 1 de Abril de 1934, e Generalmajor e Generalleutnant em 1 de Abril de 1937 e respectivamente 1 April 1939. Servindo na Wehrmacht da Alemanha nazista , ele comandou o Regimento de Artilharia Lehr em 1934 e, no ano seguinte, lecionou na escola de infantaria. Em março de 1938, Lemelsen recebeu o comando da 29ª Divisão de Infantaria [2].

Segunda Guerra MundialEditar

Lemelsen participou da invasão da Polônia; sua divisão esteve envolvida no massacre de 8 de setembro de 1939 em Ciepielów . Em 28 de maio de 1940, ele recebeu o comando da 5ª divisão Panzer, com a qual participou da batalha de Dunquerque .

Em 25 de novembro de 1940, Lemelsen recebeu o comando do novo Corpo Motorizado XLVII , que ele liderou na Batalha de Smolensk e na Batalha de Kiev . O mesmo fora acusado da execução de prisioneiros de guerra soviéticos durante as fases iniciais da Operação Barbarossa[3].

O Corpo motorizado que o mesmo comandava fora designado Corpo Panzer em junho de 1942 e este participou como tal em operações anti-guerrilhas na Batalha de Kursk . Mais tarde, ele comandou temporariamente o 10º Exército na Itália por dois meses até o final de dezembro de 1943. Lemelsen recebeu o comando do 1º Exército , estacionado perto da costa atlântica da França em maio de 1944. Em 7 de junho, Lemelsen foi transferido para a Itália para assumir o comando do 14º Exército para substituir Eberhard von Mackensen que o comandante do teatro Albert Kesselring havia demitido. Lemelsen comandou o exército na campanha italiana de junho de 1944 até meados de outubro, quando recebeu o comando da outra grande formação da Alemanha no 10º Exército da Itália . Em fevereiro de 1945, ele retornou à liderança do 14º Exército até o final das hostilidades na Itália no início de maio.

Preso pelas forças britânicas após a guerra, Lemelsen em 1947 testemunhou em nome de seu ex-comandante, marechal de campo Albert Kesselring , durante o julgamento por crimes de guerra de Kesselring diante de um tribunal militar britânico reunido em Veneza, Itália. Logo depois, Lemelsen foi libertado. Ele morreu em 1954.

CondecoraçõesEditar

Foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (27 de Julho de 1941), com Folhas de Carvalho (7 de Setembro de 1943, n° 294) e a Cruz Germânica em Ouro (15 de Julho de 1942).[1][4]

Referências

  1. a b Lannoy 2001, p. 69
  2. Mitcham, Samuel W. The Panzer legions : a guide to the German Army tank divisions of World War II and their commanders. Mechanicsburg, PA: [s.n.] ISBN 0-8117-3353-X. OCLC 80145586 
  3. Hastings, Max. (2011). Inferno : the world at war, 1939-1945 1st U.S. ed ed. New York: Alfred A. Knopf. ISBN 978-0-307-27359-8. OCLC 707235871 
  4. Scherzer, Veit. Die Ritterkreuzträger / [Hauptbd.]. 2. Aufl ed. Ranis: Scherzers Militaer-Verl. ISBN 978-3-938845-17-2. OCLC 213394371 

BibliografiaEditar

  • Lannoy, François de; Josef Charita (2001). Panzertruppen: German armored troops 1935-1945 (em inglês e francês). Bayeux: Heimdal. 280 páginas. ISBN 978-2840481515 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.