Joachim Meisner

Cardeal Joachim Meisner

Joachim Meisner (Wrocław, 25 de dezembro de 1933Bad Füssing, 5 de julho de 2017) foi um cardeal alemão e Arcebispo emérito de Colônia.

Joachim Meisner
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo emérito de Colônia
Info/Prelado da Igreja Católica
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Colônia
Nomeação 20 de dezembro de 1988
Entrada solene 12 de fevereiro de 1989
Predecessor Joseph Cardeal Höffner
Sucessor Rainer Maria Cardeal Woelki
Mandato 1988 - 2014
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 22 de dezembro de 1962
por Josef Freusberg
Nomeação episcopal 17 de março de 1975
Ordenação episcopal 17 de maio de 1975
por Hugo Aufderbeck
Nomeado arcebispo 22 de abril de 1980
Cardinalato
Criação 2 de fevereiro de 1983
por Papa João Paulo II
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Pudenciana
Brasão
Lema SPES NOSTRA FIRMA
Dados pessoais
Nascimento Wrocław, Polônia
25 de dezembro de 1933
Morte Bad Füssing, Baviera
5 de julho de 2017 (83 anos)
Nacionalidade alemão
Funções exercidas -Bispo auxiliar de Erfurt-Meiningen (1975-1980)
-Bispo de Berlim (1980-1988)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Biografia

editar

Joachim Meisner nasceu na cidade de Wrocław, na época pertencia ao território alemão, hoje pertence a Polônia.

Ingressou no Seminário de Erfurt, e lá formou-se em Teologia. Foi ordenado sacerdote no dia 22 de dezembro de 1962. Foi nomeado vigário paroquial da Paróquia de Santo Egídio, em Heiligenstadt e posteriormente na Paróquia de Santa Cruz, na cidade de Erfurt.

No dia 17 de março de 1975 foi eleito bispo de Erfurt-Meiningen, pelo Papa Paulo VI, com a sede titular de Vina, sendo ordenado no dia 17 de maio de 1975. Já no dia 22 de abril de 1980, o Papa João Paulo II o designou para a Diocese de Berlim.

No dia 2 de fevereiro de 1983 foi criado cardeal, com o Título da Igreja de Santa Pudenciana. De 1982 a 1989 foi presidente da Conferência Episcopal Alemã. No dia 20 de dezembro de 1988 foi nomeado Arcebispo da Arquidiocese de Colônia. Em 1999 participou da Assembleia Especial para a Europa do Sínodo dos Bispos, como presidente-delegado.

Foi membro dos seguintes dicastérios da Cúria Romana: Congregação para os Bispos, Congregação para o Clero, Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos; do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, da Prefeitura para os Assuntos Econômicos da Santa Sé e do Conselho de Cardeais para o estudo de problemas organizativos e econômicos da Santa Sé.

No dia 18 de setembro de 2012 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como Padre Sinodal da 13ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos a se realizar no Vaticano de 7 a 28 de outubro de 2012[1]. No dia 28 de Fevereiro de 2014 teve sua renúncia ao governo da Arquidiocese de Colônia aceita pelo Papa Francisco.

Em 2020, o cardeal Rainer Maria Woelki, arcebispo de Colónia, acusou os seus antecessores cardeais Joachim Meisner e Joseph Höffner de encobrir abusos sexuais. “Erros graves foram cometidos repetidamente por décadas”, disse Woelki. e os responsáveis ​​foram “completamente irresponsáveis” e, portanto, devem ser “descobertos e nomeados”. [2][3]


Referências

  1. [ligação inativa][ligação inativa], Rinunce e Nomine, 18.09.2012
  2. Pongratz-Lippitt, Christa (29 de Novembro de 2020). «Cardinal accuses predecessors of abuse cover-up». The Tablet (em inglês) 
  3. Grieshaber, Kirsten (e outro) (18 de Março de 2021). «German archbishop offers to resign after abuse criticism». Crux 

Ligações externas

editar
 
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Joachim Meisner
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Joachim Meisner
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.