Abrir menu principal
Joaquim Vieira
Nome completo Joaquim Manuel Prudêncio Vieira
Nascimento 1951 (68 anos)
Leiria
Ocupação Jornalista, documentarista
Nacionalidade Português

Joaquim Manuel Prudêncio Vieira (Leiria, 1951) é um jornalista português, com atividade mais recente como ensaísta e documentarista.

Antigo estudante do Instituto Superior Técnico, e ativista contra a ditadura (motivo da sua prisão em 1972, julgamento em Tribunal Plenário em 1973 e exílio no início de 1974), Joaquim Vieira tornou-se jornalista em finais de 1974, após estudos em Paris, no Centre de Formation et Perfectionnement des Journalistes. No ano seguinte foi admitido como repórter da RTP, onde permaneceu até ingressar em inícios de 1981, no semanário Expresso, de que seria diretor-adjunto, de 1989 a 1993. Depois de uma breve passagem pela revista Visão, voltou à RTP, onde viria a assumir, entre 1996 e 1998, o cargo de diretor-adjunto de programas. Foi diretor da revista Grande Reportagem, em 2004-2005, e provedor do leitor do jornal Público, em 2008-2009.

Além da sua atividade nos jornais e na televisão, Joaquim Vieira é autor de uma obra diversificada, de caráter histórico, político e biográfico. Para o Círculo de Leitores, assinou a coleção em dez volumes Portugal Século XX – Crónica em Imagens e dirigiu uma coleção de 18 fotobiografias (de entre as quais foi autor dos volumes sobre António Salazar, Marcelo Caetano, Almada Negreiros e Joshua Benoliel), os cinco volumes da Crónica de Ouro do Futebol Português.

Mais recentemente, destaca-se como autor de três biografias não oficiais - de Mário Soares, intitulada Mário Soares: uma vida; de Francisco Pinto Balsemão, Francisco Pinto Balsemão - O patrão dos media que foi primeiro-ministro[1][2] e de José Saramago, José Saramago – Rota de Vida. É também coautor da coleção de livros de aventuras juvenis intitulada Duarte e Marta.

Para a televisão, foi autor, entre outros, dos documentários Por Amor ao Piano, sobre o pianista Sequeira Costa, Maior que o Pensamento, sobre o cantautor José Afonso, Os Mitos da República, A Cantiga Era uma Arma, sobre a música de intervenção antes e após o 25 de Abril (galardoado com o Prémio Autores 2015, da Sociedade Portuguesa de Autores, para o Melhor Programa de Entretenimento de TV), e O Arquiteto de Lisboa, sobre o arquiteto Porfírio Pardal Monteiro.

Cofundador e presidente do Observatório da Imprensa-Centro de Estudos Avançados de Jornalismo[3] (em cujo âmbito foi organizador de vários congressos internacionais de jornalismo de língua portuguesa), teve ainda atividade como professor universitário convidado em cursos de comunicação social.

Integra desde 2015 o painel do programa de televisão O Último Apaga a Luz, na RTP3.

LivrosEditar

  • Ramiro Correia, soldado de Abril (coautoria com Eduardo Miragaia e Manuel Vieira (1978)
  • Freitas do Amaral - O professor virtuoso; Mário Soares - O animal político (1986)
  • Portugal Século XX – Crónica em Imagens (10 volumes, 1999-2001)
  • Fotobiografias Século XX (direção) (10 volumes, 2001-2003)
  • Almada Negreiros (Fotobiografias Século XX) (2001)
  • António Oliveira Salazar (Fotobiografias Século XX) (2001)
  • Marcelo Caetano (Fotobiografias Século XX) (2002)
  • Jornalismo Contemporâneo: Os Media entre a Era Gutenberg e o Paradigma Digital (2007)
  • Os meus 35 anos com Salazar (coautoria com Maria da Conceição de Melo Rita) (2007)
  • Mataram o Rei! – O Regicídio na Imprensa Internacional (coautoria com Reto Monico) (2007)
  • Mocidade Portuguesa – Homens para um Estado Novo (cinco volumes 2008)
  • Crónica de ouro do futebol português (direção) (2008)
  • Fotobiografias Século XX - Cultura (direção) (8 volumes, 2008-2009)
  • Joshua Benoliel (Fotobiografias Século XX – Cultura) (2009)
  • A Governanta – D. Maria, companheira de Salazar (2010)
  • Um Estádio na Cidade: 50 anos do parque dos jogos 1º de Maio (coautoria com Nuno Domingos) (2010)
  • República em Portugal! – O 5 de Outubro Visto pela Imprensa Internacional (coautoria com Reto Monico) (2010)
  • A Nossa Telefonia – 75 Anos de Rádio Pública em Portugal (direção) (2010)
  • Só um Milagre nos Salva: A verdade sobre a crise portuguesa (2011)
  • Duarte e Marta (coleção juvenil, coautoria com Maria Inês Almeida, 6 volumes publicados) (2012-2013)
  • Mário Soares: Uma Vida (2013)
  • Álvaro Cunhal – O Homem e o Mito (2013)
  • Nas Bocas do Mundo – O 25 de Abril e o PREC na Imprensa Internacional (coautoria com Reto Monico) (2014)
  • De Abril à Troika: Quatro décadas de democracia que transformaram Portugal (2014)
  • 150 Perguntas & Respostas Essenciais sobre a História de Portugal – de Viriato aos nossos dias (coautoria com Maria Inês Almeida) (2016)
  • Francisco Pinto Balsemão – O patrão dos media que foi primeiro-ministro (2017)
  • Caso Sócrates – O Julgamento do Regime (coautoria com Felícia Cabrita) (2017)
  • José Saramago: Rota de Vida – Uma Biografia (2018)

DocumentáriosEditar

  • Franco e Salazar: Irmãos Ibéricos (coautoria) (2004, editado em DVD em Espanha, em 2006, com o título Franco y Salazar)
  • Álvaro Cunhal (realização e guião) (2005, editado em DVD em 2006, com o título Álvaro Cunhal – A Vida de um Resistente; versão internacional: The Last Communist – Life and Times of Álvaro Cunhal)
  • A Voz da Saudade (realização e coautoria do guião) (2007)
  • Por Amor ao Piano (realização e guião) (2008)
  • Maior que o Pensamento (realização e guião) (2011, editado em DVD em 2015)
  • Os Mitos da República (realização e guião) (2011)
  • A Cantiga Era uma Arma (realização e guião) (2014, editado em DVD em 2016)
  • Lá vamos, cantando e rindo… (realização e guião) (2015, editado em DVD em 2018)
  • A Ponte aos 50 (coautoria) (2016)
  • O Arquiteto de Lisboa (realização e guião) (2018)

Referências