Abrir menu principal
Joaquim de Sousa Quevedo Pizarro
1.º visconde de Bóbeda
Nascimento 19 de novembro de 1777
  Portugal Bóbeda
Morte 23 de abril de 1838 (60 anos)
Ocupação Militar

Joaquim de Sousa Quevedo Pizarro (Bóbeda, São Pedro de Agostém, Chaves, 19 de Novembro de 1777 — Bóbeda, São Pedro de Agostém, Chaves, 24 de Abril de 1838), 1.º visconde de Bóbeda, foi um oficial general e político português[1].

Participou da Guerra Peninsular, depois em 1816, no Brasil, acompanhou a Divisão de Voluntários Reais do Rio de Janeiro para Santa Catarina que se deslocavam para a Guerra contra Artigas. [2] Seguiu para Montevidéu, onde foi encarregado do Comando da Marinha, da Capitania do Porto e da Inspeção do Arsenal Real, até abril de 1818. [2]

Em agosto do mesmo ano foi transferido para o exército com o posto de tenente-coronel e logo depois foi graduado em coronel adido ao Estado Maior do Exército do Brasil.[2] Foi nomeado governador das armas da província do Espírito Santo, em junho de 1822, e depois ajudante de ordens do capitão general do Maranhão, general Bernardo da Silveira.[2]

Reformado em 1827 com o posto de Brigadeiro, estava de volta a Portugal em 1828, como governador da praça de Chaves, quando iniciou a revolta do Porto.[2]

Referências


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.