Abrir menu principal

Joel Antônio Martins

futebolista brasileiro

Joel Antônio Martins, mais conhecido apenas como Joel (Rio de Janeiro, 23 de novembro de 1931Rio de Janeiro, 1 de janeiro de 2003), foi um futebolista brasileiro.

Joel
Informações pessoais
Nome completo Joel Antônio Martins
Data de nasc. 23 de novembro de 1931
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 1 de janeiro de 2003 (71 anos)
Local da morte Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Altura 1,68 m
Destro
Informações profissionais
Posição Ponta-direita
Clubes de juventude

1947–1950
CA Piracicabano
São Paulo
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1950–1951
1951–1958
1958–1961
1961–1963
1963–1964
Botafogo
Flamengo
Valencia
Flamengo
Vitória
Seleção nacional
1956–1961 Brasil 00014 0000(4)[1]

Índice

Polemica ida para o FlamengoEditar

Joel foi revelado aos 17 anos pelo Botafogo, em 1948, mas em 1950 foi para o Flamengo, pelo qual conquistou o tri-Campeonato Carioca de Futebol: 1953-1954-1955. O time de General Severiano acusava o Flamengo de aliciar o jogador e ameaçou romper relações com o mesmo. Diante das ameaças, os rubro-negros resolveram depositar para o Botafogo quantia de Cr$100 mil.[carece de fontes?]

FlamengoEditar

Dentro de campo, o ponta-direita driblador, foi um dos destaques da equipe do Flamengo no decorrer da década de 50. Ao lado de Rubens, Índio, Zagallo e Evaristo de Macedo, formou o famoso rolo compressor do Flamengo, um dos maiores ataques da história do clube. Torcedor do Rubro-Negro desde pequeno, Joel sempre afirmou que jogar no Flamengo foi um sonho realizado.[carece de fontes?]

Tricampeão do Campeonato Carioca em 1953, 1954, e 1955, e campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1961, Joel se destacava por seus cruzamentos em curva, e de vez em quando, na direção do gol, surpreendendo não só os zagueiros como os goleiros. Foi com cruzamentos assim que o ponta deu passes para dois dos três gols da equipe na final do Campeonato Carioca de 1954, contra o America. O histórico de Joel no Flamengo em suas duas passagens contabilizou 404 jogos com 244 vitórias, 74 empates e 86 derrotas, além de 115 gols.

Atuaria no futebol espanhol pelo Valencia e encerraria a carreira no Vitória da Bahia.

Seleção BrasileiraEditar

Em 1957 foi convocado para a Seleção Brasileira de Futebol, e foi titular nos dois primeiros jogos da Copa do Mundo de 1958, quando foi substituído por Garrincha (assim como seu colega de Flamengo Dida foi substituído por Pelé).

TítulosEditar

Botafogo
Flamengo
  • Torneio Início: 1951,1952
  • Copa Elfsborg: 1951
  • Troféu Cidade de Arequipa: 1952
  • Torneio Internacional de Lima: 1952
  • Troféu Juan Domingo Perón: 1953
  • Torneio Quadrangular de Curitiba: 1953
  • Campeonato Carioca: 1953,1954, 1955, 1961
  • Torneio Triangular do Rio de Janeiro: 1954
  • Torneio Internacional do Rio de Janeiro: 1954
  • Torneio Internacional Gilberto Cardoso: 1955
  • Campeonato Carioca Aspirantes: 1955,1956
  • Taça dos Campeões Estaduais: 1956
  • Troféu Embaixador Oswaldo Aranha: 1956
  • Taça Brasilia: 1957
  • Torneio Internacional do Morumbi: 1957
  • Troféu Ponto Frio: 1957
  • Troféu Almana Idrotts Klubben: 1957
  • Torneio Qradrangular de Israel: 1958
  • Troféu Sporting Club de Portugal: 1958
  • Torneio Rio-São Paulo: 1961
  • Troféu Magalhães Pinto: 1961
  • Torneio Octogonal da Argentina: 1961
  • Torneio Internacional de Verão do Uruguai: 1961
  • Torneio Internacional da Tunisia: 1962
Seleção Brasileira
Vitoria

Referências

  1. «Todos os brasileiros 1958». Folha de São Paulo. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 5 de novembro de 2018 

Ligações externasEditar