Abrir menu principal
Johan Skytte
Nascimento Maio de 1577
Nyköping, Suécia
Morte 15 de março de 1645
Söderåkra, Suécia
Nacionalidade sueco
Ocupação Político
Conselheiro real

Johan Skytte (nascido em maio de 1577 em Nyköping, falecido em 15 de março de 1645 em Söderåkra) foi um nobre sueco (friherre) e conselheiro real (riksråd) do século XVII-XVIII. [1][2][3][4]

Em 1622, foi nomeado chanceler da Universidade de Uppsala, tendo participado em 1625 na assinatura da ”carta de privilégios da unversidade” (Uppsala universitets privilegier) concedida pelo rei Gustavo II Adolfo. Mais conhecido ainda é por ter criado em 1622 a ”Cátedra Skytte de Ciência Política e Retórica”. Alguns anos mais tarde, em 1632, fundou a Universidade de Tartu na Estónia. [2]

Como conselheiro real (kammarråd), Johan Skytte foi responsável pelas finanças do reino, tendo servido fielmente os interesses do próprio rei Gustavo II Adolfo. [2]

Referências

  1. Lars-Olof Larsson. «Johan Skytte» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 28 de junho de 2018 
  2. a b c Erland Sellberg. «Johan Skytte» (em sueco). Svenskt biografiskt lexikon (Riksarkivet) - Dicionário Biográfico Sueco (Arquivo Nacional Sueco). Consultado em 28 de junho de 2018 
  3. «Johan Skytte». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 1186. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
  4. Lars Ericson Wolke. «Historien om Johan Skytte – Borgarsonen som blev kungens lärare (A história de Johan Skytte -O filho de burguês que foi professor do rei (em sueco). Populär historia, 2001. Consultado em 28 de junho de 2018 

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Johan Skytte