Abrir menu principal
Johan de Witt
Nome nativo Johan de Witt
Nascimento 24 de setembro de 1625
Dordrecht
Morte 20 de agosto de 1672 (46 anos)
Cidadania República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos
Alma mater Universidade de Leiden
Ocupação matemático, político
Religião Igreja Reformada Neerlandesa
Causa da morte linchamento
Estatua de Johan e seu irmão Cornelis de Witt em Dordrecht

Johan de Witt (Dordrecht, 24 de setembro de 1625Haia, 20 de agosto de 1672) foi um matemático e político neerlandês.

Era filho do Jacob de Witt e de Anna van den Corput, irmão de Cornelis de Witt e sobrinho de Cornelio de Graeff e Andries Bicker.

Membro de uma importante família, teve uma educação privilegiada para a época e graduou-se em Direito e Matemática, na Universidade de Leiden. Estabeleceu-se em Haia, e em 1653, passou a ocupar o posto de raadpensionaris, tornando-se efetivamente o líder do governo holandês. Witt passou a ser um dos homens mais importantes da Holanda neste período.

Sob a orientação de De Witt e De Graeff, a República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos passou a cuidar, em 1660, da educação de Guilherme III, Príncipe de Orange, com a finalidade de assegurar-lhe as capacidades necessárias a uma futura função governamental.

Os interesses de matemático e estadistas encontraram em em 1671, quando publicou Waardije van Lyf-renten naer Proportie van Los-renten, em que apresenta um estudo sobre o pagamento de rendas vitalícias, vendidas pelo Estado.

Em 1672, após os Países Baixos serem ocupados pela tropas francesas de Luís XIV na Terceira Guerra Anglo-Holandesa, Johan e seu irmão Cornelius de Witt foram assassinados brutalmente por uma multidão enfurecida, tendo os seus corpos horrivelmente mutilados sido expostos.

Obras
  • Value of Life Annuities (1671)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.