Abrir menu principal
John Bell na década de 1860.

John Bell (Nashville, 18 de fevereiro de 1796Condado de Dickson, 10 de setembro de 1869) foi um político, advogado e plantador americano. Sendo um dos políticos pré-guerra civil mais proeminentes do Tennessee,[1] ele serviu na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, de 1827 a 1841, e depois no Senado, de 1847 a 1859. Bell foi Presidente da Câmara (1834–1835) e ainda serviu brevemente como Secretário da Guerra durante a administração do presidente William Henry Harrison (1841). Na eleição de 1860, ele concorreu a presidência como candidato pelo Partido União Constitucional, uma legenda que defendia que a Constituição dos Estados Unidos não deveria ser mudada (e por consequência, a escravidão deveria ser preservada).[1][2]

Inicialmente um aliado de Andrew Jackson, Bell se virou contra ele em meados da década de 1830 e se aliou com os Whigs, uma mudança repentina que fez com que as pessoas o apelidassem de "The Great Apostate" ("O Grande Apóstata").[3][4] Ele passou a combater os aliados de Jackson, principalmente James K. Polk, em assuntos como a manutenção do Segundo Banco dos Estados Unidos (que ele era contra) e do sistema político de despojos. Após a morte de Hugh Lawson White, em 1840, Bell se tornou líder dos Whigs no Tennessee.[1]

Apesar de ser um dono de escravos, Bell era um dos poucos políticos do sul dos Estados Unidos que se opusera a expansão da escravidão pelo país na década de 1850 e fez campanha contra a ideia de secessão por parte dos estados sulistas antes da Guerra Civil Americana começar.[1] Durante a campanha presidencial de 1860, ele defendia que a secessão não era necessária, já que a Constituição já protegia a escravidão, algo que ressoou com os estados de fronteira, ajudando-o a levar os votos do colégio eleitoral de Tennessee, Kentucky e Virgínia. Apesar de ser um defensor da União no começo, após a batalha de Fort Sumter em abirl de 1861, Bell abandonou a União e passou a apoiar a Confederação. Após a guerra, ele se mudou para Stewart, Tennessee e veio a falecer em 1869, na cidade de Dover.[1]

Referências

  1. a b c d e Jonathan Atkins, "John Bell," Tennessee Encyclopedia of History and Culture, 2009. Página acessada em 1 de março de 2018.
  2. Joseph Parks, John Bell of Tennessee (Baton Rouge: Louisiana State University Press, 1950).
  3. "Correspondence of James K. Polk", por James Knox Polk, Volume 6 (1842-1843), pág. 17.
  4. "The Political Lincoln: An Encyclopedia", por Paul Finkelman e Martin J. Hershock, 2008, pág. 52.