John Phillips (astronauta)

(Redirecionado de John Lynch Phillips)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de John Phillips, veja John Phillips.
John Phillips
Nascimento 15 de abril de 1951 (69 anos)
Fort Belvoir, Virgínia,
Estados Unidos
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Seleção Grupo 16 da NASA 1996
Missões STS-100, Soyuz TMA-6, Expedição 11, STS-119

John Lynch Phillips (Fort Belvoir, 15 de abril de 1951) é um astronauta norte-americano, veterano de três missões no espaço.

Phillips é formado em matemática e russo pela Academia Naval dos Estados Unidos, em ciências aeronáuticas pela Universidade da Florida Oeste e um doutorado em geofísica e física espacial pela Universidade da Califórnia, currículo formado nos anos 1970 e 1980.

Após a formatura na academia naval, ele foi qualificado como aviador naval em 1974 e pilotou jatos A-7 Corsair baseado em terra e em porta-aviões. Após deixar a Marinha em 1982, como estudante graduado na Universidade da Califórnia em Los Angeles, Phillips trabalhou em pesquisas para a NASA que envolveram observações feitas pela sonda Pioneer Venus, experimentos sobre o vento solar e após completar seu doutorado, com a sonda Ulysses, no Laboratório Nacional de Los Alamos.

Capitão da marinha, da qual é reservista desde 1982, tem 4400 horas de voo acumuladas e 250 pousos em porta-aviões, a maioria delas nos A-7.

Astronauta desde 1996, após completar o treinamento no Centro Espacial Lyndon B. Johnson, em Houston, Texas primeiramente ele trabalhou em diversas funções em terra, ligadas ao departamento de astronautas, incluindo sistemas de engenharia e como CAPCOM - comunicador de voo - com a Estação Espacial Internacional.

Seu primeiro voo ao espaço foi em maio de 2001, na missão STS-100 Endeavour, uma missão de doze dias na ISS, onde a tripulação instalou o braço robótico Canadarm 2 na estação, e ele foi o coordenador das atividades extraveiculares da missão.

Em abril de 2005, ele participou da Expedição 11 à ISS junto com o cosmonauta russo Sergei Krikalev, permanecendo em órbita na estação por 179 dias, para onde foi levado na nave Soyuz TMA-6, e acumulou um total de cinco horas em caminhadas espaciais fora da estação.

Phillips foi pela terceira vez à órbita terrestre em 15 de março de 2009, como especialista de missão da STS-119 Discovery à Estação Espacial.