Johnnie Cochran

advogado norte-americano

Johnnie L. Cochran, Jr. (2 de outubro de 193729 de março de 2005) foi um advogado estadunidense, mais conhecido como o líder da equipe de defesa do astro de futebol americano O. J. Simpson pelo assassinato de sua ex-mulher Nicole Brown Simpson e de um amigo dela, Ronald Goldman.[1]

Johnnie Cochran
Nome completo Johnnie L. Cochran, Jr.
Nascimento 2 de outubro de 1937
Shreveport, Louisiana
Morte 29 de março de 2005 (67 anos)
Los Feliz, Los Angeles, California,
Ocupação Advogado

Johnnie nasceu em 2 de outubro de 1937 na cidade de Shreveport, no Estado da Louisiana. Era o mais velho dos quatro filhos de Johnnie L. Cochran e Hattie. Quando tinha seis anos sua família se mudou para a Califórnia para juntar-se ao seu pai, que tinha ido trabalhar num dos estaleiros da Bethlehem Steel na construção de navios de transporte de tropas para a Segunda Guerra Mundial. Finda a guerra seu pai retoma o trabalho de corretor de seguros e vai trabalhar numa das maiores empresas pertencentes a negros nos Estados Unidos, a seguradora Golden State Mutual Life Insurance Co..[2]

Em Los Angeles Johnnie cursou o equivalente ao ensino médio na Los Angeles High School.[3] Entrou na Universidade da Califórnia e se formou em Business Economics em 1959. Na Universidade entrou para a fraternidade negra Kappa Alpha Psi, na qual teria como mentor o futuro prefeito de Los Angeles Tom Bradley, o primeiro prefeito negro da cidade.[2] Em 1962 forma-se em direito pela Loyola Law School e no ano seguinte é aprovado no exame da Ordem e passa a trabalhar na promotoria de Los Angeles.[1] Na promotoria o caso mais famoso no qual Johnnie trabalhou foi a acusação de obscenidade contra o humorista Lenny Bruce.

Entre outros clientes famosos de Cochran estavam Sean Combs, Michael Jackson, Tupac Shakur, Todd Bridges, Snoop Dogg, Jim Brown, a ativista negra Rosa Parks e o ex-pantera negra Geronimo Pratt[4][5]

Morreu em 2005 vítima de um tumor cerebral.[6][7]

Referências

  1. a b "Famed attorney Johnnie Cochran dead" - CNN.com . 30 de março de 2005. Consultado em 26 de outubro de 2019
  2. a b Toobin, Jeffrey (2016). American Crime Story - O povo contra O.J. Simpson. [S.l.]: DARKSIDE BOOKS 
  3. «Pela defesa: Toda a carreira de Johnnie Cochran tem sido um prelúdio do que ocorre na sala 103 ( em inglês)». Los Angeles Times. 29 de janeiro de 1995. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  4. "Famous clients mourn Johnnie Cochran at funeral in LA" - The Union Tribune
  5. «Ex-pantera negra deixa a prisão após 27 anos e volta a júri». Folha de São Paulo. 11 de junho de 1997. Consultado em 24 de outubro de 2019 
  6. "Defense superstar Johnnie Cochran dead at 67" - Associated Press
  7. «Morre Johnnie Cochran, o advogado que defendeu O.J. Simpson». UOL. 29 de março de 2005. Consultado em 19 de outubro de 2019 

Ligações externasEditar

  • Cochran Firm, escritório de advocacia de Cochran (em inglês)