Abrir menu principal


Question book.svg
este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde setembro de 2010).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Sumo sacerdote no tempo de Jeorão, Acazias, Atalia e Jeoás. Jeoiada era casado com a filha do Rei Jeorão, Jeoseba, também chamada Jeosabeate (o único caso registrado de um sumo sacerdote que se casou com alguém da família real). Jeoiada ficou especialmente conhecido por derrubar Atalia e elevar a verdadeira adoração em Judá. Depois de ter sido morto o governante Acazias, o filho de Atalia, ela passou a matar todos os descendentes reais e a colocar-se no trono. No entanto, Jeoseba, irmã de Acazias, embora não necessariamente filha de Atalia, levou o bebezinho Jeoás, filho de Acazias, e o manteve escondido durante seis anos. No sétimo ano, Jeoiada conseguiu o apoio dos levitas, dos chefes da guarda cariana e dos batedores, bem como dos chefes das casas paternas de Israel. Apresentou então Jeoás, a quem proclamaram rei. Em seguida, Jeoiada ordenou que Atalia fosse removida do local do templo e morta. — 2Rs 11:1-16; 2Cr 22:10-23:15. Depois disso, Jeoiada não perdeu tempo em promover a adoração de Jeová. Renovou a relação pactuada de Israel com Jeová, e em conseqüência disso, o povo derrubou a casa de Baal e removeu seus altares, suas imagens e seu sacerdócio. Jeoiada restaurou então os ofícios plenos do templo. Ele exerceu forte influência para o bem na vida de Jeoás. Jeoiada e o rei restauraram o templo e fizeram vários utensílios para a casa de Jeová. Quando, aos 130 anos, Jeoiada finalmente morreu, foi-lhe concedida a honra excepcional de ser sepultado com os reis, “porque fizera o bem em Israel, e com o verdadeiro Deus e Sua casa”. Infelizmente, sua boa influência morreu junto com ele, pois Jeoás então deu ouvidos aos príncipes de Judá e desviou-se de Jeová, chegando ao ponto de ordenar a morte do filho de Jeoiada, Zacarias, que proferira uma censura ao povo infiel. — 2Rs 11:17-12:16; 2Cr 23:16-24:22.