Abrir menu principal

CarreiraEditar

Doutorou-se em etnologia na Universidade de Munique com uma tese na área da etnografia: Vilarinho da Furna – uma aldeia comunitária. Mais tarde viria a licenciar-se em Línguas germânicas pela Universidade de Coimbra. Foi professor catedrático do Instituto Superior de Ciências Sociais de Lisboa, e director da secção de etnografia do Centro de Estudos de Etnologia Peninsular. Numa visita que efectuou a África, tendo viajado de jipe entre Angola e Moçambique, elaborou uma das mais notáveis monografias acerca do grupo étnico africano – Macondes de Moçambique.[1]

Pensamento antropológicoEditar

Os seus trabalhos de Antropologia cultural sobre Vilarinho das Furnas , Rio de Onor, Castro Laboreiro e Macondes, partem da integração da vida material e espiritual, enquadrada no seu meio natural e cultural. Os aspectos comparativos entre sociedades permitem-lhe tirar conclusões de alcance geral acerca das origens das comunidades.[2]

PublicaçõesEditar

Deixou trabalhos de etnologia e antropologia cultural de projecção internacional, publicados em várias línguas:

  • Os arados portugueses e as suas prováveis origens, 1948
  • Vilarinho da Furna, Uma Aldeia comunitária, 1948
  • Rio de Onor - Comunitarismo Agropastoril, 1953
  • Os Macondes de Moçambique (3 vol.), 1964/70

Referências

  1. Infopédia
  2. Orlando Ribeiro – nota preliminar, Vilarinho da Furna de Jorge Dias. Imprensa nacional Casa da Moeda, 1981

Ligações externasEditar