Abrir menu principal
Jorge Luiz Brasil
O jornalista Jorge Luiz Brasil, redator-chefe da revista Minha Novela.
Nome completo Jorge Luiz Brasil Ninho
Nascimento 25 de dezembro de 1968 (50 anos)
Niterói, RJ
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação Jornalista
Página oficial
http://minhanovela.uol.com.br/canal/jorge-brasil/

Jorge Luiz Brasil Ninho (Niterói, 25 de dezembro de 1968) é jornalista e atualmente redator-chefe da revista Minha Novela, publicada pela Editora Escala. [1][2].

BiografiaEditar

Iniciou os estudos em Comunicação Social, habilitação jornalismo, nas Faculdades Integradas Hélio Alonso (FACHA) em 1988, e concluiu o curso na Universidade Federal Fluminense (UFF) em 1991. Seu primeiro estágio foi como assessor de imprensa da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em 1991. No mesmo ano, começou a trabalhar como estagiário no jornal O Fluminense, de onde saiu em 1996, já como editor do Segundo Caderno. De 1996 a 1997 trabalhou como repórter e editor de pauta na extinta revista Amiga, da Editora Bloch. Entre os anos de 1997 e 1998 trabalhou como repórter no jornal O Dia. Ainda no ano de 1998 começou a trabalhar no jornal Extra, onde atuou como repórter do Seção Extra, além de assinar a coluna Linguarudo (de fofoca) e mais uma sobre carnaval.

Em 1999 estreou na televisão apresentando o quadro Linguarudo do Planeta, dentro do programa Planeta Xuxa (Rede Globo), apresentado por Xuxa Meneghel[3]. Em 2000, ainda na televisão, foi colunista de assuntos ligados ao mundo das celebridades do Programa da Lili (CNT) apresentado por Liliana Rodrigues. Entre 2000 e 2001 teve passagens pelos jornais Correio Braziliense e Diário Popular e também pela revista Contigo!, da Editora Abril, onde foi editor da sucursal do Rio de Janeiro. Entre 2001 e 2002 foi assessor de imprensa do ator Dado Dolabella. Ainda no ano de 2002, começou a trabalhar como editor-chefe (e posteriormente redator-chefe) da revista Minha Novela, na época na Editora Abril, onde permaneceu até 2013, quando foi transferido para a revista Contigo!, ocupando o mesmo cargo. Em 2014 retornou à Minha Novela, agora pertencente à Editora Caras, onde está até hoje. Em 2017, foi pela primeira vez jurado do prêmio Troféu Imprensa (SBT)[4], feito repetido em 2018. Em maio do mesmo ano, a revista foi mais uma vez vendida, dessa vez para a Editora Escala.

Referências

Ligações externasEditar