Jorge Stolfi

professor de ciência da computação brasileiro

Jorge Stolfi (São Paulo, 1950) é um professor de ciências da computação da Universidade Estadual de Campinas, realizando pesquisas de várias áreas da computação e matemática aplicada, especialmente processamento de imagens, visão computacional, aproximação de funções, computação auto-validada, Geometria computacional, otimização e reconhecimento de padrões. Também atua nas áreas de teoria da computação, estrutura de dados, análise de algoritmos, teoria dos grafos, e processamento de linguagens naturais.[1]

Jorge Stolfi
Jorge Stolfi em 2016, no NeuroMat.
Nascimento 1950 (71 anos)
São Paulo
Residência  Brasil
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade de São Paulo
Instituições Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Campo(s) Ciência da computação

Foi aluno de Leonidas John Guibas na Universidade de Stanford, trabalhando em Geometria computacional. Atualmente é professor titular do Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (IC). Alguns de seus trabalhos recentes foram o estudo do Manuscrito Voynich e um transdutor de estados finitos, usado no processamento de linguagem natural. Foi diretor do Instituto de Computação da Unicamp entre março de 2005 e março de 2009.[1]

Referências

  1. a b «Jorge Stolfi». Plataforma Lattes. Consultado em 30 de Junho de 2017 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.