Jorge Vieira (treinador de futebol)

futebolista brasileiro

Jorge Silva Vieira (Rio de Janeiro, 18 de julho de 1934 - Rio de Janeiro, 25 de julho de 2012) foi um futebolista brasileiro, que atuou como ala-direito, e depois como treinador de futebol.[1]

Jorge Vieira
Nascimento 18 de julho de 1934
Rio de Janeiro
Morte 24 de julho de 2012
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação futebolista, treinador de futebol

CarreiraEditar

Jorge é conhecido por ser o técnico do último título do America carioca e por comandar o início da Democracia Corintiana.[2]

Como jogador, foi atleta do Club América do México, sendo bicampeão mexicano, além do Madureira EC do Rio de Janeiro.[3]

Encerrou a carreira em 1960, aos 26 anos de idade e tornou-se treinador do America FC (RJ) neste mesmo ano, sagrando-se campeão estadual em seu primeiro trabalho como técnico, sendo apontado pela imprensa como o técnico mais jovem do Brasil a ganhar um título de expressão, por ocasião de seu falecimento.[4] Este título é o último campeonato estadual do rubro carioca, até a atualidade. Da mesma forma, conduziu o Galícia EC a seu último título de campeão baiano, em 1968.

Também foi campeão estadual no Corinthians, em 1979 e 1983. Em 1976 foi um dos técnicos campeões pelo Coritiba, na Taça Cidade de Curitiba (o Torneio Início do campeonato estadual paranaense). No clube paranaense, foi o técnico da primeira participação do Coxa na Copa Libertadores da América.

No Botafogo-SP foi campeão da Taça Cidade de São Paulo (equivalente ao primeiro turno do Campeonato Paulista) de 1977 e foi vice-campeão brasileiro pelo Palmeiras em 1978.

Também foi técnico do da seleção de El Salvador, do Belenenses de Portugal, do América e do Puebla, ambos do México, e com passagens por Botafogo, Vasco da Gama e Fluminense.[5]

Em 1986, classificou o Iraque para a Copa do Mundo do México.

Referências